Parceria deve reduzir uso de sacolas plásticas em 30%

Representantes da indústria do plástico e associações de supermercados assinaram nesta segunda-feira (26) o Compromisso de Parceria para a implantação do Programa de Qualidade e Consumo Responsável de Sacolas Plásticas. O acordo tem o objetivo de promover a melhoria da qualidade das embalagens e realizar uma ação educacional para esclarecimento da população sobre formas de uso mais responsável. A previsão é que com essas ações seja possível reduzir o consumo de embalagens plásticas em, no mínimo, 30%.

A parceria será firmada na cerimônia de abertura da Apas 2008 e participam cinco entidades – Associação Brasileira de Supermercados (Abras), Associação Paulista de Supermercados (Apas), Plastivida Instituto Sócio-Ambiental dos Plásticos, Instituto Nacional do Plástico (INP) e Associação Brasileira da Indústria de Embalagens Flexíveis (Abief).

Pesquisa realizada pelo Ibope no fim do ano passado com 600 pessoas mostrou que 71% delas manifestaram-se favoráveis ao uso de sacolinhas plásticas como forma ideal para o transporte de compras. O estudo revelou ainda que 100% usam as embalagens para o descarte do lixo doméstico, dispensando a necessidade de compra de sacos para esse fim.

O compromisso acontece inicialmente por meio de projeto piloto que será realizado a partir do dia 28 de junho em 18 supermercados na Grande São Paulo.

Encontro sobre cidades inovadoras pode ser em Curitiba

Curitiba pode ser a sede de um encontro mundial sobre cidades inovadoras, que acontecerá em 2009. A idéia foi discutida nesta segunda-feira (26) pelo presidente da Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep), Rodrigo da Rocha Loures, e diretores do Observatório de Prospectiva Tecnológica Industrial (OPTI), em Madri.

Segundo Rocha Loures, tudo numa cidade concorre para estimular a inovação. Ele cita como áreas estratégicas dentro deste conceito a rede universitária, os centros de pesquisa e desenvolvimento, as escolas de ensino fundamental e médio e até os equipamentos de cultura e lazer. De acordo com o presidente do Sistema Fiep, o encontro mundial sobre cidades inovadoras é um passo além da Conferência Mundial sobre Desenvolvimento de Cidades, que aconteceu em Porto Alegre no início deste ano.

ALL recebe prêmio Consumidor Moderno

Maior empresa de logística da América Latina e maior companhia ferroviária do Brasil, a América Latina Logística (ALL)  foi novamente a vencedora do Prêmio Consumidor Moderno de Excelência em Serviços ao Cliente 2008” na categoria Logística.

Organizado pelo Grupo Padrão, o prêmio foi criado com o objetivo de identificar e difundir as melhores práticas em serviços ao cliente, além de reconhecer as empresas que privilegiam a excelência no atendimento. Este é o quinto ano consecutivo em que a ALL conquista o primeiro lugar nesta categoria.

Carro usado subiu 1%

O carro usado ficou 0,7% mais caro em abril, conforme apurou pesquisa da Aência AutoInforme que acompanha mês a mês os preços praticados no mercado usando cotados pela Molicar. Esta foi a terceira alta mensal seguida e a maior do ano. Agora, no peíodo entre janeiro a abril, o preço do veículo usado acumula alta de 1%, contra uma elevação de 2,32% dos carros zero quilômetro. Desde 2003 que o preço do carro usado não subia. No ano passado foi registrada queda de 5,2%.

O estudo mensal indica um comportamento diferente quando se separa os usados nacionais e importados. Os importados seguem com baixa nos preços. No acumulado do ano, os modelos estrangeiros ficaram 5,3% mais barato, enquanto os nacionais estão com alta de 1,75%. Em abril os índices registrados foram de alta de 0,90% nos nacionais e queda de 0,95% nos importados.

A pesquisa mensal da AutoInforme acompanha mês a mês a evolução do preço do carro usado e avalia os preços dos modelos fabricados entre os anos 1999 a 2008. No total são mais de quatro mil cotações de carros e comerciais leves, usados e importados.

Multifarma realiza assembléia de credores

Está sendo realizada na manhá desta segunda-feira (26), a primeira assembléia de credores de Curitiba, depois que entrou em vigor a nova lei de falências, que no mês que vem completará três anos. Trata-se da assembléia de credores da Multifarma, que requereu sua recuperação judicial em novembro do ano passado, apresentando uma dívida de R$ 12 milhões.

O plano de recuperação da Multifarma, que tem mais de 30 lojas e 380 funcionários, foi elaborado pela empresa de consultoria paranaense Consult. Ele prevê a reestruturação da empresa com uma nova gestão, alongamento do prazo para pagamento das dívidas e recapitalização da rede de farmácias.

O diretor da Consult, Carlos Tortelli, responsável pela elaboração do Plano de Recuperação da Multifarma, me disse que o principal motivo que levou á  rede a ter problemas financeiros foi á  redução dos prazos de pagamento por parte do setor farmacêutico.  De uma hora para outra, os prazos de pagamento das faturas que chegavam até 120 dias foram reduzidos para sete dias pelas distribuidoras e laboratórios.

Para que o plano de recuperação seja aprovado nesta segunda-feira, é necessário que 50% da assembléia e mais um credor dêem seu aval.

O plano de recuperação prevê uma nova gestão da Multifarma, que será compartilhada com executivos da Consult. O dono da rede, Eduardo Brein, cede seu espaço para uma nova diretoria. Os pequenos créditos, de até R$ 20 mil, serão pagos em até 36 meses, com mais um ano de carência. Já para os de maior valor, o plano prevê um prazo de pagamento de até 90 meses. Todo o excedente de caixa será dirigido para a antecipação do pagamento das dívidas.

Segundo Carlos Tortelli, a única forma encontrada pela Multifarma para a continuidade das atividades é recompor os estoques, de forma que os consumidores encontrem os medicamentos quando se dirigirem á  rede.