Oi oferece 100 vagas para estágio técnico

A Oi está selecionando estudantes para o Programa Geração Estágio Técnico. As inscrições devem ser feitas no site www.oi.com.br/euquerotrabalharnaoi até o dia 31 de julho. O Estágio Técnico é oferecido a alunos de cursos Técnicos em Telecomunicações, Elétrica, Eletrônica, Eletrotécnica ou Mecânica. Há oportunidades para atuar em vários estados do país, totalizando, aproximadamente, 100 vagas.

O Programa Geração Estágio Técnico tem duração de seis meses a um ano e tem como objetivo desenvolver estudantes do nível Técnico para suprir a demanda das áreas de Operação de Rede, Desenvolvimento e Engenharia de Rede, para os cargos de Técnico e Assistente.

Para os Estagiários, a Oi oferece bolsa-auxílio compatível com o mercado, vale transporte, vale alimentação, celular com franquia limitada e um plano de desenvolvimento elaborado especialmente para o grupo, que conta com ações de desenvolvimento presenciais, online e via vídeo conferência, além do acompanhamento de um Gestor e de um “Padrinho”.

FAE é primeira instituição de ensino superior a receber escritório de estágios do IEL Paraná

2013-07-04 Assinatura de Convênio IEL / FAE, fotos: Gelson BampiA FAE Centro Universitário, de Curitiba, acaba de anunciar que sediará um escritório do Instituto Euvaldo Lodi (IEL) para cadastro de estagiários. O contrato para esta iniciativa, que é pioneira entre as instituições de ensino superior no Paraná, foi assinado na última semana e as atividades serão iniciadas ainda neste segundo semestre, em parceria com o Núcleo de Empregabilidade e Empreendedorismo da FAE. O acordo entre as duas instituições prevê a identificação de novos talentos para o mercado industrial e a promoção de programas de desenvolvimento e orientação de carreira. Para o gerente executivo do IEL/PR, Eduardo Vaz, a ação pioneira vai contribuir com a atual demanda por profissionais mais bem preparados para atuarem no mercado regional. “Este é o primeiro escritório do IEL que estamos implantando no Paraná e constitui um momento importante, pois com o crescimento industrial precisamos de trainees qualificados”, afirma.

Esta transferência do conhecimento teórico para as diversas cadeias produtivas da indústria é um dos principais objetivos da parceria, de acordo com o pró-reitor acadêmico da FAE, André Luís Gontijo Resende. “Vamos unir a necessidade da prática acadêmica com a demanda por conhecimentos específicos da indústria”, afirma.

Segundo o reitor da FAE, Frei Nelson José Hillesheim, este acordo vai ao encontro da missão da instituição, que é a busca pela inovação e excelência. “Oferecemos ao nosso aluno as melhores ferramentas acadêmicas e uma formação focada no ser humano, para que este se destaque no mercado de trabalho e também alcance sucesso na vida pessoal”, finaliza.

Emprego formal nos pequenos negócios cresce 120%

carteira de trabalhoOs pequenos negócios foram os principais empregadores no país em abril. Mais de 140 mil pessoas ingressaram no mercado formal de trabalho gerado pelas empresas de micro e pequeno porte, resultando em aumento expressivo de 120% na oferta de vagas, frente ao mês de março. O saldo positivo equivale à geração de mais de 4,6 mil vagas por dia. Com esses resultados, os pequenos negócios responderam por 71% dos empregos criados em abril.

No período, as empresas de Serviços foram as que mais contrataram, totalizando 59,5 mil novos postos de trabalho. Os segmentos de comercialização e administração de imóveis, que responderam por 18,4 mil vagas, e os empreendimentos de transportes e comunicações, que geraram 17,3 mil empregos, somaram as maiores contratações em abril.
“
O crescimento do emprego no setor de Serviços é diretamente impulsionado pela alta do consumo, principalmente da classe C, que demanda cada vez mais serviços diferenciados e de qualidade”, analisa o presidente do Sebrae, Luiz Barretto. “Também verificamos contratações expressivas na construção civil e na indústria de transformação, reflexo dos investimentos promovidos pelo governo e das medidas de estímulo à produção industrial, como a desoneração da folha de pagamento e a redução da tarifa de energia”, acrescenta.

