You are here
Home > Marketing > Qual é a melhor rede social para apostar em 2018?

Qual é a melhor rede social para apostar em 2018?

Em 2017 o Instagram se mostrou indubitavelmente uma potência superior às redes sociais rivais como Linkedin, Twitter e até a própria empresa-mãe, o Facebook, atingindo a marca de milhões de usuários ativos mensais. São Paulo está entre as quatro cidades mundiais com maior número de usuários. O Brasil representa a segunda maior base mundial, segundo o diretor de negócios global do Instagram, Vishal Shah. Ele anunciou recentemente que no ano passado a rede atingiu 800 milhões de usuários ativos mundialmente e irá ultrapassar 1 bilhão em 2018 com meta de atingir 2 bilhões em 2019.

A última Pesquisa Brasileira de Mídia – PBM 2016, feita pelo IBOPE, e lançada em 29/08/2016 – mostrou que 49% da população brasileira se atualiza por meio da internet, sendo que 50% o faz todos os dias, 93% em casa e 91% pelo celular. A maior audiência é de segunda a sexta-feira, representando 44% dos acessos. Em média o brasileiro fica 4h e 30 min diários na internet, considerando tanto o meio quanto o final de semana. Apostando no Instagram como ferramenta de marketing e rede social de 2018, é preciso lembrar que esta rede funciona muito melhor para o compartilhamento de fotos e recursos visuais. Estes, quanto mais próximos forem, mais engajamento se percebe na ferramenta.

As selfies são um dos recursos com maior interação. Pesquisadores do Georgia Institute of Technology e do Yahoo Labs analisaram cerca de 1,1 milhão de fotos no Instagram e descobriram que as imagens com rostos humanos são 38% mais propensas a receber likes e comentários do que outros tipos de fotos. Isso porque fotos de figuras humanas são poderosos canais de comunicação não-verbais que incluem atratividade, emoções e identidades.

Até mesmo marcas mais convencionais estão potencializado seus negócios por meio do compartilhamento de fotos, vídeos e de uma estratégia de hashtags direcionada, pois o usuário do Instagram não é afeito a muita leitura.

O especialista em marketing pessoal Adriano Tadeu Barbosa traz seis dicas para quem quer se expor de forma assertiva no Instagram em 2018, ano que promete um movimento ainda mais ascendente para esta rede social. Mas antes, é bom lembrar que o Instagram muda recursos e ferramentas com muita frequência, por isso a regra de ouro é não perder o hábito de navegar na rede e se conectar com pessoas e marcas para se manter sempre atualizado.

1) Defina uma foto de qualidade, clara e limpa para o perfil, pois será ela que chamará atenção das outras pessoas quando se depararem com suas interações na rede e seu perfil. Não é necessária uma foto de estúdio, os próprios celulares atualmente tiram boas fotos – lembre das selfies mencionadas acima. Caso não queira uma selfie, uma boa sugestão é que ela seja tirada em um dia comum de trabalho, pois é assim que você é visto todos os dias, certo? Por isso, vale uma pequena produção para o seu dia a dia.

2) Use e abuse das hashtags. Segundo estudos, 11 é a quantidade ideal para um post, mas desde que falem exatamente do que se trata o post. E não precisa necessariamente colocar na descrição da foto, você também pode colocá-las como um comentário em seu post. Crie sua própria hashtag com o seu nome como #adrianotadeubarbosa

3) Preste atenção nos horários dos seus posts. Há pesquisas na internet que apontam os melhores horários, mas nenhuma é tão eficaz aos testes que você faz nos posts durante a semana. Sua audiência vai melhor interagir com você nos horários que ela estiver conectada. Perceba a quantidade de likes e comentários e para aumentá-los interaja também. Lembre-se de que se quer receber likes, primeiro você tem que fazer, certo?

4) Exiba bastidores nos Stories. Mais do que acompanhar as postagens, nós temos visto as stories de quem acompanhamos. Isso porque é mais interativo, mais objetivo e conseguimos saber das novidades como que em uma TV. Por isso as stories têm feito sucesso entre os perfis mais acessados. Se é tímido, escreva, se conseguir, converse com seu público, e se tem negócios, mostre os bastidores. Adoramos saber como são as coisas por trás das câmeras.

5) Frequência nos posts. Quem gosta de ver um perfil desatualizado? Se escolheu ter rede social, deixe-a apresentável e atualizada. Não é mais necessário ter um post por dia – ou vários no mesmo dia, mas ao menos dois ou três por semana, bem feitos, até porque a mesma pesquisa comentada acima aponta que “The more you post, the less feedback you’re going to get,” (quanto mais você posta, menos retorno você tem), postar demais decresce os likes duas vezes mais rápido que os comentários.

6) Uma vitrine. Imagine que seu Instagram é sua vitrine pessoal e profissional e você precisa cuidar dela para que as pessoas se interessem pelo que você tem a oferecer. Mesmo que seu perfil seja absolutamente pessoal, com somente seus amigos e família, você é lembrado pelos gostos, posts, frases e interações. As pessoas (amigos, parceiros, empregadores, etc) criam uma imagem sua através do que você compartilha, além da imagem que tem quando estão com você.

Mirian Gasparin
Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 44 anos na área de jornalismo, sendo 42 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 11 anos de blog, mais de 20 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 18 prêmios, com destaque para Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.
http://www.miriangasparin.com.br

Deixe uma resposta

Top