Feira de produtos cristãos deve movimentar R$ 20 milhões

Se a indústria de produtos e serviços para cristãos movimenta por ano mais de R$ 1 bilhão no Brasil, país com mais de 30 milhões de evangélicos, com previsão de chegar a 50 milhões até 2020, não é de se espantar que os fornecedores deste segmento estejam otimistas com o momento.

Na quarta edição da Expocristo, Feira Nacional de Produtos Fonográficos e Literários Cristãos, que começa nesta quarta-feira (9), no Marumby Expocenter, em Curitiba, a expectativa dos organizadores é de superar em 40% o público visitante do ano passado. Em 2007, 35 mil pessoas participaram do evento. São esperados negócios da ordem de R$ 20 milhões.

A feira também vai movimentar o mercado de turismo. Cerca de 60% dos 42 expositores são de fora do Paraná. São esperados empresários e representantes de diferentes congregações evangélicas de todo o país e exterior para comandar as atividades nos 211 estandes do centro de eventos. Entre eles, gravadoras, livrarias, editoras e empresas de confecções. Atrações internacionais e ícones da música gospel internacional como o ex-cantor pop Chris Duran e o irlandês David Quilan completam o quadro de novidades.

De acordo com a organizadora da Expocristo, Marisa Lobo, a feira vai mostrar que os produtos ganharam as ruas e estão na moda. Segundo ela, independentemente da religião, cada vez mais músicas, camisetas e outros produtos com mensagens de Jesus ganham entrada fora do meio evangélico e isso se torna uma maneira de aproximar o mundo de Deus.

No mercado fonográfico, segundo a Associação Brasileira de Produtores de Discos (ABPD), a música gospel nacional ocupa a segunda colocação entre os êneros musicais campeões em venda, atrás somente do pop-rock. Em todo o Brasil existem mais de 200 mil igrejas evangélicas. A cada ano surgem cerca de 10 mil novos templos e 300 mil pastores e líderes, além de aproximadamente 500 escolas de ensino teológico.

Para finalizar, a organização preparou uma novidade para esta edição da Expocristo. Um espaço para apresentação de diferentes estilos musicais, denominado de rave Gospel, funcionará durante todos os dias do evento como atração direcionada ao público de cristãos jovens evangélicos e católicos. A programação completa da Expocristo 2008 pode ser conferida no site www.expocristo.com.br.

Empresas precisam planejar mais o meio ambiente

A questão ambiental precisa ser pensada a longo prazo pelos executivos e de uma forma compartilhada com todos os públicos da organização. A temática deve ser incluída no planejamento estratégico das empresas e retirada da sua planilha de custos. Segundo Susana Feichas, coordenadora do MBA Internacional em Gestão Ambiental, do ISAE/FGV, em Curitiba, esse é um modelo de negócios atual e que promete durar por muitas décadas. Para ela, está na hora dos executivos deixarem de ver o meio ambiente como prejuízo e encará-lo como um fator de competitividade.

De acordo com Susana, que é Mestre em Ciência Ambiental pela Universidade Federal Fluminense, a boa notícia é que a gestão das empresas está deixando de ser autoritária” para se envolver muito mais com a negociação. Neste contexto, afirma ela, todos os públicos, todos os contatos com as organizações, sejam internos ou externos, devem ter seu papel defendendo interesses e exigindo atitudes que preservem a natureza. Além disso, reforça que nas grandes corporações a própria degradação do meio ambiente coloca-o na agenda estratégica, porque a empresa precisa de recursos naturais para planejar ações futuras. A questão energética, por exemplo, é constantemente monitorada porque representa um dos principais obstáculos para a expansão.

A coordenadora diz que é preciso novos pará¢metros de sustentabilidade e que estes exigem profissionais capazes de analisar o assunto fora á¢mbito puramente legislativo”. O profissional que não souber alinhar a questão ambiental com a questão econômica vai perder muito em competitividade, declara Suzana. Segundo ela, um dos pontos cruciais para não perder participação no mercado é repensar processos, fazer a logística reversa, desenvolver novos produtos e tecnologias.

Para o superintendente do ISAE/FGV, Norman de Paula Arruda Filho, a decisão de inserir esse tema como um MBA Internacional, faz o empresariado repensar sua forma de fazer negócios e cada vez mais se comprometer com a sustentabilidade das organizações. O ISAE/FGV utiliza a expertise da Fundação Getúlio Vargas nas áreas de administração e economia para trazer esse enfoque do meio ambiente para a gestão empresarial. Durante o programa, os alunos são incentivados a encarar a temática de forma construtiva, analisando as possibilidades sempre a longo prazo. Além disso, eles recebem ferramentas que permitem alterar processos e repensar produtos, assim como políticas de comunicação da empresa, levando em conta a temática. O processo de negociação com os diversos investidores é outro ponto trabalhado.

በbrasileiro o maior IPO mundial do segundo trimestre

A maior oferta púbica inicial (IPO) do mundo realizada no segundo trimestre de 2008 é brasileira. A empresa OGX Petróleo e Gás, cujo IPO captou US$ 4,12 bilhões, lidera o levantamento feito pela Ernst & Young. Ainda de acordo com o estudo, em termos de capital levantado, a atividade global de IPOs registrou uma redução de 54% em relação ao mesmo peíodo no ano passado, enquanto cresceu em 4% se comparada ao primeiro trimestre deste ano.

