You are here
Home > Negócios > B&B Hotels investe em novo empreendimento mais de R$ 4 milhões

B&B Hotels investe em novo empreendimento mais de R$ 4 milhões

A região central de Uberlândia, em Minas Gerais, está prestes a ganhar um novo hotel. A rede francesa B&B inaugura sua nova unidade, em 1º de dezembro de 2018. Com investimento de R$ 4.2 milhões, o novo negócio pretende movimentar a economia local com contratação de mão de obra para a reformulação do prédio e composição do quadro de funcionários.

Com 128 quartos, a nova unidade B&B em Uberlândia traz todos os benefícios da rede internacional, como web check-in, café da manhã, Wi-Fi gratuito de alta velocidade, TV a cabo, duas salas de reunião, sala de eventos e a possibilidade de usar o restaurante como espaço para trabalhar no modelo co-working. Além disso, o hóspede pode se instalar com o seu pet, já que toda a rede é pet friendly.

A rede francesa tem um plano de expansão ambicioso no Brasil e já conta com unidade aberta em São José dos Campos (SP) e finalizando outra na cidade do Rio de Janeiro (RJ).

Conheça a B&B Hotels

Com mais de 460 unidades distribuídas pela Europa, a B&B Hotels chegou ao Brasil em 2016. Atualmente, possui unidades em território nacional, sendo a primeira em São José dos Campos.

De origem francesa, a rede foi criada em 1990 e tem como conceito a estrutura “econochic”, que foca em oferecer modernidade e conforto em sua estadia. São hospedagens econômicas com design e qualidade, focadas somente naquilo que é essencial aos hóspedes: camas confortáveis, conforto acústico e térmico, TV a cabo, Wi-Fi rápido, um bom café da manhã, além de ser pet friendly para cães e gatos de até 14 quilos.

Trazendo ao Brasil a mesma origem e conceito estabelecidos na rede internacional, a B&B tem como objetivo oferecer um preço justo, recebendo viajantes a lazer e a trabalho que estejam em passagem pela cidade e que dão prioridade ao bom custo-benefício.

Abastecimento e transporte são os que mais desperdiçam alimentos
Mesmo sendo um dos maiores produtores de alimentos do mundo, o Brasil desperdiça toneladas de alimentos todos os meses. Segundo dados da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO Brasil), cerca de 40% dos alimentos produzidos vão para o lixo, desses 28% vão para o lixo por conta de problemas de transporte e abastecimento.
“A melhor forma de minimizarmos esse desperdício é através da modernização, investindo em tecnologia, inovação e procedimentos” explica Sérgio Benassi, presidente do Novo Entreposto de São Paulo (NESP), que participa do Chamamento Público para ser o novo entreposto da Capital Paulista. “Câmaras refrigeradas, sistemas de paletes e softwares de logística, por exemplo, auxiliam no processo de abastecimento de hortifrutigranjeiros”, completa.
Além disto, o Novo Entreposto disponibilizará um aplicativo para que o 3º Setor possa usufruir dos produtos não adequados à venda, mas ainda em ótimas condições para o consumo, apoiando a diminuição do desperdício e, ao mesmo tempo, cumprindo o papel social das empresas modernas, que não estão apenas preocupadas com resultados financeiros, mas também com o bem estar social.
Essa realidade é bem diferente da encontrada hoje no Entreposto de São Paulo da CEAGESP, o maior da América Latina, o que contribui para que toneladas de alimentos sejam perdidas todos os meses.

Mirian Gasparin
Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 44 anos na área de jornalismo, sendo 42 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 11 anos de blog, mais de 20 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 18 prêmios, com destaque para Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.
http://www.miriangasparin.com.br

Deixe uma resposta

Top