Livrarias Curitiba completa 45 anos

livrarias-curitiba2.jpgO grupo Livrarias Curitiba está completando nesta sexta-feira(21), 45 anos de atividades. A rede paranaense está presente em Curitiba, Londrina, Joinville, Florianópolis, São Paulo, Camboriú e Porto Alegre.

Líder no sul do país, a Livrarias Curitiba manterá seu plano de investimento previsto para os próximos quatro anos, que é dobrar para 30 unidades a rede de lojas nesse peíodo .  Segundo o empresário Marcos Pedri, a crise tem um efeito contrário para o setor. A empresa já passou por outras situações semelhantes e aprendeu  que nessas fases o brasileiro fica mais em casa, compra um livro para passar o tempo.

Para festejar, todos os colaboradores terão surpresas ao chegar em seus locais de trabalho nesta sexta-feira (21). Um cartão de agradecimento do diretor-presidente e um kit com presentes estarão á  espera de cada um.  Em seguida, todos serão convidados a apreciar um bolo de aniversário especialmente elaborado para a ocasião. Para incentivar a leitura – já que o livro é o carro-chefe da empresa – todos os funcionários poderão comprar obras literárias com descontos exclusivos durante uma semana. Outras ações internas também vão acontecer. Uma delas é o Correio Cultural em que as pessoas enviam dicas de leitura a outros colegas de trabalho.

Já no Concurso Cultural, as cinco melhores respostas para a pergunta “Que razões você tem para continuar lendo pelos próximos 45 anos?” ganham vale-presentes no valor de R$ 200 que podem ser trocados por quaisquer itens das lojas.

Incorporadora portuguesa inicia vendas em Curitiba

bascol-predio.JPGA incorporadora Bascol, empresa que compõe o Grupo Bascol com sede em Portugal, inicia a campanha de vendas do seu primeiro empreendimento no Brasil: o Flexcity Juvevê (foto), em Curitiba. Com um expertise internacional, onde atua há mais de 25 anos com negócios em mais de 10 cidades em Portugal e em Luanda (Angola), a Bascol importou aos projetos brasileiros elementos antes restritos aos empreendimentos de luxo, como a entrega dos apartamentos com piso laminado, infra-estrutura para fogão, churrasqueira e som ambiente, louças sanitárias instaladas e todos os espaços de lazer comuns (são mais de 15) totalmente equipados e decorados.

Com uma carência habitacional calculada em 7 milhões de imóveis e tendo no construbusiness a representatividade de 15,5% no PIB nacional, o Brasil atrai cada vez investimentos estrangeiros no setor. Com uma injeção de cerca de R$ 28 milhões nos empreendimentos da linha Flexcity em Curitiba (Juvevê e Champagnat), a Bascol pretende atingir um público com renda familiar de até 10 salários mínimos, que buscam qualidade e sofisticação a preços acessíveis.

Com uma previsão de faturamento de 130 milhões de euros em 2008, o Grupo Bascol possui solidez e crédito seguro, o que garante possibilidades facilitadas de pagamento. O valor das unidades do Flexcity varia de R$ 202 mil a R$ 386 mil e a entrega será em maio de 2011. A Bascol Brasil conta com mais cinco lançamentos da linha Flexcity, sendo dois em Curitiba  e três em Londrina. Os responsáveis pelo projeto são: o arquiteto José Vicente Lopes (Dória Lopes Fiúza Arquitetura), o engenheiro Carlos Alberto Nougueira (Fórmula Empreendimentos), Felipe Reichmann Paisagismo e Margit Soares Interiores. Os imóveis serão comercializados pela Paulo Celles Imóveis e a Imobiliária Galvão.

ParkShopping Barigá¼i lança campanha de incentivo a vendas

O ParkShopping Barigá¼i está lançando a 2ª Campanha de Incentivo a Vendas e ao Bom Atendimento. O lançamento ocorreu durante a última edição do ano do Retail Club, que tem como objetivo aprimorar lojistas e vendedores, oferecendo informação para que o empresário possa enfrentar a concorrência e preparar a equipe de vendas.