Os pequenos negócios da Construção Civil registraram o segundo maior saldo na geração de empregos, com quase 32 mil postos ocupados. As micro e pequenas indústrias de transformação contrataram mais de 20 mil trabalhadores formais, com destaque para a indústria têxtil, com 3.642 vagas preenchidas. A análise do Caged também mostrou, em abril, contratação na indústria de produtos alimentícios, bebidas e álcool etílico, com a geração de 2,9 mil novos postos de trabalho, e na indústria mecânica, que contratou 2,4 empregados.

O saldo total de empregos gerados em abril – incluindo os postos ocupados nas micro e pequenas, médias e grandes empresas e na administração pública – somou 196.913 vagas. Enquanto nos empreendimentos de micro e pequeno porte o aumento na ocupação de vagas foi de 120%, as empresas médias e grandes registraram um aumento de 25,4%. Entre os pequenos negócios, São Paulo foi o estado que mais contratou, com o ingresso de 43.298 pessoas no mercado formal.

Dono da Multitec Construções, pequena empresa especializada em reformas e manutenção industriais, o engenheiro Ronaldo Guandalin aumentou em 12% o quadro de funcionários no mês de abril. O negócio, que atua em 12 obras no estado de São Paulo, está hoje com 40 empregados. “Tivemos um acréscimo na demanda por serviços e precisamos reforçar o número de funcionários”, conta o empresário.

O estudo do Sebrae é promovido mensalmente com base em dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Emprego (TEM).

ALL abre vaga para técnicos

A ALL Logística – presente em seis estados brasileiros (RS, SC, PR, SP, MT e MS) e na Argentina, com mais de 12 mil colaboradores e 21.300km de linha férrea – contrata profissionais para atuação nas cidades de Curitiba, Joinville, Rio Negro, São Bento do Sul e Morretes. As vagas são para as funções de Técnico Mecânico, Técnico Eletricista e Operador de Produção. Para os cargos técnicos, é necessário curso técnico completo; para desempenho de atividades como substituição e manutenção de equipamentos, conhecimento e aplicação de manuais de manutenção e execução de reparos nas locomotivas.

Para o cargo de Operador de Produção é necessário 2° grau completo; e serão desempenhadas atividades como montagem de componentes de locomotiva, montagem de equipamentos e recuperação de componentes elétricos. Nenhum dos cargos exige experiência prévia. Os interessados deverão encaminhar currículo para camila.garcoa@all-logistica.com ou ligar para (41) 2141-7307. O título do e-mail deverá ser a vaga de interesse.

Otimismo do empresariado mantém índice de emprego estável

carteira de trabalhoO IBGE divulgou a pesquisa mensal de emprego, nesta quinta-feira (23), onde apresenta um índice de desocupação de 5,8% em abril, resultado que demonstra estabilidade com relação ao mês anterior (5,7%) e também ao mesmo mês do ano passado (6%). “Observamos que a tímida recuperação da economia ainda não afetou o mercado de trabalho”, destaca André Luiz Pellizzaro, presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Curitiba.

Segundo Pellizzaro, os dados mostram que o otimismo do empresariado com relação ao crescimento do país tem mantido estáveis os níveis de emprego. “Destacamos a contribuição do comércio nesta conta, que apresenta números positivos, enquanto outros setores, como por exemplo o da indústria, apresenta queda”, enfatiza.

O levantamento ainda mostra que não houve alteração significativa quanto ao número de pessoas empregadas formalmente em abril, ante o mês anterior, porém com um crescimento de 3,1% se comparado com o mesmo período do ano passado.

O mesmo fenômeno foi constatado em relação ao rendimento médio, que também não apresentou variações significativas se comparado com o mês anterior e um leve crescimento em relação ao mesmo mês de 2012.