Desafio Sebrae deve reunir 100 mil participantes

Quem quiser participar do maior jogo virtual de negócios do mundo deve se apressar. O Desafio Sebrae, desenvolvido pela Incubadora de Empresas da Coppe/UFRJ, está recebendo inscrições de estudantes universitários de todo país até esta quarta-feira (30), podem ser feitas somente pelo site www.desafio.sebrae.com.br. Além de toda a experiência, os vencedores nacionais ganharão uma viagem ao exterior para um centro de empreendedorismo.

Desde o lançamento em 2000, o Desafio Sebrae tem ajudado a abrir as portas do mercado para jovens universitários do Brasil. O jogo oferece aos participantes a possibilidade de gerir virtualmente uma empresa. A experiência ainda pode servir como estímulo para que, futuramente, os universitários se tornem empreendedores e abram seu próprio negócio. Em 2007, mais de 80 mil universitários se inscreveram no Desafio. Até esta segunda-feira (28) mais de 60 mil inscrições foram verificadas, mas de acordo com o regulamento o jogo pode reunir até 100 mil participantes.

Banco oferece boleto em braile

Na busca de novos nichos de mercado, o Banco Real apresenta ao mercado mais um produto inédito e exclusivo: boleto de cobrança em braile para os clientes que possuem deficiência visual. A iniciativa é pioneira e supre uma demanda forte no mercado.

O boleto em braile possui as mesmas caracteísticas de uma emissão comum de cobrança. Entretanto, os principais dados como valores, data de vencimento, taxas e especificações sobre multas, estarão em braile, o que permite ao deficiente visual independência e clareza no recebimento das informações. Além disso, o boleto também agilizará os processos, uma vez que permitirá á  pessoa com deficiência visual realizar pagamentos pela internet. A ficha de compensação, que é destacada no ato do pagamento, permanece inalterada.
 
 

Um projeto que tem tudo para dar certo

Depois de praticamente dois anos de estudos, pesquisas e avaliação do mercado começa a funcionar em maio, a Móveis Fácil, que é uma indústria de móveis destinados aos consumidores de baixa renda. Não se trata apenas de mais uma indústria, mas um projeto da ong paranaense Aliança Empreendedora, em parceria com as empresas Masisa, Placacentro, Hettich e Proadec.

A Móveis Fácil, que deve produzir 3 mil móveis este ano e 7 mil unidades em 2009 vai funcionar em forma de cooperativa. O trabalho é muito interessante. A Masisa fornecerá a madeira por um preço menor. Já os móveis serão produzidos na Placacentro. A rede de revendedores, marceneiros, montadores e prestadores de serviços, envolvendo 200 pessoas farão parte da cooperativa, e estão sendo treinados pela ong. Outras 200 pessoas vão trabalhar no projeto, mas não serão membros da cooperativa. As vendas da Móveis Fácil serão feitas porta a porta, através de catálogo. Um armário de seis portas, por exemplo, será vendido por R$ 400.

O projeto vai atingir inicialmente 10 comunidades, começando com a Vila Zumbi, Alto Maracaná, Jardim Guaraituba, São José dos Pinhais, e alguns bairros de Curitiba.

Como estes móveis são destinados á s classes menos favorecidas, o financiamento se torna fundamental. Por isso, a Aliança Empreendedora está buscando um banco, que não faça apenas o financiamento, mas que ofereça juros mais atraentes do que as grandes redes de lojas.

Cheque sem fundo pode ser resgatado pela metade do valor

Uma boa oportunidade para os emissores de cheques sem fundos quitarem suas dívidas está sendo oferecida pela Telecheque. Para os comerciantes esta será uma oportunidade de recuperarem pelo menos parte do prejuízo. Os inadimplentes que contraíram dívidas com cheques até dezembro de 2007 poderão quitá-las desde a última sexta-feira (25), com 50% de desconto no saldo devedor, segundo campanha de recuperação de crédito da Telecheque. Nos casos de inadimplência com cheques emitidos entre janeiro e março deste ano, o desconto será de 30% sobre o saldo devedor. Os interessados poderão quitar os débitos por meio de boleto bancário, depósito identificado ou á  vista. A medida incentiva o ingresso, ou o retorno, dos consumidores ao mercado de crédito. As informações são do site InfoMoney.

Pesquisa da Telecheque mostrou que brasileiros estão mais descontrolados com seu orçamento. O índice de cheques devolvidos por falta de fundos ficou em 4,48% das emissões em fevereiro, mostrando alta de 0,70 ponto percentual sobre os 3,78% de janeiro. Quando se toma como comparação o mesmo peíodo de 2007, quando 2,55% das folhas emitidas voltaram, a alta foi ainda maior, da ordem de 1,93 ponto percentual.

Em caso de dúvidas, o inadimplente deve procurar a Telecheque pelo telefone 0800 7019131.

Brasileiros estão entre os mais ricos da Grá-Bretanha

Dois brasileiros estão na lista dos moradores mais ricos da Grá-Bretanha, de acordo com uma lista publicada pelo jornal britá¢nico Sunday Times. Entre as mil maiores fortunas daquele país estão as do dono da Natura, Antonio Luiz Seabra, e a viúva do banqueiro Edmond Safra, Lily Safra, que aparecem nas posições 138 e 156 da lista.

Seabra, de 65 anos, mora em Londres e tem um patrimônio estimado em 600 milhões de libras, ou R$ 2 bilhões pela revista americana Forbes. Ele caiu no ranking em relação ao ano passado, quando esteve na 84ª posição entre os mais ricos. Já a gaúcha Lily Safra tem uma fortuna estimada em 504 milhões de libras esterlinas ou R$1,6 bilhão. Em 2007, ela aparecia na 109ª posição.

Entre os 20 primeiros aparece o banqueiro e ex-ator Michel de Carvalho, filho de um brasileiro com uma inglesa. Ele aparece na 12ª posição da lista, ao lado da mulher, Charlene, que herdou a cervejaria holandesa Heineken depois da morte de seu pai, em 2002. O casal tem uma fortuna estimada em 3,6 bilhões de libras, ou R$ 12 bilhões.

O primeiro colocado na lista dos bilionários do Reino Unido é o magnata do setor siderúrgico Laskshmi Mittal, nascido na ándia, com uma fortuna de 27,5 bilhões de libras, ou o equivalente a R$ 92 bilhões.