Indústria de Máquinas e Equipamentos cresce 19,2% em abril

O Nível de Utilização da Capacidade Instalada está em 75,9%.

As vendas realizadas pela Indústria de Bem de Capital superaram as expectativas da Associação Brasileira de Máquinas e Equipamentos (Abimaq), que divulgou esta semana os indicadores do setor referente ao primeiro quadrimestre do ano. A melhora do desempenho das vendas cresceu 19,2% referente a abril do ano passado. O resultado representa um crescimento acumulado de 5,4% nos primeiros quatro meses do ano. A análise da Abimaq com estes dados evidencia que o mercado externo mantém-se como o responsável pela melhora relativa do desempenho do setor fabricante de bens de capital mecânicos nacional.

Outro indicativo positivo foram as exportações, que também registraram expansão tanto na comparação mensal com saldo positivo de 4,3%, quanto na comparação interanual, de 37,7%. Já no quadrimestre, o crescimento foi de 28,7%. De acordo com a Abimaq, o resultado das exportações tem oscilado em níveis próximos aos médios mensais dos anos de 2011 e 2012, períodos em que o setor registrou seu melhor desempenho no exterior. Este desempenho positivo, presente em praticamente todas as categorias de bens de capital mecânicos, mostra não só o dinamismo do produtor nacional em fazer frente às intempéries, mas, principalmente à qualidade dos bens nacionais.

Continue lendo “Indústria de Máquinas e Equipamentos cresce 19,2% em abril”

Greve dos caminhoneiros afeta 92% das empresas do setor de bens de capital mecânicos

José Velloso, presidente da Abimaq. 

Pesquisa realizada pela Abimaq com suas associadas revela que atraso na entrega de insumos, falta de funcionários e paralisação parcial da produção são alguns dos impactos ocasionados com a greve dos caminhoneiros . “Temos relatos de nossas associadas de que várias matérias-primas e componentes não estão chegando nas fábricas, além de dificuldade de obter combustíveis e lubrificante por causa da paralisação dos caminhoneiros”, afirma José Velloso, presidente executivo da Abimaq.

Velloso ressalta que tem algumas empresas avaliando dar férias coletivas ou antecipar o feriado. “Os empresários estão com problemas de desabastecimento. Isso é bastante sério. Esperamos que haja um acordo entre os envolvidos e a greve termine logo para que a indústria volte a produzir como antes”.

Continue lendo “Greve dos caminhoneiros afeta 92% das empresas do setor de bens de capital mecânicos”

Indústria brasileira do aço segue em busca da recuperação

O desempenho da indústria brasileira do aço foi positivo no 1º trimestre de 2018, segundo dados do Instituto Aço Brasil. As vendas internas foram de 4,4 milhões de toneladas de aço nesse período, representando um crescimento de 11,4% na comparação com os três primeiros meses do ano anterior. O consumo aparente atingiu 5,0 milhões de toneladas, com crescimento de 9,6% em relação ao 1º trimestre do ano anterior, sustentado pelo crescimento das vendas internas. A produção brasileira do aço foi de 8,6 milhões de toneladas, 4,9% a mais do que no mesmo período do ano passado.

Apesar dos números mais positivos, a melhoria da atividade industrial nacional tem sido inferior ao esperado, e, portanto, insuficiente para que a indústria brasileira do aço se recupere da pior crise de sua história. No curto prazo, devido à lenta recuperação da economia doméstica, a saída das empresas aqui instaladas para elevar a utilização da capacidade instalada – 69% na média do primeiro trimestre do ano – é a exportação. No entanto, o já conturbado cenário internacional deteriorou ainda mais desde o início de março, com a decisão do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump de estabelecer alíquota de importação de 25% para o aço. Esta decisão foi tomada no âmbito da Seção 232 sob o argumento de que as importações de aço constituem ameaça à segurança dos EUA.

Continue lendo “Indústria brasileira do aço segue em busca da recuperação”

Setor de calçados perde competitividade

Lançado recentemente, o Relatório Setorial da Indústria de Calçados, da Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados), aponta para dificuldades da atividade que há mais de um século tem importante papel na economia nacional. O documento apresenta, por meio de pesquisas oficiais cruzadas com um minucioso levantamento de produção realizado com associados da entidade – que respondem por mais de 70% do total produzido pelo segmento –, números de produção, exportação, importação, emprego, uso da capacidade instalada, entre outros.

Um dos dados que mais chama a atenção é a discrepância entre o crescimento da produção mundial e os números da produção nacional de calçados. No mundo, conforme dados levantados, foram produzidos 21,4 bilhões de pares, quase 4% mais do que em 2016. Analistas ressaltam que o crescimento foi, basicamente, impulsionando pelo consumo interno nos países. Em 2017, foram consumidos 19,6 bilhões de pares, 3% mais do que no ano anterior. Já no Brasil, que produziu 908,9 milhões de pares no período, houve um incremento de apenas 1%, na produção, ao passo que o consumo chegou a 805,5 milhões de pares, somente 1,2% maior do que em 2016, quando já havia despencado mais de 2%.

Continue lendo “Setor de calçados perde competitividade”

Escola Politécnica da PUCPR promove evento da Indústria 4.0

A Escola Politécnica da Pontifícia Universidade Católica do Paraná realiza, entre os dias 18 e 19 de abril de 2018, o evento Transformação Digital. O encontro busca reunir a comunidade acadêmica, governamental e empresarial para apresentar os projetos de sucesso que se beneficiam da Indústria 4.0 e estão contribuindo para a sociedade.

Cerca de 14 empresas brasileiras apresentarão os cases de tecnologia, como Bosch do Brasil, Volvo do Brasil, Festo do Brasil, IBM, TOTVS e Rockwell Automation. Para o coordenador do curso de Engenharia Mecatrônica, Ricardo Alexandre Diogo, o objetivo do evento é o de apresentar para a comunidade os resultados da Indústria 4.0. “O termo Indústria 4.0 é atual, mas ainda os resultados das tecnologias aplicadas têm sido pouco divulgados. É uma ótima oportunidade para conhecermos cases aplicados nas indústrias”, destaca Diogo.

O evento é aberto ao público e a inscrição deve ser feita no site: https://www.sympla.com.br/transformacao-digital–escola-politecnica-pucpr__262893