Os impactos positivos da economia compartilhada na contratação de serviços

Desde que o fenômeno BYOD (Bring Your Own Device) se espalhou no ambiente corporativo, a partir dos anos 2000, é inegável que os dispositivos móveis revolucionaram a forma das pessoas trabalharem nas empresas. Antes vistos como inimigos da produtividade dos colaboradores, hoje os smartphones são encarados como aliados na busca por mais eficiência com o menor custo possível. Assim, os inúmeros serviços disponíveis por aplicativos crescem dentro das organizações.

Os apps em dispositivos móveis caíram nas graças dos brasileiros, que utilizam em média 12 aplicativos por dia, de acordo com dados da empresa App Annie. De 2015 até agora, esse setor teve um crescimento médio anual de 20% e, até 2022, o país deve fazer mais de oito bilhões de downloads por ano, atrás apenas de Estados Unidos, Índia e China. Com essa cultura dentro das empresas, é possível identificar plataformas que auxiliam a gestão, facilitam a comunicação entre as equipes e, inclusive, contratam freelancers para executarem tarefas pontuais.

Confira as principais vantagens dentro das corporações.

1 – Produtividade dos colaboradores
O uso de aplicativos, quando bem planejado, consegue impactar positivamente na produtividade dos funcionários. Os recursos podem ser usados para agilizar a comunicação entre as equipes ou, no caso de contratação de serviços, reduz a necessidade do envolvimento do colaborador desde o acionamento até a conclusão dos serviços. Assim, ele pode se dedicar às necessidades mais importantes do negócio.

2 – Mais segurança e desempenho nas empresas
Com facilidade de comunicação e tempo livre para se dedicar apenas a suas tarefas, a utilização de aplicativos impacta na produtividade dos trabalhadores. Logo, a organização também terá um aumento considerável no desempenho de todas as equipes. É o sonho de qualquer executivo: mais eficiência com o menor custo. Além disso, o app no ambiente corporativo traz mais segurança e rastreabilidade no processo de atendimento e garante agilidade na gestão administrativa e financeira, permitindo uma tomada de decisão em escala mais rápida e assertiva.

3 – Projetos colaborativos
Ao utilizar um aplicativo para contratar serviços específicos, como o suporte de TI, a empresa estará utilizando um conceito da economia do compartilhamento. A contratação de profissionais homologados para executarem tarefas específicas permite que os projetos desenvolvidos pela organização sejam mais integrados e ágeis com a participação de diferentes departamentos focados no core business. Hoje, é improdutivo ter equipes que trabalhem de forma isolada. O sucesso de um produto ou serviço depende da qualidade de sua produção ou execução. Basta ver os exemplos de Uber, Airbnb e Netflix, que se tornaram referências mundiais e reinventaram os setores de transporte, hospedagem e entretenimento por entregarem grandes experiências na palma da mão e um custo absurdamente baixo.

O artigo foi escrito por Tiago Lira, que é CMO na FindUP, empresa de tecnologia que automatiza todo o ciclo do atendimento técnico presencial através da geolocalização e economia do compartilhamento, visando simplificar a contratação e gestão de profissionais especializados em TI para grandes corporações com operações capilarizadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *