You are here
Home > Sem categoria > Inadimplência no financiamento de veículos recua após 17 meses consecutivos de alta

Inadimplência no financiamento de veículos recua após 17 meses consecutivos de alta

Após 17 meses de altas consecutivas, em média 0,2 p.p ao mês, a inadimplência nos contratos de financiamentos de veículos para pessoa física apresentou queda de 0,1 p.p., representando 6,0% do Saldo da Carteira de Veículos no mês de junho, segundo a  Associação Nacional das Empresas Financeiras das Montadoras (Anef). O último peíodo em que a inadimplência não havia apresentado alta foi de dezembro de 2010 para janeiro de 2011, quando a média mensal havia se estabilizado em 2,6%. O saldo total das carteiras de financiamentos de veículos (CDC e Leasing) fechou o mês de junho em R$ 202,7 bilhões. O valor foi 1,4% superior ao mês de maio, quando o saldo era de R$ 200 bilhões e 4,3% maior que em junho de 2011, quando o saldo foi de R$ 194,4 bilhões.

O saldo de crédito para aquisição de veículos por pessoas físicas seguiu, em junho, correspondendo a 4,7% do PIB nacional (estimado em R$ 4,280 trilhões) contra 4,9% no mesmo peíodo do ano anterior e representando 29,5% do total do crédito destinado á s pessoas físicas no Brasil. A liberação de crédito durante o mês foi de R$ 8,514 milhões, o que representou um aumento de 11,7% no peíodo de 30 dias e de 0,5% sobre o montante de crédito liberado em junho de 2011 (R$ 8.476 milhões) para aquisição de veículos financiados (CDC).

Os resultados durante o mês de junho refletiram o otimismo do mercado com as medidas anunciadas pelo governo no mês maio para estimular o setor automotivo. O mercado retomou o otimismo e o fluxo de cliente nas concessionárias cresceu no peíodo. Com isto todo setor cresceu, inclusive as consultas a financiamentos e, também, o aumento de solicitações aprovadas”, explica Décio Carbonari, presidente da Anef. Os Planos de Financiamentos seguiram sendo disponibilizados com prazo máximo de 60 meses e os planos médios seguiram em 40 meses em junho, frente os 43 meses no mesmo peíodo de 2011.

Durante o 1º semestre de 2012 as compras de veículos foram realizadas com pagamento financiado (CDC) em 52% das vendas. O pagamento á  vista ocorreu em 38% dos casos, o consórcio foi responsável por 7% das aquisições e o leasing representou apenas 3%, seguindo em queda. As modalidades de pagamento utilizadas para aquisição de caminhões ficaram divididas da seguinte forma: 71% pelo Finame, 13% á  vista, 10% financiado, 3% por meio de cotas de consórcio e 3% pelo leasing (incluindo Finame Leasing). No setor de motocicletas, 41% das aquisições foram financiadas (CDC), 34% por consórcio e 25% dos pagamentos realizados á  vista.

A taxa média de juros praticada pelas associadas da Anef ficou em 1,30% no mês de junho de 2012 representando uma queda de 0,10 p.p perante o mês de maio, quando a taxa média tinha sido de 1,40%. A taxa praticada pelo mercado em junho também apresentou queda perante o mês anterior, passando de 1,77% para 1,58%.

Deixe uma resposta

Top