Volume de contratos de crédito consignado quase dobra no primeiro trimestre

O volume de contratos de crédito consignado no Brasil quase dobrou no primeiro trimestre de 2017 em relação ao mesmo período do ano passado. A informação foi apurada pela Access, empresa de gestão documental, que presta BPO de formalização de contratos para as principais instituições financeiras do País.

Do total de cinco bancos que a Access atende, foram formalizados 1.156.203 contratos de crédito consignado nos três primeiros meses do ano. Na comparação com o mesmo período de 2016, esse montante totalizou 607.845. De acordo com a Access, esse volume foi 20% acima do previsto pelas próprias instituições. Eram esperados 962.000, segundo a companhia. O levantamento apontou ainda que o Estado do Rio de Janeiro apareceu com 27,8% dos contratos formalizados, com valor médio de parcelas de R$ 481,90. Em seguida, aparece São Paulo, com 15% do total e parcelas de R$ 309,8, e Distrito Federal, que soma 7% dos empréstimos, com valor médio de R$ 617,8. A quantidade média de parcelas foi de 60 no Rio de Janeiro, 64 em São Paulo e 76, no Distrito Federal. A maior parte desses contratos foi destinada para mulheres (61,23%) e para pessoas com o estado civil casado (72%).

De acordo com Inon Neves, vice-presidente da Access na América Latina, alguns dos fatores que influenciaram os resultados foram a redução da taxa de juros, que diminuiu de 34,5% para 29,8% para servidores públicos, e de 32% para 28,9% para aposentados. Neves também cita a mudança na política do INSS, que aumentou o limite do empréstimo para 35% da renda e os aumentos dos salários no período.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *