Cofre inteligente resolve o problema dos comerciantes na identificação de notas falsas

Dinheiro falsoAo contrário do que muita gente pensa, a maioria dos pagamentos feitos hoje no comércio são realizados com dinheiro em espécie, apesar da popularidade dos cartões de débito e de crédito. E isso tem uma justificativa. De acordo com pesquisas do Banco Central, 55% da população economicamente ativa recebe o salário em dinheiro e entre os trabalhadores cuja remuneração é creditada em conta bancária, 29% deles fazem a retirada no caixa eletrônico. Por causa disso, a maioria dos brasileiros, ou seja,  72% preferem pagar suas compras em espécie.

Com tanto dinheiro vivo em circulação, a grande preocupação do varejo é com relação às notas falsas que circulam no mercado. Só para se ter uma ideia, somente no ano passado, o Banco Central recolheu 498 mil cédulas falsas em todo o Brasil, sendo 42 mil no Paraná. O estado de São Paulo foi o que registrou o maior número de dinheiro falsificado com 150 mil cédulas falsas. Ainda segundo informações do Banco Central, um terço da população recebeu notas falsas. Agora o mais preocupante  é que 17% deles passaram o dinheiro falsificado para frente, transferindo o prejuízo para os donos dos estabelecimentos em que eles fizeram as compras.

Mas como o empresário do comércio pode fazer para se proteger  das notas falsificadas? Muitas empresas exigem que o funcionário do caixa, depois de treinado, seja responsável por identificar manualmente o dinheiro recebido.  Entretanto, nem sempre essa é a solução ideal. Para auxiliar na prevenção desse tipo de prejuízo, a Gunnebo Gateway Brasil, que é  uma das maiores companhias do mundo na área de segurança, lançou o cofre inteligente Intelisafe, que além de identificar e sinalizar quando uma nota falsa é colocada no caixa, também permite a sincronia de todos os processos de gestão de tesouraria, desde o depósito do dinheiro no equipamento até o transporte ao banco. O cofre possui um contador de notas que soma automaticamente o que é depositado no caixa, evitando dessa forma o erro humano. O cofre  recebe até 30 cédulas, de diferentes valores, e realiza a leitura delas com velocidade de 1,2 segundo por unidade.

Outra vantagem desse sistema é que o varejista pode diminuir as despesas com mão de obra e deslocar funcionários para outras funções, já que o processo de contagem e separação do dinheiro, que exigia algumas pessoas para desempenhá-lo, passa a ser realizado integralmente pelo cofre e pelo seu sistema inteligente. Esses benefícios permitem ao varejista negociar prazos e valores com os bancos e com as transportadoras de valor, já que o gerenciamento dos processos de tesouraria se torna mais efetivo.

BTG Pactual abre escritório em Curitiba

O BTG Pactual, principal Banco de investimentos da América Latina, com 30 anos de experiência nos mercados brasileiro e internacional., inaugura nesta quinta-feira (9), seu escritório em Curitiba.  A nova unidade, localizada no Centro Cívico, é o sétimo escritório regional do Banco no País (fora do eixo Rio-SP) e reforçará sua atuação na região Sul, onde já há um escritório em Porto Alegre (RS).

Os clientes do novo escritório terão acesso a um amplo portfólio de produtos e serviços em cada uma de suas áreas de negócios: Investment Banking, Asset Management, Wealth Management, Corporate Lending e Sales&Trading.  Para 2013, está prevista ainda a abertura de novos escritórios, como parte da estratégia do BTG Pactual de aumentar a sua capilaridade nas diferentes regiões brasileiras.

Quatro grandes varejistas já emitem cupom fiscal com destaque do imposto

cupomfiscalQuatro das grandes empresas do varejo brasileiro (Telhanorte, Riachuelo, Renner e Pão de Açúcar) já informam ao consumidor o valor dos impostos separadamente do preço pago pelos produtos e serviços assim como ocorre em países como os Estados Unidos e no Mercado Comum Europeu. No final de 2012 foi publicada a lei 12.741/12 sancionada pela Presidente Dilma Roussef que obriga a discriminação do valor aproximado dos tributos em cupons e notas fiscais de produtos e serviços.

A lei nasceu da iniciativa popular através do movimento De Olho no Imposto, liderado pela Associação Comercial de São Paulo, Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (IBPT), Sescon e outras 102 entidades que reuniu 1,5 milhões de assinaturas. Para informar a carga tributária média dos produtos e serviços as empresas podem optar por calcular os impostos ou utilizar as informações oferecidas por uma entidade especializada em cálculos econômicos.

Em ação conjunta, o Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário, a Associação Comercial de São Paulo, a Associação Brasileira de Automação Comercial – Afrac e o Instituto para Desenvolvimento do Varejo (IDV) são as entidades que já estão disponibilizando essas informações para as empresas.

