You are here
Home > Tecnologia > Fast Channel lança conceito B2B Tech

Fast Channel lança conceito B2B Tech

Giulio Salomone, CEO da Fast Channel.

A Fast Channel, dos mesmos acionistas da Fast Shop, está há oito anos no mercado e é a primeira empresa brasileira a ter uma plataforma completa no ambiente B2B – Business to Business, além de possuir um Full Service Digital com solução DSAS – Digital Sales as a Service. Os executivos da Fast Channel perceberam que havia uma grande oportunidade em criar ferramentas para corporações que precisam efetuar suas próprias compras online entre empresas. Segundo uma pesquisa da Forrester 71% dos compradores corporativos utilizam o Google antes de fazer uma compra. Mas somente 2% efetuam essa mesma compra no ambiente online. Portanto, 98% das companhias estão fora desse mercado.

Foi neste segmento que a Fast Channel enxergou seu potencial e resolveu associar a lógica de mercado das Fintech ao segmento Business To Business – chegando, assim, ao novo conceito de B2B Tech. Criando uma nova forma das empresas se relacionarem com a compra e venda de produtos, através do uso intensivo de tecnologia, tornando esses processos mais simples, fáceis e intuitivos, disponíveis 24/7 e acessíveis através de celulares, tablets e computadores. “Somos a primeira empresa brasileira B2B Tech. Desenvolvemos soluções personalizadas, que rapidamente podem entrar em operação e apresentar grandes resultados,” afirma Giulio Salomone, CEO da Fast Channel.
O resultado das ferramentas da Fast Channel é o aumento exponencial nos negócios de seus clientes, tanto na venda quanto na compra digital dos produtos, com eficiência, tecnologia e publicidade. “No caso da Fast Shop Empresas, em apenas seis meses, a empresa apresentou um crescimento de 45% em suas vendas empresariais digitais. Outro grande diferencial nosso é a equipe de marketing B2B Digital – uma Task Force -, completamente experiente e focada no B2B”, diz Salomone. Para ele, ao aprimorar a experiência do usuário, potencializando a possibilidade de novas transações, o resultado imediato é o crescimento das receitas do cliente.

“Estamos investindo, propondo uma mudança no comportamento do mercado e queremos ser um unicórnio brasileiro em 2023”, relata Giulio Salomone. A primeira B2B Tech brasileira tem como clientes a Goodyear, Della Via, Fast Shop, Santanense Tecidos, Dickies, LDI, ArcelorMittal, entre outros, para quem desenvolveu a base digital para comercialização dos produtos e é responsável também pela gestão.

“A nossa solução é própria para o B2B e tem todos os meios de pagamentos para empresas, como por exemplo, o cartão BNDES e a faturar. Tenho o prazer de ter na Fast Channel como acionista majoritário e inspirador, Marcio Kakumoto, e também os fundadores, Maurício Bonifácio e Chris Vidigal, que continuam na companhia e são todos peças fundamentais para entender o mercado e as necessidades dos nossos clientes”, finaliza Salomone.

Mirian Gasparin
Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 44 anos na área de jornalismo, sendo 42 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 11 anos de blog, mais de 20 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 18 prêmios, com destaque para Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.
http://www.miriangasparin.com.br

Deixe uma resposta

Top