Agricultura 4.0 é a nova aposta da Bembras Agro

Composto por um kit com drone autônomo e software para tratamento de imagens, a Bembras Agro – empresa do segmento de agronegócios pertencente ao Grupo Bembras – acaba de apresentar para o mercado brasileiro sua ferramenta de gestão para o setor, o Farm Control. A tecnologia, considerada de última geração e amplamente difundida nos EUA e Canadá, visa auxiliar o profissional do campo na gestão de lavouras e na criação de gado. De fácil manuseio e com informações em tempo real, com o Farm Control é possível acompanhar desde a linha de início do plantio até volume de estoques a céu aberto, por exemplo. O lançamento foi realizado na 14ª Labace (Latin American Business Aviation Conference & Exhibition), a maior feira da aviação executiva na América Latina e segunda maior no mundo, em São Paulo.

“O mercado de agronegócio está em constante evolução, dentro e fora do campo. E a implementação de novas tecnologias é sem dúvida o principal diferencial para o produtor controlar a sua fazenda de maneira eficiente, gerando mais produtividade e menos riscos no gerenciamento do negócio”, diz Johann Coelho – cofundador e CPO da Bembras Agro.
Continue lendo “Agricultura 4.0 é a nova aposta da Bembras Agro”

JBS ingressa no mercado agrícola ao criar empresa de fertilizantes

A JBS anunciou nesta terça-feira (22) que investirá cerca de R$ 30 milhões na criação de uma nova empresa na área de fertilizantes, tornando-se “a primeira da indústria de alimentos do Brasil a ingressar no mercado agrícola”, segundo nota à imprensa. A ação está em linha com a estratégia de buscar soluções inovadoras, sustentáveis e que gerem valor para o grupo, e a nova empresa fará parte da JBS Novos Negócios. A divisão reforça a diretriz da unidade de negócios de aproveitamento máximo dos resíduos orgânicos gerados na operação da JBS.

A localização da nova fábrica será anunciada em breve e a expectativa é de que, dentro de um ano, as operações sejam iniciadas. “Seremos a primeira empresa de alimentos no Brasil a utilizar resíduos orgânicos gerados em nossas fábricas para produzir fertilizantes e, com isto, passaremos a atuar no mercado agrícola”, disse Nelson Dalcanale, presidente da JBS Novos Negócios, na nota à imprensa.

Continue lendo “JBS ingressa no mercado agrícola ao criar empresa de fertilizantes”

Acondicionamento de frutas em isopor amplia prazo de validade em 20%

No momento da compra de frutas, legumes e verduras (FLVs), o consumidor avalia a aparência, muitas vezes aperta para sentir a consistência e certifica-se do bom acondicionamento, conservação e qualidade. Para garantir esses atributos é fundamental um esforço conjunto de todos os elos da cadeia: tanto na escolha de uma boa semente e no manejo correto como o cuidado no acondicionamento e transporte, especialmente no Brasil em que as FLVs percorrem quilômetros em estradas com pouca infraestrutura até chegar ao destino.

Atenta a essa necessidade de agregar valor na pós-colheita, a Termotécnica desenvolve soluções em EPS (isopor®) para o agronegócio, com destaque para a Linha DaColheita. É com essas inovações que a empresa participará do PMA Fresh Connections Brasil, nesta quinta-feira (24), em São Paulo (SP), no espaço APAS, apresentando-as a especialistas do segmento FLV de todo o mundo.

Continue lendo “Acondicionamento de frutas em isopor amplia prazo de validade em 20%”

Curitiba recebe especialistas de 10 países para debater agronegócio internacional

Nos dias 24 e 25 de agosto, Curitiba (PR) vai receber representantes de 10 países para o 5º Fórum de Agricultura da América do Sul. O evento ocorre no Museu Oscar Niemeyer (MON) e tem como tema “Sucessão, gestão e tecnologia. É o campo do futuro e em transformação”. A edição deste ano conta com o apoio político e institucional do Conselho Agropecuário do Sul (CAS) – formado pelo Brasil, Argentina, Uruguai, Paraguai, Bolívia, Chile e Venezuela.

Segundo dados da Expedição Safra, os países da América do Sul são responsáveis por 52,2% da soja e 12,9% do milho produzidos no mundo. No setor de proteína animal, a representatividade também é expressiva, pois a região domina quase 30% do mercado global de carnes e lácteos, segundo dados do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (Usda). “Para continuarem crescendo e se fortalecendo como grandes fornecedores do agronegócio mundial, os países sul-americanos precisam investir em tecnologia e na manutenção do produtor no campo. Por isso, discutir sucessão e gestão é tão importante”, explica o gerente do Núcleo de Agronegócio Gazeta do Povo e coordenador do 5º Fórum de Agricultura da América do Sul, Giovani Ferreira.

Continue lendo “Curitiba recebe especialistas de 10 países para debater agronegócio internacional”

Faep requer apoio imediato à comercialização do milho no Paraná

O Paraná é o segundo maior produtor de milho do Brasil.

Diante da falta de ação do governo federal, a Faep encaminhou, pela terceira vez, ofício ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) solicitando apoio à comercialização do milho no Paraná. De acordo com dados da Secretaria Estadual de Agricultura e Abastecimento (Seab), o cereal registra preço médio de R$ 17,42 a saca de 60 quilos, chegando a R$ 16,30 em algumas regiões, abaixo do custo de produção e da Política de Garantia de Preços Mínimos (PGPM – R$ 19,21).

Em 24 de abril e 27 de junho, a Faep, também por meio de ofícios, alertou o Mapa que o milho poderia atingir valores abaixo do mínimo, em função da colheita da safrinha, nos meses de julho e agosto. Na época, a Federação solicitou junto ao órgão federal o planejamento para uso de R$ 100 milhões dos instrumentos de apoio à comercialização para o milho no Paraná. A portaria interministerial Nº 800, de 4 de abril de 2017, libera R$ 500 milhões para operações de subvenção econômica na forma de equalização de preços para o milho nacional.

Continue lendo “Faep requer apoio imediato à comercialização do milho no Paraná”