You are here
Home > Finanças > Poupar e quitar dívidas serão os principais destinos do 13º salário no Paraná

Poupar e quitar dívidas serão os principais destinos do 13º salário no Paraná

O prazo de pagamento da primeira parcela do 13º salário termina nesta quinta-feira, dia 30 de novembro, e os paranaenses já planejam o que fazer com a grana extra. De acordo com sondagem feita pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Paraná (Fecomércio PR), o abono será utilizado principalmente para constituição de reserva financeira e para o pagamento de dívidas. Dentre as opções sugeridas pela entidade, 24,6% dos entrevistados planejam guardar esse dinheiro e 24,1% pretendem quitar seus débitos. Em relação ao ano passado chama a atenção o percentual de trabalhadores que intencionam fazer uma reserva financeira. Em 2016 essa opção era mencionada por 21,6% dos paranaenses.

O uso do valor para viagens corresponde a 15,5% das respostas, enquanto 14,2% têm a intenção de pagar taxas e impostos característicos de início de ano, como IPVA e IPTU. A compra de presentes será a escolha de 12,1% dos paranaenses, o que contribuirá para o aumento das vendas de Natal.

O pagamento do 13ª salário aos trabalhadores do mercado formal do Paraná deve injetar R$ 6,8 bilhões na economia dos 40 maiores municípios do Estado, segundo estimava do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese).

A segunda parcela da gratificação natalina deverá ser paga até 20 de dezembro. Se a opção for por uma única vez, o pagamento deve ser feito até o dia 30 de novembro.

Projeção para o Natal

A Fecomércio PR projeta que as vendas de fim de ano serão capazes de tirar definitivamente o setor varejista do vermelho, que no acumulado de janeiro a setembro registra retração de 0,26% em relação ao mesmo período de 2016.

Outra sondagem realizada pela instituição mostra que 76,5% dos paranaenses pretendem comprar presentes para comemorar a data mais importante para o comércio varejista. O percentual é superior ao ano passado, quando 75,5% dos consumidores pretendiam presentear alguém. O estudo também aponta que o número de pessoas a serem presenteadas será maior, pois a parcela consumidores que pretendem presentear mais de 6 entes queridos aumentou. Os que planejam presentear entre 6 e 10 pessoas são 21,8%, contra 16% no ano passado. Os mais generosos, que projetam comprar presentes ou lembranças para mais de 10 pessoas, chegam a 3%, ante 1% em 2016. Já 75,2% dos entrevistados pretendem presentear até 5 pessoas. No ano passado essa parcela era de 83%.

mirian
Sobre a Mirian Gasparin Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 44 anos na área de jornalismo, sendo 42 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 11 anos de blog, mais de 20 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 18 prêmios, com destaque para Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.
http://www.miriangasparin.com.br

Deixe uma resposta

Top