Como evitar dívidas com as compras de Natal

O final do ano é uma época muito esperada: férias, décimo terceiro, festas, reencontros com familiares distantes, mas é preciso ficar atento para que o orçamento não estoure e que janeiro não venha repleto de dores de cabeça. Segundo o especialista em gestão de risco e blindagem de ativos, Tiago Melo, presidente da MDRT no Brasil, é fundamental ter um planejamento para os gastos desta época e não abusar de crediário e cartão de crédito.

Confira algumas dicas:

1) Anote tudo: o primeiro passo é listar ganhos e despesas do período. Além de gastos recorrentes, como água, luz, impostos, é preciso deixar uma reserva para a matrícula escolas, uniformes e material.

2) Economia no dia a dia: tente economizar em coisas corriqueiras do dia a dia, como levar seu almoço para o trabalho, reduzir o uso do automóvel particular, dando preferência às alternativas oferecidas em aplicativos ou o transporte público.

Continue lendo “Como evitar dívidas com as compras de Natal”

Empréstimo pessoal é a principal modalidade contratada via web

Para 69% dos entrevistados em uma pesquisa inédita da Boa Vista SCPC, feita com mais de 1.100 pessoas em todo o Brasil, o empréstimo pessoal é a principal modalidade contratada via aplicativos de bancos, financeiras e fintechs. Em segundo lugar ficou o consignado em folha de pagamento (14%), seguido do consignado dos servidores públicos (5%), financiamento de automóveis (5%), consignado atrelado ao INSS (3%), financiamento de imóvel/terreno e estudantil (2% cada) e empréstimo com garantia de veículo (1%).

Com a intenção de conhecer como os brasileiros se relacionam com as instituições financeiras e com as fintechs – empresas que oferecem serviços financeiros aliados à inovação e à tecnologia pela Internet –, a pesquisa também identificou os motivos que levam a contratação de determinados produtos pela Internet. Para 42%, pela conveniência de se fazer tudo online. Para 25%, por ser muito mais rápido. Para 13% por não precisar pedir diretamente ao gerente. Para 9% pela transparência (sabe o que irá pagar). Para 7% por apresentarem taxas menores e para 4% por evitar filas.

Continue lendo “Empréstimo pessoal é a principal modalidade contratada via web”

Criptomoeda já compra imóveis do Minha Casa Minha Vida

As criptomoedas já podem comprar imóveis populares do programa Minha Casa Minha Vida. A Valor Real Empreendimentos Imobiliários, incorporadora e construtora localizada em São José dos Pinhais (Região Metropolitana de Curitiba), está aceitando o pagamento de suas unidades em moedas digitais.

“As pessoas estão investindo nos ativos digitais e, por isso, o mercado está mudando. As empresas passaram a considerar pagamentos em bitcoins e outras moedas desse tipo, como o ethereum. O mercado imobiliário não fica fora dessa novidade, em linha com a tendência que já predomina em países como o Japão, onde o governo regulamentou e oficializou o uso desses ativos como meio de pagamento”, comenta Antonio Lage, sócio-diretor da Valor Real.

Continue lendo “Criptomoeda já compra imóveis do Minha Casa Minha Vida”

Especialista alerta sobre os cuidados para quem quer investir em bitcoins

Os bitcoins são a mais nova sensação no mercado mundial e vem chamando a atenção pelo seu valor. A última cotação da criptomoeda chegou aos US$ 16 mil dólares. Mas com a euforia é preciso ter alguns cuidados na hora de comprar um bitcoin. Hoje é possível usar bitcoins para comprar passagens aéreas, hotéis, serviços de TI e até computadores.

De acordo com Sandra Rogenfisch, head da área de tecnologia e economia digital do Vinhas & Redenschi Advogados, é preciso entender os riscos por trás desse tipo de investimento, como a volatilidade de preços e o funcionamento operacional por trás do negócio. Além disso, é necessário ficar atento para evitar cair em golpes como fraudes e esquemas de pirâmides.

Continue lendo “Especialista alerta sobre os cuidados para quem quer investir em bitcoins”

Valorização do Litecoin supera a do Bitcoin em 2017

O aumento do interesse de investidores pelo mercado de criptomoedas tem feito a mídia prestar atenção ao Bitcoin, a pioneira. Mas outra moeda criada em 2011, o Litecoin, registrou alta de 4.150% neste ano, ante 1480% do Bitcoin. No MercadoBitcoin.com.br ele é negociado atualmente a R$ 630, tendo iniciado o ano em R$ 15,00.

O Litecoin é uma moeda digital que usa um softwares semelhantes aos do Bitcoin. O valor de mercado total do Litecoin já é o quinto maior entre as criptomoedas alcançando mais de US$ 9,7 bilhões, o equivalente a R$ 31,9 bilhões.

Continue lendo “Valorização do Litecoin supera a do Bitcoin em 2017”