Plataformas de campanha

Logo no início da manhá, os dois candidatos ao serem procurados pelos jornalistas falaram de suas plataformas de campanha. álvaro Scheffer diz que quer construir uma federação moderna e alinhada, que saiba ouvir os industriais paranaenses, diferentemente do que vem acontecendo até então. Rodrigo da Rocha Loures promete o compromisso com a ética, transparência e profissionalismo á  frente da entidade. Ele disse que de forma alguma aceita ingerências espúrias do governo.

Crescimento da indústria

Ambos os candidatos falaram pela manhá sobre o crescimento da indústria paranaense. Rocha Loures explicou que a indústria do Paraná não cresceu o suficiente nos últimos quatro anos porque não é competência da federação fazer ou não o setor crescer, embora tivesse lutado por resultados positivos. Ele lembrou que nem Luiz Mussi e muito menos Virgílio Moreira fizeram alguma coisa que propiciassem o crescimento econômico da indústria paranaense. A Fiep não tem meios para fazer política fiscal e nem para melhorar a logística, que são ações da esfera do Poder Público. O que o empresário pode fazer é tornar sua indústria mais competitiva. A federação não pode patrocinar o crescimento industrial, mas indicar os meios para chegar lá”, justifica Rocha Loures.

álvaro Scheffer afirma que a Fiep sob seu comando será o principal agente do desenvolvimento do estado e, que para tal, terá que contar com a ajuda do governo estadual. Não pode haver uma briga ou ruptura entre a entidade e o governo, mas sim uma discussão aberta entre ambas as partes”, destaca. Ele também defende uma agilidade maior para criar um ambiente propício ao crescimento econômico e alerta que a indústria paranaense não pode perder o seu market share.

Interior X Capital

Pela primeira vez, um empresário do interior disputa á  presidência da Federação das Indústrias do Paraná. álvaro Scheffer reside em Ponta Grossa, onde preside o Grupo Asa, formado pelas indústrias águia Química, Florestal e Sistemas de Armazenagem. Rodrigo da Rocha Loures mora em Curitiba e é o fundador da indústria Nutrimental.

O vencedor assume a Federação no dia 1.º de outubro, para um mandato de quatro anos.