You are here
Home > Transportes > Dez aeroportos e quatro companhias aéreas do Brasil estão entre os mais pontuais do mundo

Dez aeroportos e quatro companhias aéreas do Brasil estão entre os mais pontuais do mundo

O Aeroporto Afonso Pena é o 14º mais pontual do mundo.

Dez aeroportos e as quatro companhias aéreas do Brasil estão na lista dos mais pontuais do mundo, de acordo com o relatório anual da consultoria britânica OAG, que avaliou 57 milhões de voos e as 250 companhias aéreas que mais voaram em 2017. A Azul ficou em 12º lugar, com 84,14% de pontualidade, entre as 20 melhores companhias do mundo. E os aeroportos de Confins, em Minas Gerais, e Afonso Pena (PR) são os dois mais pontuais do país.

O critério da OAG para classificar o voo como “pontual” é decolar ou pousar com atraso abaixo de 15 minutos, incluindo os voos cancelados que reduzem a pontualidade da empresa ou aeroporto. Além disso, a consultoria avaliou as 20 maiores rotas globais (domésticas e internacionais). A ponte aérea Congonhas–Santos Dumont foi considerada a 5ª rota doméstica mais movimentada do mundo. No caso dos aeroportos, Curitiba (PR), Recife (PE) e Porto Alegre (RS) estão entre os 20 mais pontuais do mundo na categoria “pequenos aeroportos”, que considera a oferta de 2,5 milhões a 5 milhões de assentos nos voos por ano. O terminal curitibano teve a melhor classificação entre os brasileiros, 14º lugar, com 84,65% de pontualidade. Recife ficou em 17º (83,61%) e Porto Alegre em 20º (83,45%).

Já o aeroporto de Confins, em Belo Horizonte (MG), teve a melhor nota de pontualidade entre os terminais do país avaliados pela OAG, com 84,96% de pontualidade. O resultado garantiu o 4º lugar para o terminal na categoria “aeroportos médios”. Na mesma categoria também foram classificados os aeroportos de Santos Dumont (7º) e Viracopos (12º), com 84,33% e 83,14% de pontualidade, respectivamente.

Na categoria de “grandes aeroportos”, Brasília ficou em 4º lugar, com 84,58% dos voos (chegada e partida) operados com até 15 minutos de atraso. Galeão e Congonhas compõem a lista dos 20 mais pontuais do mundo na classificação entre 10 a 20 milhões de assentos nos voos por ano. Guarulhos, por sua vez, ficou em 11º lugar na categoria “mega aeroportos” (entre 20 a 30 milhões), com 79,70% de pontualidade.

Entre as 20 melhores companhias aéreas do mundo, segundo a classificação da OAG, a Azul obteve o melhor resultado entre as companhias nacionais, 12º lugar, com 84,14% de pontualidade. Além disso, o anuário da consultoria britânica também classificou as melhores empresas áreas em três categorias: operadores aéreos, mega companhias aéreas e operadoras de baixo custo. Entre as mega companhias aéreas do mundo aparece o grupo Latam, sendo a 8ª colocada e única empresa da América do Sul, com 79,39% de pontualidade.

Na categoria “operadoras aéreas”, a Avianca ficou em 16º lugar, com 81,44%. Para ser classificada nesse segmento, a empresa aérea deve estar entre as 250 melhores do mundo em termos de assentos-quilômetros ofertados (ASKs), e deve ter operado mais de 30.000 vôos programados em 2017.

No segmento das empresas de baixo custo, a Azul foi a 5ª colocada, e a GOL ficou com a 8ª posição, com 81,73%. Nessa seleção, o relatório inclui também as 250 melhores companhias em termos de ASKs e que operaram pelo menos 30 mil vôos programados em 2017.

mirian
Sobre a Mirian Gasparin Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 44 anos na área de jornalismo, sendo 42 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 11 anos de blog, mais de 20 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 18 prêmios, com destaque para Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.
http://www.miriangasparin.com.br

Deixe uma resposta

Top