Questões ambientais preocupam empresários, mas falta cultura empresarial para investimentos em sustentabilidade

Miguel Milano: se não houver água com qualidade e disponibilidade não dá para tocar o negócio.

Pesquisa realizada ao longo dos últimos cinco anos mostra que a maioria dos executivos e gestores está consciente do impacto das questões ambientais nos seus negócios, porém ainda “falta cultura empresarial” para uma adesão maior a práticas responsáveis. Eu conversei com o engenheiro florestal, Miguel Milano, que é um dos organizadores do Fórum Sustentabilidade e Governança, que será realizado na próxima terça (22) e quarta-feira (23), em Curitiba, e ele me disse que a preocupação com a escassez e a qualidade da água somente veio à tona há cerca de três anos quando São Paulo enfrentou a maior crise hídrica de toda a sua história e as indústrias que são dependentes de água tiveram sérias dificuldades para tocar os seus negócios. Milano explica que a partir do momento que as empresas viram seus negócios ameaçados em função da falta de água colocaram este item como prioridade.

Segundo o engenheiro, de uma forma geral, os gestores sabem da importância do tema sustentabilidade e governança, têm consciência dos riscos envolvidos e das medidas necessárias para a sua implementação, sabem também que não podem esperar eficiência das ações governamentais, porém a mudança dessa cultura é muito mais difícil do que se imagina. Além desses problemas, a crise econômica também tem limitado os investimentos em sustentabilidade.

Continue lendo “Questões ambientais preocupam empresários, mas falta cultura empresarial para investimentos em sustentabilidade”

Empresa catarinense lança modelo de gestão inovador para melhoria do índice de feedbacks

Para a Teclógica, companhia especializada em gestão de processos de TI e Negócios, gestão de pessoas é um assunto sério, fundamental para o bom funcionamento de uma organização. Dessa forma, a cada treinamento da equipe de gestores, a empresa estuda a melhor forma de disseminar as informações e em como agregar o conhecimento oportunizado gerando valor para a empresa. E foi após o curso de Liderança Transformacional, ministrado para 28 gestores com o intuito de realizar um alinhamento e formatar um modelo interessante e funcional de trabalho colaborativo, que uma ideia surgiu para garantir a gestão efetiva do quadro de colaboradores.

A empresa instituiu um contrato de excelência com os gestores, baseado em sete diretrizes: Participar, Disseminar, Reunir, Feedback, Comemorar, Desenvolver e Compartilhar. Após esta definição, esses critérios passaram a ser a base do clima organizacional da companhia.

Continue lendo “Empresa catarinense lança modelo de gestão inovador para melhoria do índice de feedbacks”

Terminal de Contêineres de Paranaguá cresce 12% e atinge faturamento de R$ 284 milhões nos primeiros seis meses do ano

O Terminal de Contêineres de Paranaguá obteve receita de R$ 284 milhões no 1º semestre de 2017, contra R$ 253 milhões no mesmo período do ano passado, resultado que representa um crescimento de 12% no faturamento. No período, o Terminal movimentou aproximadamente 372 mil TEUs. Somente no 2º trimestre encerrado em 30 de junho, o crescimento foi de 1,8% no volume movimentado, atingindo 201 mil TEUs, crescimento acima ao do mercado. De acordo com Alexandre Rubio Teixeira Pinto, CFO da TCP, as importações de automotivos, bens de consumo e eletrônicos suportaram o crescimento do volume movimentado nesse último trimestre.

Outro destaque positivo do TCP no 1º semestre foi o volume de cargas refrigeradas movimentadas (carne, frango e suínos), que vem obtendo recursos consecutivos neste ano e atingiu 8.249 contêineres no mês de junho passado.

Continue lendo “Terminal de Contêineres de Paranaguá cresce 12% e atinge faturamento de R$ 284 milhões nos primeiros seis meses do ano”

Aumento no uso de celulares traz grandes alterações nos pagamentos comerciais

No mundo dos pagamentos comerciais, o celular tem alterado bastante este cenário. E isso pode ser demonstrado através de pesquisas recentes realizadas pelas empresas ACI Worldwide e Dunn & Company, que indicam que os comerciantes reconhecem essa mudança nas perspectivas de pagamentos. Por exemplo, 48% dos pesquisados já usam carteiras móveis e este número deve subir para 77% em 12 meses. Já 59% dos comerciantes observam os pagamentos nas lojas como fator importante de impacto para o setor varejista.

Neste sentido, os comerciantes têm se esforçado para responder a todas as mudanças e expectativas dos consumidores. Eles buscam criar uma experiência de compra que encoraje o consumidor a retornar procurando por mais. Por isso, provedores de serviços de pagamento e de tecnologia de vendas são fundamentais para suprir as necessidades dos comerciantes, oferecendo suporte tecnológico apropriado.

Continue lendo “Aumento no uso de celulares traz grandes alterações nos pagamentos comerciais”

Procura e venda de notebooks usados crescem 8% no primeiro semestre

Segundo dados levantados pela OLX, líder no mercado de compra e venda online no País, no primeiro semestre de 2017, os usuários realizaram mais de 1 milhão de buscas por notebooks na plataforma. Houve também um aumento de 8% nas vendas do produto em relação ao mesmo período de 2016, chegando a 213.758 unidades comercializadas.

Esses valores refletem uma tendência do mercado brasileiro, já que, segundo dados do IDC, essa é a primeira vez, desde 2012, que a categoria de computadores pessoais (notebooks e desktops) obteve um aumento considerável nas vendas, chegando ao índice de 5% no primeiro semestre de 2017, em comparação com o mesmo período do ano anterior.

Continue lendo “Procura e venda de notebooks usados crescem 8% no primeiro semestre”