You are here
Home > Sem categoria > Indústria de produtos de saúde cresce mesmo com a crise

Indústria de produtos de saúde cresce mesmo com a crise

O segmento de produtos, equipamentos e suprimentos médicos iniciou o ano 2009 de forma positiva. Recente estudo encomendado pela Associação Brasileira de Importadores de Equipamentos, Produtos e Suprimentos Médico-Hospitalares (Abimed) demonstra que o número de empregos do setor cresceu mesmo com a crise econômica mundial. Atualmente, o setor emprega diretamente  96,6 mil trabalhadores, de acordo com os dados do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE-CAGED).

O comércio atacadista de instrumentos e materiais de uso médico cirúrgico gerou 1.500 novos postos de trabalho entre abril de 2008 até abril de 2009, já o comércio atacadista de máquinas, aparelhos e equipamentos para uso médico-hospitalar gerou 602 novos empregos. Proporcionalmente, foi grupo que gerou mais  postos de trabalhos até abril de 2009, com 12% novos postos de trabalhos em relação ao contingente empregado total, em comparação com abril de 2008.

O diretor da Abimed, Reynaldo Goto, também ressalta que o aumento no número de emprego do setor foi gerado pelo aumento das vendas no peíodo. Apesar da crise econômica mundial, a demanda por equipamentos de saúde continua alta, pois as inovações tecnológicas propiciam diagnósticos mais precisos, tratamentos mais eficazes e uma redução na cadeia total de custos da saúde. Isso favoreceu o quadro positivo, pois houve um aumento no volume de vendas”, afirma. O aumento nas vendas foi de 12% entre janeiro e março deste ano, comparado ao mesmo peíodo de 2008 e de 13% nos 12 meses, contados de fevereiro de 2008 a março de 2009, segundo os dados do IBGE.

Ainda segundo a pesquisa da Abimed, as empresas importadoras de equipamentos e produtos médico-hospitalares no Brasil movimentaram cerca de US$ 1 bilhão entre janeiro e abril de 2009. Essa cifra supera o número de importações do setor no mesmo peíodo de 2008, que foi de US$ 964 milhões. Os números representam o crescimento 4%.

Deixe uma resposta

Top