You are here
Home > Artigos > 3 lições de segurança de dados aprendidas após o ataque à rede de hotéis Marriot

3 lições de segurança de dados aprendidas após o ataque à rede de hotéis Marriot

No último dia 30, a rede de hotéis Marriot anunciou que sofreu um ataque hacker e que dados pessoais de 327 dos seus 500 milhões de hóspedes foram comprometidos. As informações eram diferentes combinações de nome, endereço, número de telefone, contas de e-mail, data de nascimento, sexo, informações de viagem e reserva, número do passaporte e informações de conta Starwood Preferred Guest. Tudo foi roubado.

Aparentemente não foram expostos dados de cartão de crédito, então a maioria do público pensa: “se meu cartão de crédito não foi exposto, não preciso me preocupar”. Será mesmo?

Um estudo do departamento de estado americano estimou em U$D 15,4 bilhões as perdas por roubo de identidade, que é o tipo de ataques que nós, vítimas destes hackers, iremos sofrer. Isto mesmo, com seus dados pessoais os fraudadores podem, entre outras coisas, criar uma conta bancária em seu nome, solicitar cartão de crédito, comprar produtos em seu nome, tentar roubar outros dados seus e muito mais.

Não há muito o que podemos fazer para nos proteger, afinal não iremos mudar de endereço ou reemitir nosso passaporte só por causa disso. Porém, podemos evitar que um maior dano seja causado através das seguintes medidas:

1-) Solicitar à Marriot que informe seus dados foram vazados e quais. Assim você saberá se foi ou não vítima do ataque;

2-) Tomar muito cuidado e atenção quanto a qualquer email ou ligação telefônica solicitando mais dados pessoais ou cobrando alguma coisa – os hackers podem tentar nos enganar usando os dados já conhecidos, como o passaporte. Assim, imagine que você receba uma carta da Polícia Federal informando que seu passaporte está vencendo e que basta pagar um boleto para a renovação. É claro que este boleto seria falso e você estaria pagando aos bandidos e não à polícia, afinal os hackers têm o seu telefone, endereço e o vencimento do passaporte.

3-) Apesar de não ter sido vazado, ficar atento ao cartão de crédito e qualquer valor estranho, afinal nunca saberemos se acessaram ou não o cartão que usamos nas reservas.

Além disso, é extremamente importante lembrar qual a senha que você usava para acessar as reservas do Marriot e, caso use a mesma senha em um outro website ou serviço, troque imediatamente, pois os hackers têm o seu e-mail e a senha e irão tentar acessar seu Facebook, seu icloud, seu banco e vários outros sites com estes dados até conseguir. Lição dada. Lição aprendida.

O artigo foi escrito por Mauricio Fiss (foto), que é sócio-diretor da área de tecnologia da Protiviti, consultoria global especializada em finanças, tecnologia, operações, governança, risco e auditoria interna.

Mirian Gasparin
Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 44 anos na área de jornalismo, sendo 42 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 11 anos de blog, mais de 20 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 18 prêmios, com destaque para Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.
http://www.miriangasparin.com.br

Deixe uma resposta

Top