De acordo com a gerente de Marketing, Débora Cruz, além de pensar no cliente, o shopping também irá investir no funcionário, no vendedor. No ano passado, a primeira campanha de incentivo contou com a participação de mais de 950 pessoas. Em 2007, a ação premiou 48 vendedores. Para este ano, os funcionários das lojas vão concorrer  a cinco pacotes de viagem para Foz do Iguaçu com hospedagem no Mabu Thermas Resort, seis Cá¢meras digitais Nikon, 10 MP3, 10 MP4, 2 TV’s de plasma 32”, 10 DVD’s, 4 microondas, 5 bicicletas, 2 computadores, 4 notebooks e 2 Cooktop Electrolux.

Para o empresário Leonardo de Oliveira, franqueado da loja Enjoy, a iniciativa é interessante porque tem foco no vendedor. Na sua opinião, a campanha estimula os funcionários a se comprometerem mais com a qualidade do atendimento, e principalmente, por valorizar os vendedores.

Mais de 400 pessoas participaram do evento de lançamento da campanha de incentivo, que teve recorde de inscritos. O público assistiu á  palestra de Leila Navarro, especialista em comportamento humano.  Leila, que integra o ranking dos 20 melhores palestrantes do Brasil, falou sobre motivação, liderança, e deu inúmeras dicas para os vendedores melhorarem as vendas no final de ano e a forma de atender ao cliente. Em vendas, o contato humano é muito importante. Isso faz a diferença”, afirma a palestrante.
 

Natura quer saber qual é a cor do Brasil

De que cor é o Brasil para Você?” A pergunta está sendo feita pela Natura que quer saber dos brasileiros com que cores querem celebrar o Brasil. Para tal, a Natura presenteará o País com 24 árvores de Natal, assinadas pelos artistas plásticos Eduardo Srur e Nelson Fiedler espalhadas por nove cidades: São Paulo, Cajamar (sede da Natura), Porto Alegre, Curitiba, Salvador, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, Brasília e Campinas. As árvores, feitas de material reciclado como pneus, garrafas pet, embalagens tetrapak, serão finalizadas por cartões com a frase “Feliz Brasil para Você” customizados por consultoras, colaboradores da empresa e consumidores. Cada um deles será convidado a personalizar o cartão, com cores e desejos de seus sonhos para nosso pais, informa Tatiana Pignatari, gerente de marketing e inovação.
 

Mais empresas á  venda com menos compradores

venda-de-empresas.jpgDiante da crise financeira a demanda pela compra de empresas em Curitiba caiu 20%, já a oferta de negócios aumentou em 15% desde setembro.

Eu conversei com o especialista em compra e venda de empresas e proprietário do site Classif, Carlos Santos, e ele me disse que embora os negócios estejam retraídos, a maior demanda é por empresas do setor de serviços como estacionamentos, seguido por cafeterias.

A grande procura por estacionamentos nas regiões centrais da cidade se deve ao fato de que para este tipo de negócio, o capital de giro é baixo, o número de funcionários é pequeno e o lucro é compensador. Já o retorno do investimento varia de 24 a 30 meses. Hoje existem ofertas de estacionamentos que variam de R$ 50 mil a R$ 10 milhões. Recentemente, um grupo paranaense pagou R$ 8 milhões por um estacionamento no centro da cidade.

Entre os negócios que estão á  venda em Curitiba, podemos citar uma lotérica no centro da cidade, que está sendo oferecida por R$ 350 mil, uma tradicional cafeteria na XV de Novembro por R$ 500 mil, um centro esportivo no bairro Portão por R$ 300 mil, uma transportadora de médio porte por R$ 3,5 milhões e para quem está disposto a comprar um hotel, está á  venda um cinco estrelas, no valor de R$ 18 milhões.

A procura por empresas do setor industrial se retraiu bastante depois das amargas perdas dos investidores na Bolsa de Valores, informa Carlos Santos. Os negócios que estavam em andamento ficaram em stand-by. O proprietário do site Classif prevê que janeiro e fevereiro serão bons peíodos para comprar empresas, já que como a oferta de negócios aumentou e a demanda vem caindo, os preços ficarão até 20% mais baratos.