Crescimento do transporte aéreo de carga continua modesto

A Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA – International Air Transport Association) divulgou os dados sobre os mercados de carga aérea global, mostrando que a demanda, medida em quilômetros por toneladas de carga (FTKs), aumentou 4,2% em maio de 2018 em relação ao mesmo período do ano anterior. Porém, o aumento foi um pouco menor do que a taxa de 5,2% (valor revisado que indicava 4,1%) na demanda anual registrada em abril de 2018.

A capacidade de carga, medida em quilômetros por toneladas de carga disponíveis (AFTKs), cresceu 6,2% em maio de 2018 na comparação ano a ano. Esse foi o quarto mês consecutivo em que o crescimento da capacidade superou o crescimento da demanda.

Após um começo fraco em 2018, a demanda global por carga aérea apresenta uma modesta tendência de aumento. Porém, o rápido crescimento visto em 2017 já terminou, com a demanda crescendo a um ritmo muito menor em 2018. Segundo previsão da IATA para a metade do ano, o crescimento de transporte aéreo de carga de 2018 foi revisado e caiu para 4,0% (a previsão em dezembro de 2017 era de 4,5%).

O crescimento deve continuar em ritmo mais lento devido a três fatores: acabou o ciclo de reabastecimento que exige entrega rápida para atender às necessidades dos clientes; o componente de novos pedidos de exportação do Índice Global de Gerentes de Compras (PMI) está no menor nível em 21 meses e o comércio global parece diminuir o ritmo com o aumento das tensões comerciais.

“Estimamos um aumento modesto de 4,0% na demanda de transporte aéreo de carga em 2018. Ainda assim, é uma alta considerando o começo do ano que foi muito fraco. Porém, existem forças contrárias com o crescente atrito entre os governos na área de comércio. Ainda esperamos que a demanda cresça, mas essas expectativas são atenuadas a cada nova tarifa introduzida. A experiência nos mostra que as guerras comerciais, no longo prazo, só produzem perdas”, disse Alexandre de Juniac, Diretor Geral e CEO da IATA.

Desempenho por região

Com exceção da África, todas as outras regiões relataram crescimento maior em maio de 2018. As companhias aéreas da região Ásia-Pacífico relataram aumento na demanda de transporte aéreo de carga em maio de 2018, a taxa de crescimento foi de 4,9% em relação ao mesmo período do ano passado. O resultado de maio de 2018 foi um aumento em relação aos 3,9% registrados no mês anterior. A capacidade aumentou 7,4%. Como a maior região de transporte aéreo de cargas, responsável por cerca de 37% da carga aérea do mundo, os riscos causados pelas medidas protecionistas que afetam a região são desproporcionalmente altos. Com isso, há sinais de que a demanda está acelerando a medição de FTKs internacionais.

O volume de transporte de carga das companhias aéreas da América do Norte aumentou 5,9% em maio de 2018 em relação ao mesmo período do ano anterior. Este foi um aumento na demanda na comparação com a taxa de crescimento de 4,6% registrada no mês anterior. A capacidade aumentou 5,4%. O recente impulso na economia dos Estados Unidos e fortalecimento do dólar americano ajudaram a aumentar as importações por via aérea. Dados do US Census Bureau (Departamento de Censo dos Estados Unidos) mostram aumento de 12% ano a ano das importações por via aérea em abril, comparado ao crescimento de 2,4% em março.

As companhias de transporte aéreo de carga da Europa registraram um aumento de 2,3% em maio de 2018, que foi menor em relação à taxa de crescimento de 3,5% no mês anterior. A capacidade aumentou 6,0%. Os volumes de carga com ajuste sazonal aumentaram um pouco nos últimos dois meses; porém, a taxa anual de crescimento nos últimos seis meses permanece baixa: apenas 1,5%.

O volume de transporte de carga das companhias aéreas do Oriente Médio cresceu 2,4% em maio de 2018. Essa foi uma desaceleração significativa na demanda de mais de 6,9% em relação ao mês anterior. Essa redução reflete principalmente a evolução de um ano atrás, em vez de uma mudança substancial na atual tendência de carga. Os volumes de carga com ajuste sazonal continuam com tendência de alta a um ritmo comparativamente modesto, considerando os padrões da região. Esse resultado segue os sinais de uma moderação mais ampla no comércio global. A capacidade aumentou 3,3%.

As companhias de transporte aéreo de carga da América Latina registraram aumento na demanda de 11,4% em maio de 2018 – a maior taxa de crescimento entre todas as regiões pelo terceiro mês consecutivo. A capacidade aumentou 1,5%. A recuperação da demanda nos últimos 18 meses acompanha os sinais de retomada da maior economia da região, o Brasil. Os volumes de carga com ajuste sazonal superaram o recorde de maio de 2014.

As companhias de transporte aéreo de carga da África apresentaram redução na demanda de 2,0% em maio de 2018 na comparação com maio do ano passado. A capacidade aumentou 20,4%. Após um aumento nos volumes internacionais de FTK no ano passado, os volumes de carga com ajuste sazonal apresentam agora tendência de queda, atingindo o ritmo anual de 15% nos últimos seis meses. Isso reflete principalmente o enfraquecimento da demanda nos mercados entre a Ásia e o Oriente Médio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *