You are here
Home > Finanças > É possível reeducar as finanças. Saiba como

É possível reeducar as finanças. Saiba como

A falta de educação financeira no Brasil não é segredo para ninguém. Dados da de uma pesquisa feita pelo Serasa Experian reforça a afirmativa. Segundo o estudo, mais de 62% dos brasileiros gastaram mais do que ganharam em 2018. Em decorrência dessa situação, o número de pessoas que buscam uma renda extra no Brasil cresceu no ano de 2018. Cerca de 23% buscou novas formas de inserção no mercado de trabalho, se tornando pessoas multitarefas.

Além do trabalho principal, um freela ou até mesmo uma venda pela internet se tornaram rotina na vida de grande parte da população. Em muitos casos, a tecnologia pode ser uma boa aliada quando se trata de buscar uma nova forma de ganhar dinheiro para acertar as contas, sem deixar de lado o trabalho principal.

“Atividades que possam ser exercidas pela internet, nas poucas horas noturnas disponíveis, e que não exijam interação ou atendimento ao público em tempo real são as melhores opções, como a venda de produtos on-line, ou qualquer outra atividade que possa ser executada nas poucas horas úteis do início da noite e fins de semana”, diz Jonatha Souza, consultor de finanças que atende pelo GetNinjas, maior plataforma de contratação do Brasil.

É importante também administrar a quantia do mês de acordo com as despesas pessoais para não haver confusão ao final do mês. Uma sugestão é que a renda fixa principal fique destinada às principais contas da residência como luz e água, por exemplo, e a extra pode ser a melhor solução para socorrer uma emergência, cobrir gastos imprevistos e até mesmo utilizar para as férias da família. Ser uma pessoa organizada e dedicada a controlar as finanças é essencial.

“Uma dica geral que posso passar para a organização pessoal é o registro. Os chefes da família, tendo uma segunda renda ou não, devem anotar e registrar religiosamente todos os gastos, todos os pagamentos, os valores das contas e faturas, seus vencimentos, e as datas em que foram pagas. Assim, em pouco tempo, eles passam a ter um domínio e conhecimento mais próximo de suas despesas. Geralmente eu recomendo o uso do Excel, que pode ser preenchido e editado com facilidade, utilizando uma aba para cada mês”, completa Jonatha.

Mirian Gasparin
Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 44 anos na área de jornalismo, sendo 42 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 11 anos de blog, mais de 20 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 18 prêmios, com destaque para Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.
http://www.miriangasparin.com.br

Deixe uma resposta

Top