You are here
Home > Trabalho/Emprego > Pesquisa revela que jovens no exterior pretendem voltar ao mercado de trabalho no Brasil

Pesquisa revela que jovens no exterior pretendem voltar ao mercado de trabalho no Brasil

Quarenta e oito por cento dos jovens brasileiros pretendem voltar ou já voltaram para o país (26% e 22%, respectivamente) enquanto 34% ainda estão na dúvida se regressam ao Brasil, sendo que 48% estão a menos de dois anos morando fora. Nova pesquisa revela que mesmo o país passando por um período de transformações, muitas pessoas gostariam de voltar e fazer a diferença, contribuindo com o progresso econômico brasileiro.

A Cia de Talentos, empresa de educação para carreira, em parceria com a BRASA (Brazilian Undergraduate Student Conference), lança nova pesquisa com jovens que moram no exterior com o seguinte questionamento: vocês brasileiros que estudam fora do Brasil, seja nos Estados Unidos, Europa ou Canadá, quais são os seus planos? Retornariam ao país? Dentre os motivos que sustentam suas escolhas está a volta para o mercado de trabalho nacional.

Com quase mil respondentes, 68% são jovens que estão cursando ou já cursaram uma graduação no exterior; 30% cursa ou cursou uma pós fora do Brasil enquanto 2% está no ensino médio. Dentre os entrevistados, 46% tem entre 21 e 25 anos e 78% ainda mora fora do país, sendo grande parte nos Estados Unidos (59%), França (17%) e Canadá (4%).

É fato que uma experiência acadêmica ou profissional em outros territórios traz muitos benefícios, como a aquisição de conhecimento, novas culturas, amadurecimento pessoal e profissional, além do conhecimento e aprendizado em universidades renomadas mundo afora. Apesar de todo o prestígio, ampliação do networking internacional e o investimento na carreira, os resultados trazem um panorama de que os jovens que vivenciam essa oportunidade, já perceberam que morar fora do Brasil também não é um mar de rosas, pois as dificuldades podem ser inúmeras se não existir planejamento e estar disposto a superar desafios.

Este é o cenário que temos de quem pretende voltar para o mercado de trabalho brasileiro:

Você pretende voltar para o Brasil?
Ainda não sei 34%
Sim 26%
Não 18%

Já retornou para o Brasil

22%
Das pessoas que disseram ainda não saberem se vão voltar para o Brasil, 48% estão a menos de dois anos morando fora.

Tempo que mora no exterior % de pessoas
Menos de 1 ano 11%
Entre 1 e 2 anos completos 37%
Entre 3 e 4 anos completos 25%
Entre 5 e 6 anos completos 9%
Mais de 7 anos 6%
Não informado 12%

Os 26% dos jovens afirmam que irão voltar para o país, principalmente por que sempre fez parte dos planos iniciais (41%); estar longe da família e dos amigos (21%) e 13% voltaria no ato se recebesse uma proposta de emprego no Brasil.

O que mais pesa na decisão de voltar para o Brasil?
Voltar para o Brasil sempre fez parte de meus planos 41%
Estar longe de familiares e amigos 21%
Receber uma proposta de emprego no Brasil 13%
Os 34% dos respondentes que estão em dúvida se voltam ou não para cá, afirmam que as oportunidades fora podem ser melhor (45%), outros afirmam que a qualidade de vida é superior (34%) e os outros 16% estão satisfeitos com a experiência que está tendo em outro país.

O que faz você ter dúvida sobre voltar para o Brasil?
As oportunidades profissionais fora do Brasil são melhores 45%
A qualidade de vida fora do Brasil é melhor 34%
Estou muito satisfeito(a) com a experiência que estou tendo 16%

Segundo Danilca Galdini, diretora de pesquisa da Cia de Talentos, as contribuições que estes jovens que estudaram fora do país pode dar ao Brasil são diversas. “Esse profissional volta com uma perspectiva diferenciada, uma visão ampla sobre o mundo, trazendo na bagagem novos conhecimentos e experiêcia prática, além da clareza sobre o que funciona melhor por aqui, quais são as fortalezas que temos no Brasil e o que podemos potencializar”, afirma. Danilca conta que eles voltam com a inovação a flor da pele, adaptando experiências positivas para a realidade do nosso país e novas formas de resolver problemas antigos”, finaliza.

A pesquisa foi apresentada durante a BRAZUSC 2018 (Brazilian Undergraduate Student Conference), na Emory University, em Atlanta, pela organizado BRASA (Brazilian Student Association), que tem por objetivo aproximar o estudante brasileiro no exterior à realidade social, econômica e política do Brasil. Grandes nomes da política, economia, empreendedorismo, tecnologia, mídia, carreira e esporte estiveram presentes para conversar sobre os desafios e oportunidades do país nos próximos anos e para inspirar os alunos presentes na conferência.

Mirian Gasparin
Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 44 anos na área de jornalismo, sendo 42 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 11 anos de blog, mais de 20 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 18 prêmios, com destaque para Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.
http://www.miriangasparin.com.br

Deixe uma resposta

Top