Brasileiros e chilenos são os que mais valorizam segurança para comprar online

Uma pesquisa realizada recentemente pela Indra, empresa global de consultoria e tecnologia, mostra que os compradores online já veem os mecanismos de segurança como itens necessários para concluir transações na web. Entre os países pesquisados, a ampla maioria demonstra alto grau de tolerância a esses recursos e apenas alguns poucos afirmam preferir procedimentos mais cômodos e rápidos.

Nesse sentido, brasileiros (76,6%) e chilenos (76,2%) são os que mais valorizam a segurança, enquanto na Espanha, Colômbia e México os registros favoráveis à segurança são menores (os índices são de 56,4%, 60,3% e 62,5%, respectivamente).

Entenda como funciona o aplicativo e-título, lançado pelo TSE

Há pouco mais de três meses para o primeiro turno das eleições no país, que será no dia 07 de outubro, muitas pessoas têm dúvidas sobre o aplicativo e-título, lançado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em dezembro do ano passado. A iniciativa que será adotada em todo o país, permitirá aos eleitores acessarem uma via digital do título eleitoral por meio do seu smartphone ou tablet.

Todos os cidadãos podem utilizar o aplicativo, desde que não haja nenhuma pendência com a Justiça Eleitoral. Segundo o advogado Luis Roberto Alcoforado, da Alcoforado Advogados Associados, a principal função e vantagem do aplicativo é a dispensabilidade de portar o título de eleitor (documento físico) ao exercer o papel principal como cidadão do Estado Democrático de Direito. “Além do mais, o software permite que os dados eleitorais do eleitor permaneçam, em tese, sempre seguros e disponíveis, em razão do aparelho celular ter alcançado o status de extensão do corpo humano”, comenta o especialista.

Continue lendo “Entenda como funciona o aplicativo e-título, lançado pelo TSE”

Empresa de Curitiba lança primeira Inteligência Artificial em Gestão Legal do mundo e vai revolucionar o mercado jurídico

Lara Selem

O mercado jurídico brasileiro acaba de ganhar o John Cognition, primeira Inteligência Artificial em gestão legal do mundo e, melhor, de baixo custo. Desenvolvido pela Selem Bertozzi Consultoria**, John nasce com a missão de ser um super consultor e de democratizar o ensino e o acesso aos serviços de consultoria especializados em gestão legal. Em seu DNA, a tecnologia traz a experiência e o conhecimento acumulados em duas décadas de atuação no país da Selem Bertozzi, que tem em portfólio atendimento em mais de 560 escritórios de advocacia espalhadas por todo o território nacional, mais de 40 mil alunos inscritos em seus cursos e palestras e 29 livros sobre gestão legal.

Conforme Lara Selem, sócia da Consultoria e idealizadora do John ao lado do também sócio Rodrigo Bertozzi, a ideia de desenvolver o software, que pode ser acessado por meio de site (johncognition.com), via computador ou celular, deve-se à grande lacuna no mercado jurídico brasileiro: marcado pela deficiência no ensino de gestão legal nos cursos de Direito e também pelo alto custo de contratação de serviços especializados nessa área para escritórios de menor porte e advogados que atuam sozinhos. “John é a vara para que pessoas físicas, escritórios empresariais e sindicais de pequeno e médio portes, os primeiros públicos a quem é destinado, consigam pescar”,  diz ela.

Continue lendo “Empresa de Curitiba lança primeira Inteligência Artificial em Gestão Legal do mundo e vai revolucionar o mercado jurídico”

Indústrias ainda enfrentam crescentes riscos de conectividade

A tendência da digitalização, incluindo o aumento da conectividade e a IoT, está crescendo entre as organizações industriais, como usinas elétricas, fabricantes e centrais de tratamento de água, cujas operações dependem de sistemas de controle industrial (ICS). Essa tendência traz perigos de cibersegurança reconhecidos; 65% das empresas acreditam que os riscos à segurança dos ICSs são maiores com a IoT. Ainda assim, a Kaspersky Lab também revelou uma contradição dentro da comunidade industrial.

A empresa descobriu que muitas organizações estão preocupadas ao impulsionar a eficiência de seus processos industriais com a nova TI e, embora invistam na segurança de suas redes de TI, deixam abertas as portas para a tecnologia operacional (TO). Assim, ameaças básicas, como ransomware e malware, conseguem entrar e pegá-las de jeito. Essas e outras constatações foram divulgadas hoje no relatório ‘O estado da cibersegurança industrial em 2018’ da Kaspersky Lab.
Continue lendo “Indústrias ainda enfrentam crescentes riscos de conectividade”

SAP e Postmetria combinam tecnologias para medir sentimento dos torcedores brasileiros nas redes sociais

O Brasil não teve o desempenho esperado no primeiro jogo do mundial. O torcedor, que já não estava confiante, não se animou após o empate com a Suíça. É o que mostra a segunda parte da pesquisa feita pela SAP em conjunto com a startup Postmetria, que combinaram tecnologias na plataforma SAP HANA para analisar 8 mil postagens em redes sociais. A análise é atualizada após cada jogo do Brasil.

As empresas utilizaram a métrica Social Net Promoter Score (NPS) para captar e medir o sentimento dos fãs em relação à Seleção, ao técnico Tite e ao atacante Neymar. Foram analisados comentários e postagens do Facebook entre os dias 15 e 20 de junho de 2018, classificados como satisfeitos, insatisfeitos e neutros. A satisfação geral dos usuários ainda foi enquadrada na escala Social NPS, que vai de -100 a 100, nas categorias Crítica (-100 a 0); Melhoria (1 a 50); Qualidade (51 a 75) e Excelência (76 a 100).

Continue lendo “SAP e Postmetria combinam tecnologias para medir sentimento dos torcedores brasileiros nas redes sociais”