Impostômetro bate nesta quinta-feira a marca de R$ 900 bilhões

O Impostômetro da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) atinge nesta quinta-feira (17/5), às 8h10, a marca de R$ 900 bilhões. O valor equivale ao PIB de países como Finlândia, Chile, Hungria, Portugal, Qatar, Angola, Bolívia, República Checa, Equador e Grécia.

O montante será arrecadado 12 dias antes do que em 2017 e representa o total de impostos, taxas e contribuições pagas pelos brasileiros desde o início do ano nos três níveis de governo: municipal, estadual e federal. De acordo com Alencar Burti, presidente da ACSP e da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp), esse aumento de um ano para o outro reflete a recuperação da economia brasileira, que, embora lenta, já surte efeito na arrecadação. “Nunca é demais lembrar que o Brasil tem a maior carga tributária entre os países emergentes e, ao mesmo tempo, não oferece serviços públicos na mesma proporção. É preciso mais eficácia na gestão desse dinheiro”, cobra Burti.

Entenda os riscos do Refis da Pequena Empresa

Richard Domingos: existem riscos de adesão.

O Programa Especial de Regularização Tributária das Microempresas e Empresas de Pequeno Porte optantes pelo Simples Nacional (Pert-SN), mais conhecido como Refis da Pequena Empresa, está aberto para adesão das empresas até o próximo dia 8 de julho. Contudo, uma dúvida ainda existe para os empresários com débitos e que podem aderir: Vale a pena aderir?

Para o diretor executivo da Confirp Consultoria Contábil, Richard Domingos, a resposta é que sim. “As condições que foram oferecidas são muito interessantes e as empresas encontrarão muitos benefícios em ajustar suas condições, mas, é preciso planejamento”, explica. O diretor da Confirp recomenda que o primeiro passo para quem deseja aderir é realizar um levantamento dos débitos tributários que possuem, seguido de uma análise das melhores formas de pagamento. “É comum que, na pressa de ajustar a situação tributária, os executivos de empresas ou mesmo pessoas físicas realizem a adesão por impulso. O problema é que a falta de planejamento faz com que se opte por valores que não se consiga honrar no passar dos meses, pois deverá levar em consideração no fluxo de caixa não só o pagamento das parcelas, mas os tributos, que vencerão”, alerta o diretor  da Confirp.

Continue lendo “Entenda os riscos do Refis da Pequena Empresa”

Ação gratuita tira dúvidas sobre a declaração do Imposto de Renda em Curitiba

O projeto Declare Certo do Centro Universitário UniOpet (UniOpet) orientará os contribuintes que ainda não entregaram a declaração de Imposto de Renda e estão com dúvidas no preenchimento das informações. Os atendimentos aos cidadãos serão gratuitos e realizados na Avenida Presidente Getúlio Vargas, 892, em Curitiba. Serão duas oportunidades de atendimento até o dia 30 de abril (27 e 28/4).

Os alunos de administração e contábeis e professores estão disponíveis para esclarecer dúvidas dos contribuintes como declaração de imóvel, financiamentos, quem pode ser dependente, gastos que abatem o Imposto de Renda, documentos necessários para declarar e quem deve declarar em 2018. Não é necessário agendar atendimento.
Continue lendo “Ação gratuita tira dúvidas sobre a declaração do Imposto de Renda em Curitiba”

Como declarar as criptomoedas no IR

Com o boom das criptomoedas nos últimos anos, milhares de brasileiros viram nas moedas virtuais uma oportunidade de investimento. Segundo corretoras de criptomoedas do País, já são 1,4 milhão de pessoas investindo nas moedas digitais – como o Bitcoin. O que nem todo mundo sabe é que também é preciso declarar Imposto de Renda referente a elas. “Este tipo de moeda é classificado como ganho de capital, por isso são declaradas como bens, assim como carros, casas ou ações na bolsa, por exemplo”, explica Fernando Pavani, CEO da BeeTech, startup brasileira provedora de infraestrutura para pagamentos internacionais e câmbio. Pensando nisso, Pavani separou algumas dicas para não errar na hora de preparar a declaração. Confira:

Onde declarar:

– As criptomoedas adquiridas devem ser declaradas no programa de Declaração de Imposto de Renda de Pessoa Física, disponível para download no site da Receita Federal.

Continue lendo “Como declarar as criptomoedas no IR”

Executivos da Volvo, PwC e Gaia, Silva, Gaede & Associados debatem política tributária em Curitiba

Nesta quarta-feira (18), o Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças(Ibef-Pr), promove o evento “Debate sobre política tributária: OCDE, BEPS e Brasil”, com o diretor tributário da Volvo do Brasil, Augusto Flores de Flores; a sócia de International Tax da PwC Brasil, Priscila Vergueiro e o gerente tributário do escritório Gaia, Silva, Gaede & Associados em Curitiba, André Malinoski Munoz. Este é o primeiro evento a debater sobre o tema em Curitiba.

O debate pretende discutir as ações propostas pela OCDE (Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico) através do BEPS – Base Erosion and Profit Shifiting (Erosão de Base Tributária e Transferência de Lucros); as respostas do Brasil ao BEPS, o que podemos esperar para o futuro e os possíveis reflexos para a sua empresa. “BEPs é um conjunto de ações para alinhar a metodologia tributária mundialmente e, a adequação, mesmo pelos países que ainda não fazem parte da OCDE, é uma tendência mundial”, explica Frederico Cunha, advogado e membro do Comitê de Legislação Fiscal e Empresarial do IBEF PR.

Continue lendo “Executivos da Volvo, PwC e Gaia, Silva, Gaede & Associados debatem política tributária em Curitiba”