Escola de robótica pretende fechar 2018 com mais de 50 unidades e faturar R$ 3,5 milhões

A escola de robótica e empreendedorismo Buddys busca franqueados pelo Brasil com a possibilidade de abrirem seus negócios até o mês de junho. A escola, que nasceu em um quartinho em Minas Gerais, já fechou negócios nos estados de São Paulo, Minas Gerais, Espírito Santo, Santa Catarina e Rio de Janeiro. Para 2018, a meta é de fechar o ano com 50 unidades pelo país. “Estamos em busca de pessoas que acreditam que a educação pode mudar o futuro do país e que tenham o sonho de empreender e crescer junto com a gente”, conta Breno Leles, 21, diretor de expansão da Buddys.

Em 2017, a rede faturou mais de R$ 1,5 milhão com três escolas próprias e 15 franqueadas. Neste ano, a perspectiva é de faturar R$ 3,5 milhões. “Queremos aumentar a nossa rede e dar a oportunidade de crianças do Brasil todo estudarem robótica e construírem grandes projetos”, afirma Leles.

O negócio é um investimento positivo, de acordo com um estudo realizado pela consultoria global The Boston Consulting Group (BGC). Ele diz que o mercado global de robótica está crescendo ainda mais rápido do que o esperado e deve alcançar U$$ 87 bilhões (cerca de R$ 282 bilhões) até 2025. Sendo assim, os empresários prezam pelo diferencial das escolas de robóticas para atrair candidatos. “Se for olhar o mercado, observará a enorme quantidade de concorrência para franquias de escola de idiomas. De robótica, quase não temos”, finaliza.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *