You are here
Home > Artigos > Incerteza de novo Governo pede cuidado, mas pode ser grande oportunidade para empresários

Incerteza de novo Governo pede cuidado, mas pode ser grande oportunidade para empresários

Nas próximas semanas, definiremos o futuro brasileiro para, pelo menos, os quatro anos que estão por vir. Com candidatos de perfis extremamente diferentes e acentuado ceticismo em relação aos políticos, as eleições de 2018 ainda são incertas a respeito de quem será o escolhido e, consequentemente, de quais ações serão tomadas para o crescimento do PIB e estabilização da economia.

Este contexto nos torna desconfortavelmente vulneráveis, pois ao cotidiano empreendedor além dos inúmeros desafios inerentes à gestão dos investimentos, onde a quase todo momento precisamos passar por readaptações como, lidar com riscos, realizar planejamentos, analisar estratégias e ser um líder presente, somam-se incertezas externas oriundas do complexo cenário político, exponenciado por especulações acerca de prognósticos infundados que viralizam virtualmente em velocidade inimaginável.

Cabe aos políticos o papel de minimizar os impactos. Porém, a prevalência de interesses pessoais de curto prazo com a falaciosa manipulação da população, especialmente as das esferas sociais desprovidas de discernimento, desvirtuam e inibem as reais demandas estruturantes que resultariam no sustentável e perene legado para as futuras gerações.

Mas é fato que alguns passos deverão ser dados a curto prazo para que o Brasil saia da estagnação. Historicamente cultuamos o ranço de excessiva influência do Estado nos meios produtivos que sem a adequada competência proporciona gritante desequilíbrio. O viés estatizante ora vivenciado no Brasil antagoniza radicalmente e nos coloca distantes do que se persegue nas sociedades que oferecem elevados índices de desenvolvimento humano aos seus cidadãos.

O ceticismo impera quando se trata de reduzir o tamanho dos braços do Estado brasileiro. O corporativismo tende a prevalecer e assim asfixiar a iniciativa privada ao invés de proporcionar mecanismos que aflorem competências adormecidas geradoras de riquezas e assim sustentar de forma perene um ciclo virtuoso que beneficiará a sociedade brasileira continuadamente.

Por fim, independentemente do que será decidido ao final destas eleições, devemos encarar os próximos anos como uma oportunidade para retomar o crescimento do Brasil e sair da estagnação pela qual passamos nos últimos governos. A definição do cenário político deve ser encarada com precaução, mas, ao mesmo tempo, deve inspirar o espírito renovador dos empresários no desenvolvimento de melhores formas de atingir seus objetivos e, assim, cumprir seu relevante e imprescindível papel social, preferencialmente, sem interferências políticas.

O artigo foi escrito por Egton Pajaro, empresário na Kephas

Mirian Gasparin
Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 44 anos na área de jornalismo, sendo 42 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 11 anos de blog, mais de 20 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 18 prêmios, com destaque para Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.
http://www.miriangasparin.com.br

Deixe uma resposta

Top