Pelo baixo investimento e retorno no curto prazo Food Bikes atraem maior número de empreendedores

O modelo de negócio “Food Bike” está inserido no mercado da alimentação fora do lar, que representa cerca de 10% dos pequenos negócios no Brasil. Este tipo de empreendimento tem despertado interesse de quem quer abrir um negócio próprio, devido ao baixo investimento e retorno no curto prazo. Inicialmente, a cidade de São Paulo se destacou pelo pioneirismo no setor, com muitos empreendedores copiando o modelo de sucesso visto fora do país. A iniciativa se repetiu em outros estados e hoje as “Food Bikes” podem ser encontradas em todo o Brasil.

Para iniciar um negócio com uma food bike é necessário constituir uma empresa e obter concessão da prefeitura e da vigilância sanitária. Atualmente, questões legais e de uso de espaços públicos restringem a exploração da atividade nas ruas das cidades. Já em espaços privados deve-se atender às normas da Vigilância Sanitária e fiscais, e, em alguns casos, pagar aluguel. Existem diversas opções neste modelo como, por exemplo, a participação em eventos gastronômicos, eventos corporativos (como feiras de negócios e festas empresariais), eventos em shopping centers, festas de aniversário e de casamentos.

A opção por atuar em espaços privados, como em estacionamentos ou galpões, ocorre também pelas facilidades oferecidas pelos organizadores, como segurança e infraestrutura, que incluem banheiros, mesas comunitárias e limpeza. Em troca, o empreendedor paga um aluguel, que não é alto. Agora, entre os fatores que podem atrapalhar este modelo de negócio estão a chuva, frio ou calor.

Para competir no mercado de Food Bike, o empresário deve adotar estratégias de preço, diferenciação, foco em nicho de mercado, ou uma combinação entre todos esses fatores. Se a estratégia escolhida for preço baixo, o empreendedor deve ficar atento às margens de lucro, que devem oscilar entre 10% e 20% da receita.

Quanto ao investimento inicial, ele dependerá de alguns fatores, como o modelo de bicicleta escolhido, do tipo de produto que se deseja trabalhar, do local de atuação, e da escolha pelo desenvolvimento do próprio negócio ou aquisição de uma franquia. Mas, de acordo com cálculos dos consultores do Sebrae, dentro de padrões médios, pode-se estimar que uma Food Bike demande investimento entre R$ 5.500 e R$ 30 mil, já considerando uma parte para capital de giro. Porém, quem quiser iniciar o negócio com uma food bike usada, o investimento é bem menor, uma vez que este veículo já adaptado pode ser encontrado à venda no mercado entre R$ 2.200 e R$ 4 mil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *