You are here
Home > Geral > Período de Copa do Mundo requer cuidado redobrado com documentos

Período de Copa do Mundo requer cuidado redobrado com documentos

Que o futebol mexe com a emoção das pessoas, especialmente dos brasileiros, isso não é novidade, mas quando a Seleção Brasileira entra em campo a euforia é ainda maior. As emoções ficam à flor da pele e, neste momento de vibração, no qual ansiedade, alegria e nervosismo se juntam, há quem acabe se descuidando das coisas a sua volta, e isso inclui bolsas, carteiras e demais pertences de valor que se perdidos ou roubados dão muita dor de cabeça. Por isso, nesta contagem regressiva para a estreia do Brasil na Copa da Rússia, no dia 17 de junho, às 15 horas, contra a Suíça, a Boa Vista SCPC tem algumas dicas que podem ajudar a deixar as comemorações mais seguras, e ao mesmo tempo, colaborar com quem, por ventura, venha a ter algum problema do tipo.

Primeira dica: evite sair de casa com documentos que não serão necessários nos dias em for assistir aos jogos da Seleção Brasileira. Por exemplo, levar na bolsa, mochila ou carteira mais de um documento de identificação, como RG, CNH ou CPF, Título de Eleitor, e até mesmo Carteira de Trabalho é um erro, pois se acontecer de perde-los ou ter os pertences furtados, terá muito trabalho para cancelá-los e fazer novos, além de ter despesas com taxas para nova emissão dos documentos.

Segunda dica: para quem usa cheques, o recomendado é levar consigo uma ou duas folhas, e não mais que isso, pois havendo o roubo ou a perda, será mais fácil comunicar quais foram as folhas, do que o talão todo. Neste caso, há ainda o risco de as folhas serem compensadas indevidamente. O mesmo cuidado vale para quem tem mais de um cartão de crédito. Ande apenas com aquele que de fato irá usar. Os demais, deixe em casa devidamente guardados.

Terceira dica: em caso de perda ou roubo de documentos, em qualquer região do país, é imprescindível fazer um Boletim de Ocorrência (BO) e, em seguida, o registro de um alerta no SOS Cheques e Documentos, um serviço de utilidade pública e totalmente gratuito mantido pela Boa Vista SCPC para prevenir fraudes ou golpes. Com essa medida prática e rápida, em caso de uma tentativa de uso indevido do documento para realização de uma compra, um sinal de alerta será enviado ao lojista para que analise com mais cautela o pedido. O consumidor pode utilizar este serviço gratuito acessando o portal www.consumidorpositivo.com.br.

O SOS Cheques e Documentos é uma segurança tanto para os cidadãos quanto para as empresas, já que um alerta é disparado pelo sistema da Boa Vista no momento em que algum credor faz a consulta do número do documento ou do cheque apresentado. Como o serviço repassa a informação de que tal documento foi roubado ou extraviado, o credor consegue evitar a venda a uma pessoa mal-intencionada”, explica o superintendente de Serviços ao Consumidor da Boa Vista, Pablo Nemirovsky.

Para ter acesso ao SOS Cheques e Documentos é preciso fazer um cadastro simples e gratuito no portal www.consumidorpositivo.com.br. Concluída esta etapa, no menu “Para Você” é só escolher a opção “Informar Documentos Roubados”, e seguir o passo a passo.

Quarta dica: além do alerta no SOS Cheques e Documentos comunique ao banco, no caso do roubo ou extravio de cartões de débito ou talão/folha de cheques, bem como à empresa de cartão de crédito.

Quinta dica: Segundo Nemirovsky, outros cuidados podem ajudar a minimizar a dor de cabeça, como evitar deixar bolsa, carteira e celular dentro do carro ou expostos em cima de mesas de bares e restaurantes, e manter os documentos e cheques junto ao corpo. Assim, em caso de aglomeração, não se corre o risco de algo sumir sem que alguém perceba.

Mirian Gasparin
Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 44 anos na área de jornalismo, sendo 42 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 11 anos de blog, mais de 20 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 18 prêmios, com destaque para Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.
http://www.miriangasparin.com.br

Deixe uma resposta

Top