You are here
Home > Agricultura > Soluções naturais aumentam produtividade da soja em quase 15%

Soluções naturais aumentam produtividade da soja em quase 15%

A escolha por prevenir ao invés de remediar é uma máxima que quando aplicada ao campo pode trazer resultados positivos para o produtor de soja. Estudo realizado pela Kasuya Inteligência Agronômica em Luís Eduardo Magalhães (BA), apontou que o uso de soluções naturais para o equilíbrio da planta, com o objetivo de se antecipar a possíveis estresses ambientais e fisiológicos, auxiliou no incremento de 14% na produtividade da cultura.

O engenheiro agrônomo Vinícius Abe, gerente técnico da Alltech Crop Science, explica que essas ferramentas são aliadas da planta para superar períodos de adversidades. “Elas são importantes para que a lavoura consiga passar por momentos estressantes, seja por problemas climáticos ou variações hormonais. Para, então, se reequilibrar e continuar o seu desenvolvimento”, afirma.

As soluções são à base de extratos vegetais e nutrientes, associados a aminoácidos, e são indicadas tanto para a fase vegetativa quanto para o início da fase reprodutiva. “Nesses momentos ocorrem o crescimento da parte aérea e o alongamento da soja. Durante esses processos, a taxa hormonal do vegetal varia, por isso é importante buscar novamente o equilíbrio”, ressalta.

Resultados do estudo mostraram que o uso das tecnologias contribuiu para o aumento de aproximadamente 4% no número de nós reprodutivos e 10% no diâmetro de caule. “O crescimento uniforme e equilibrado impacta no número de nós reprodutivos, que possibilita maior formação de vagens e, consequentemente, maior produção de grãos. Isso afeta diretamente na colheita”, destaca o agrônomo.

Potencialização da produção

Na busca pelo maior potencial produtivo da soja, a Alltech Crop Science oferece ao agricultor soluções naturais que o auxiliam nos principais desafios do campo. Entre os produtos, está o Grain-Set, fertilizante foliar à base de extratos vegetais e nutrientes, complexados por aminoácidos. A tecnologia contribui para o crescimento mais vigoroso da planta e minimização de possíveis efeitos ocasionados por estresses.

Mirian Gasparin
Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 44 anos na área de jornalismo, sendo 42 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 11 anos de blog, mais de 20 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 18 prêmios, com destaque para Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.
http://www.miriangasparin.com.br

Deixe uma resposta

Top