Procon faz recomendações na compra do presente dos pais

O Dia dos Pais, que será comemorado neste domingo, é também uma data com grande apelo comercial. Desta forma, valem algumas recomendações do Procon-PR para ajudar na compra do presente para o papai. Depois de escolher o presente, peça a nota fiscal com a discriminação detalhada do produto ou do serviço; a troca é obrigatória quando há defeito do produto, nas outras situações (tamanho, modelo e cor) depende da loja, certifique-se da possibilidade de troca; pontas de estoque, liquidações e promoções nem sempre permitem a troca do produto.  Nas compras pela Internet, certifique-se que data de entrega e.imprima o comprovante descrevendo o produto ou serviço e valor; peça um e:mail ou fax com a confirmação do pedido. Se o pagamento for com cheques pré-datados, coloque bom para…., e faça constar na nota fiscal.

Apostas positivas na vaidade masculina

As lojas de cosméticos de Curitiba estão apostando na vaidade masculina como combustível para o aumento no faturamento com o Dia dos Pais. Empresas como O Boticário, água de Cheiro, Natura esperam uma elevação entre 15% e 18% nas vendas de produtos cosméticos masculinos para a data, em comparação com o ano anterior. As opções vão de kits para barba a sabonetes, xampus, cremes hidratantes, colônias, perfumes e desodorantes para o corpo. Uma das maiores redes de franquias do mundo, O Boticário traz para suas 2400 lojas distribuídas por todo Brasil a nova fragrá¢ncia masculina Connexion Woods, além de relançar os clássicos Styletto, Connexion, North Wind, Dimitri, Acqua Brasilis e Styletto Intense. As novidades, além de agradar os mais diferentes estilos de pais, serão responsáveis por um incremento previsto de 18% em vendas comparados ao mesmo peíodo do ano anterior”, diz Andréa Mota, diretora de mercado do Boticário.

Economia terá futuro próspero

A economia mundial deve assumir proporções gigantescas até 2020. Estudo realizado pela consultoria Ernst & Young, que apresenta análises e projeções de economistas da Fundação Getúlio Vargas, apontam que o crescimento econômico nos próximos 13 anos deverá acrescentar ao fluxo anual de produção das economias um valor de US$ 23,2 trilhões. Trata-se de um grande valor, ou seja, equivale a duas vezes o tamanho da economia norte-americana em 2005. Os principais desafios para gestores, e também as melhores oportunidades, deverão ser decorrentes desse gigantismo, Já a escala dos negócios tende a ser cada vez maior.
O Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil em 2020, de acordo com o estudo, será US$ 671 bilhões maior que em 2005. Isso equivale á  soma de toda a riqueza gerada hoje na América Central e Caribe e nos demais países da América do Sul. Ou seja, é como se os diretores de produção de todas as empresas brasileiras assumissem ao mesmo tempo a incumbência de cuidar de todos os negócios no restante da América Latina, com exceção do México.

Faturamento caminha para números recordes

O faturamento total das empresas brasileiras caminha para atingir números recordes. O estudo da Ernst & Young prevê que o volume de negócios no país, a preços de mercado, equivale a 2,43 vezes o valor do PIB. Se essa proporção for mantida e as previsões se confirmarem, o mercado brasileiro em 2020 terá um faturamento de US$ 3,9 trilhões, representando US$ 1,63 trilhão a mais sobre o valor verificado em 2005. Diante deste cenário, as empresas brasileiras terão que mudar de escala.