“Com o tempo as pessoas deixarão de dilapidar o patrimônio público, passarão a valorizar o bem comum e a defendê-lo. Entenderão que os impostos são necessários e conseguirão associar os valores que pagam com a boa ou má aplicação dos recursos e ao perceber que o voto é uma procuração para gastar o dinheiro suado que ganham, farão melhores escolhas de prefeitos, deputados, senadores, governadores e presidentes”, afirma Gilberto Luiz do Amaral, presidente do conselho superior do IBPT.

O prazo final para que todas as empresas estejam obrigadas a emitir o cupom fiscal com estas informações é 08/06/2013. O Movimento de Olho no Imposto estará disponibilizando a solução gratuita do IBPT a todos os empresários brasileiros até o dia 15 deste mês. De acordo com o diretor de Inteligência do IBPT, Othon de Andrade Filho, “O sistema é de fácil implantação, podendo estar apto para uso em poucos dias”.

Queda dos preços de produtos no comércio eletrônico confirma tendência de deflação

comércio eletrônicoOs preços dos produtos no comércio eletrônico caíram em média 0,44% em abril, na comparação com março, de acordo com o índice da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas e do site Buscapé (Fipe/Buscapé), divulgado nesta segunda-feira (6). A queda confirma a tendência deflacionária observada ao longo de 27 meses em que o índice foi calculado, interrompida apenas nos meses de agosto de 2011 (+0,59%), janeiro de 2012 (+0,90%) e no primeiro mês deste ano (+2,39%).

Dos dez grupos de produtos analisados pelo índice, quatro registraram alta de preço em abril: Moda e Acessórios (0,39%), Casa e Decoração (0,24%), Informática (0,14%) e Brinquedos e Games (0,03%). Os seis que tiveram retração foram Telefonia (-1,07%), Fotografia (-0,78%), Eletrodomésticos (-0,76%), Eletrônicos (-0,65%), Cosméticos e Perfumaria (-0,04%) e Esportes e Lazer (-0,01%).

Das 151 categorias de produtos pesquisadas em abril, 80 tiveram uma queda média de preço de -0,84%, enquanto 71 tiveram aumento médio de preços de 0,32%. Os produtos com as maiores quedas de preços foram skate (-2,52%), ar condicionado (-2,28%), caixa de som para PC (-2,01%), barraca (-1,51%), torradeira (-1,46%), celular e smartphone (-1,29%), geladeira (-1,24%) e liquidificador (-1,23%).

Já os produtos com as maiores altas foram memória para PC (4,54%), mochila de hidratação (2,09%), bola de futebol (1,97%), frigideira (1,70%), colchão (1,46%), bicicleta ergométrica (1,16%) e ventilador (0,94%). Na comparação com igual mês de 2012, abril registrou queda de 4,94%, com 8 dos 10 grupos apresentando redução de preços. Das 151 categorias de produtos pesquisadas, 97 apresentaram queda média de 6,68%, enquanto 54 registraram aumento médio de preço de 2,76% em 12 meses.

Rede de hotéis do Paraná investe R$ 15 milhões em novo empreendimento

Hotel SlavieroA cidade de São Carlos, no interior de São Paulo, prepara-se para receber uma nova unidade da Rede Slaviero de Hotéis. O empreendimento é voltado para um exigente público corporativo e recebeu injeção de capital de R$ 15 milhões, com estimativa de empregar mais de 140 pessoas, entre colaboradores diretos e indiretos. “Investimos na ideia deste projeto, pois verificamos a necessidade de atender a demanda já existente na cidade, conhecida como a Capital do Conhecimento e a Capital Nacional da Tecnologia”, explica o diretor de expansão da rede, Eraldo Santanna.

Para atender este público corporativo com excelência, o Slaviero Executive São Carlos possui um perfil superior de serviços e instalações, além de uma novidade inusitada: a utilização de um avião desativado como apartamento, adaptado para se transformar em uma suíte executiva, com uma pequena sala de reuniões corporativas. “Nossa estrutura de lazer irá contar ainda com piscina adulto e infantil, área de fitness, quadra poliesportiva e quadras de tênis, badminton, minicricket e minigolf”, destaca Santanna.

Localizado próximo ao Parque Delta, na Rodovia Washington Luís, o empreendimento é uma parceria entre a Rede Slaviero e investidores da cidade. O hotel oferecerá 93 unidades habitacionais (entre apartamentos e suítes) e contará com centro de convenções para eventos corporativos e sociais em espaço anexo ao hotel. A rede não trabalha com a escala de estrelas e possui características próprias para cada categoria que administra, sendo esta classificada como superior. Em um comparativo, o hotel corresponderia a um padrão de 4 estrelas.

São Carlos é um dos municípios brasileiros que mais crescem e prosperam na economia nacional, com uma rica atividade agrícola e industrial, com bases de empresas como Faber-Castell, Electrolux e Volkswagen. Com mais de 220 mil habitantes, sua localização privilegiada (a apenas 250 km da cidade de São Paulo) e a presença de algumas das mais importantes universidades do país, São Carlos recebe mensalmente milhares de executivos de multinacionais e agronegócios.