Fenômeno paranaense na Bovespa

No Paraná, cinco novas empresas abriram capital em menos de um ano e, de modo geral, a previsão dos analistas é de ganhos para todas as paranaenses no longo prazo. Das participantes do 1º Sul em Ações, a ALL é a mais experiente na Bolsa, tendo ingressado no mercado de capitais em junho de 2004. As outras três empresas estrearam nos últimos 12 meses – Positivo Informática em dezembro de 2006, GVT em fevereiro deste ano e Paraná Banco em junho último. As ações das quatro empresas juntas foram responsáveis por um volume médio de negociações de R$100 milhões por dia no último trimestre.

ADVB elege as Personalidades do Ano

O Prêmio Personalidade do Ano, realizado anualmente pela Associação dos Dirigentes de Vendas e Marketing do Brasil elegeu em votação aberta os seguintes empresários: Joel Malucelli (Grupo J. Malucelli/Personalidade do Ano); Glen Valente (HSBC/Personalidade de Marketing); Mário D’Andrea (JWT/Personalidade de Comunicação) e Cassio Zandoná (Amil/Personalidade de Vendas).
A premiação será no dia 27 de novembro próximo, durante o Top de Marketing ADVB/PR no Teatro UnicenP, em Curitiba.

Vendas da Renault crescem 50%

As vendas da Renault do Brasil, que tem sua fábrica no município de São José dos Pinhais, região metropolitana de Curitiba, cresceram 50% em outubro em relação a igual mês do ano passado. No peíodo, a empresa comercializou 7.382 unidades, sendo 7.012 veículos de passeio e 370 utilitários. A participação de mercado no mês ficou em 3,2%. Lançado em meados de julho, o Renault Logan teve seu recorde de vendas em um único mês, com 2.408 unidades emplacadas em outubro. Como reflexo deste comportamento no mercado interno, associado ao incremento das exportações, a Renault do Brasil também registrou em outubro o seu recorde de produção na fábrica de veículos de passeio (95% a mais), com 12.417 unidades.

Produção e exportações em alta

A produção da Renault do Brasil acompanha o ritmo das vendas. No acumulado do ano, a empresa já produziu 91.718 unidades, sendo 85.572 veículos de passeio e 6.146 utilitários, ante 56.522 automóveis de janeiro a outubro de 2006, um crescimento de 62%. A previsão da montadora é de fechar o ano em um patamar de 112.077 unidades fabricadas, 64% a mais do que o volume produzido no ano passado.

Negócios devem ser planejados

Para o sócio de Transações Corporativas da Ernst & Young, Carlos Miranda, as empresas estão cada vez mais atentas a chances de fusões e aquisições em mercados emergentes para alcançar objetivos estratégicos. Mas, o sucesso não depende apenas da vontade e do capital disponível. በpreciso planejar, definir expectativas, compreender a cultura e a política, para só depois enquadrá-las á  estratégia corporativa. Do contrário, as chances de fracasso aumentam consideravelmente.