A segunda posição da lista é ocupada pelo banco saudita Al Inma Bank, que levantou US$ 2,7 bilhões. A brasileira Hypermarcas, de produtos de consumo, também aparece na lista, ocupando o 19º lugar. Os países que compõem o grupo chamado BRIC (Brasil, Rússia, ándia e China) foram responsáveis por 32% do montante levantado no peíodo e por 29%, quando se fala em número de IPOs.

Apesar disso, as atividades de IPO nesse grupo de países, no qual se inclui o Brasil, experimentaram uma redução tanto em capital levantado quanto número de negócios, ressalta o sócio da Ernst & Young, Paulo Sérgio Dortas.

Segundo o executivo, essa queda em relação ao ano passado pode ser atribuída aos impactos gerados pela alta volatidilidade do mercado, o desaquecimento de muitas economias munidiais, o aumento do preço do petróleo e também pelo ambiente de incertezas para aplicações em bolsa.

Dortas destaca que os mercados emergentes continuaram liderando as atividades globais de IPOs. Sete dos dez principais IPOs em capital levantado são de mercados emergentes. Além disso, os países em desenvolvimento foram responsáveis por 68% do total do número de atividades de IPO, enquanto as nações desenvolvidas representaram 32% desse total”, comenta.

Os setores de materais, indústrias e tecnologia lideraram em número de IPOs, enquanto os dos segmentos de energia e financeiro encabeçaram a lista por capital levantado. Ainda levando em conta o montante levantado, China, Brasil e Estados Unidos lideraram no trimestre com 17%, 12% e 12%, respectivamente.

Empresas apostam mais em feiras

expotrade2.jpgA vitrine do setor. Pensando assim, que médias e grandes empresas têm buscado na participação de feiras e eventos do segmento em que atuam uma estratégia de posicionamento de marca. Afirmações que podem ser representados em índices positivos. Segundo dados comparativos da União Brasileira dos Promotores de Feiras (Ubrafe) realizado nos anos de 1992 e 2006 apontam que no início da década de 90 apenas 7,5 mil empresas buscavam estes recursos. Entretanto, em 2006 este número saltou para 31,3 mil empreendimentos participantes. De acordo com a gerente comercial do Expotrade Convention Center, Janete Floriano, ao mesmo tempo em que as feiras atingem ao público-alvo, também proporcionam grandes negócios. A média de dias em que as empresas permanecem em exposição variam de sete a 15, tempo suficiente para o estabelecimento de novos contatos e de oportunidades no mercado, ressalta a gerente comercial.

Mas, se por um lado o número de dias em exibição gera grande rentabilidade, por outro, a comunicação com a empresa sede não pode parar. Experiência vivida constantemente pela gerente administrativa de vendas da empresa paranaense Sepac, Tatiana Sescato. Ela conta que este suporte de informática é necessário até mesmo pelo atendimento durante a própria feira. A Sepac possui um sistema de intranet de gestão comercial que permite adiantar os negócios fechados. O pedido é encaminhado no mesmo instante.

Pensando em oferecer suporte e segurança aos participantes dos eventos em que sedia, o Expotrade aprimorou as ferramentas de Tecnologia de Informação (TI). Com investimentos na ordem de R$ 150 mil, o Centro de Convenções e Exposições de Pinhais readaptou a rede física do pavilhão central com equipamentos gerenciáveis á  base de fibra ótica da marca 3COM. Na prática, eles garantem segurança e agilidade na transmissão de dados. Segundo a supervisora de TI, Anaísa Ruiz, esta ferramenta permite um controle maior de cada ponto da rede de computadores.

O gerente operacional do Expotrade, Valentin Benato detalha que o novo sistema também diminui o risco de queda de conexão. Com isso, a possibilidade de falha do sistema é quase nula.

Em parceria, TIM, HP e Intel lançam novo modelo de notebook

A TIM, HP e Intel estão inovando ao trazer para o mercado brasileiro o conceito de conexão á  Internet em notebooks: modelos 100% conectados. Chegou nesta segunda-feira (7) á s lojas, o HP Notebook 6710b com modem 3G e TIMChip embarcados, além de processador Intel Centrino, totalmente pronto para navegação. Em abril, a TIM e a fabricante lançaram o primeiro laptop nesse modelo, o HP Compaq Business Notebook 6910p voltado para o mercado corporativo.

Com o equipamento, o cliente terá a mobilidade completa para navegar pela Internet. Não é necessário minimodem USB, placa PCMCIA, ou ter de procurar por hotspots para conexão. A Rede 3G da TIM já está disponível em 20 cidades, incluindo as regiões metropolitanas de Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte, Curitiba, Florianópolis, Fortaleza, Recife e Salvador. Além disso, é possível fazer conexões em mais de 2.730 cidades brasileiras por meio da Rede TIM GSM/GPRS e em 1.840 municípios pela Rede TIM EDGE.

Ao adquirir o equipamento, o cliente terá conexão ilimitada com velocidade de até 1 Mbps do TIM Web Banda Larga, para acesso á  Internet, durante 90 dias, como degustação do serviço. Para isso, basta ligar para 0800 941 4142 e ativar o serviço. Após esse peíodo, o plano poderá ser contratado pelo cliente por R$ 99,90 mensais. O notebook custa R$ 3.699,00.