You are here
Home > Finanças > Aumentam chances de alta da Selic nas próximas reuniões do Copom

Aumentam chances de alta da Selic nas próximas reuniões do Copom

Surpreendendo as expectativas de grande parte dos analistas e contrariamente as sinalizações anteriores, o Comitê de Política Monetária (Copom) manteve a meta da taxa Selic em 6,5% a.. De acordo com o superintendente da Assessoria Econômica da Associação Brasileira de Bancos (ABBC), Everton Pinheiro de Souza Gonçalves, isso ocorreu por causa das preocupações com o ambiente externo mais desafiador e volátil e dos impactos negativos no apetite ao risco dos mercados emergentes, suspendeu-se a flexibilização monetária adicional que objetivava mitigar o risco da postergação da convergência da inflação rumo às metas.

Na visão da autoridade monetária, a mudança no balanço de riscos para a inflação prospectiva asseguraria a inflação na meta no horizonte considerado relevante, com maior peso para o ano de 2019. Adicionalmente, o Copom voltou a evidenciar as suas projeções. “Assim, em um exercício com juros constantes a 6,5% a.a. e um câmbio constante de R$/US$ 3,60, as variações do IPCA para 2018 e 2019 estariam próximas de 4,0%”.

Nesse sentido, mesmo ainda considerando um comportamento favorável, a decisão é baseada nas suas preocupações com os possíveis impactos secundários da depreciação cambial e da elevação dos preços do petróleo na inflação prospectiva.

“Com a divulgação dos parâmetros e os números calculados, a expectativa é de que a Selic seja mantida enquanto esse cenário seja mantido. Porém, com a deterioração do quadro geopolítico internacional, a normalização monetária nas economias avançadas e a aproximação do processo eleitoral, a pressão cambial persistirá. Assim, são maiores as chances de que os próximos movimentos sejam de alta. Se correta essa leitura poderá trazer ajustes na estrutura a termo da taxa de juros com efeitos negativos para a atividade econômica, ainda que o nível atual da taxa de juros seja considerado estimulativo”, finaliza Gonçalves.

Mirian Gasparin
Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 44 anos na área de jornalismo, sendo 42 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 11 anos de blog, mais de 20 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 18 prêmios, com destaque para Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.
http://www.miriangasparin.com.br

Deixe uma resposta

Top