Cartão presente é a grande aposta neste Natal

Falta uma semana para o Natal, que é a data mais festejada pelo comércio. As lojas de todos os portes receberam público recorde neste fim de semana. Uma boa parte dos presentes já foi comprada, principalmente para as pessoas que são mais objetivas e sabem o que querem ganhar ou dar. Entretanto, existem algumas pessoas que são difíceis de agradar, ou seja, aquele que tem tudo ou quase tudo. Neste caso, o vale presente ou o cartão presente acabam sendo uma boa pedida.

Para atrair o público, os vale presente ou cartões presente estão se sofisticando. O hipermercado Extra, por exemplo, realizou um estudo para definir novas estratégias de atuação e descobriu que 56% dos clientes consideram o cartão-presente uma alternativa que facilita sua escolha e as compras. A rede adotou uma nova proposta para o produto, com 14 cartões personalizados e desenvolvidos para as mais diversas ocasiões. As novidades vão desde a diversidade de temas e formatos, como é o caso dos cartões recortados, a recursos como relevo, brilho, textura e até mesmo perfume.

Nas grandes redes valores variam de R$ 10 a R$ 1 mil

As grandes redes também estão fazendo boas apostas nos cartões presente para este fim de ano. A Renner lançou um cartão-presente com desenho natalino, que pode ser carregado com créditos entre R$ 15 e R$ 1 mil.

A C&A também apostou em produtos específicos para datas comemorativas, com valores a partir de R$ 10. Nas duas redes, o vale tem prazo de um ano para ser usado e não é preciso gastar toda a quantia que foi creditada de uma só vez e o cartão é recarregável.

O Carrefour está oferecendo recarga mínima de R$ 10 e não há limite para uso do crédito. Na Lojas Americanas, o vale-presente pode ser encontrado em quatro valores: R$ 15, R$ 25, R$ 50 e R$ 100.

Comércio on-line também adere aos cartões presente

Também o comércio on-line aderiu aos cartões presente. A vantagem desta modalidade de presente é a comodidade. Você pode comprar sem sair de casa. Por ser virtual, o presente não tem custo de frete e possui prazo de 90 dias para ser usado.

No site Submarino, os vales-presente estão disponíveis em quatro valores: R$ 25, R$ 50, R$ 100 e R$ 200. O bônus poderá ser enviado para qualquer lugar do Brasil e tem um código único, que pode ser usado na aquisição de qualquer mercadoria da empresa, conforme o seu preço. Na Americanas.com, os cartões-presente também estão disponíveis nos mesmos quatro valores. Para usá-los, o presenteado deve digitar o código que vai impresso no vale depois da conclusão da compra. Assim, o preço final da compra tem o abatimento correspondente ao crédito recebido. Os cartões vendidos pelas C&A e Centauro também podem ser comprados no site das empresas. Também no Shoptime são encontrados vales-presente nos valores de R$ 50, R$ 100, R$ 200 e R$ 250.

Mercado imobiliário de Curitiba requer empresas ousadas

Aproveitando o cenário de aquecimento dos mercados da construção civil e imobiliário, grandes empresas do setor estão optando por Curitiba com objetivos ousados e com novas formas de comercializar seus produtos. Este é o caso da Lopes Dirani, que desde o final de 2006 está presente na capital paranaense. Resultado da fusão de duas líderes de mercado – da Lopes, maior imobiliária do Brasil, e da Dirani, primeira colocada em vendas no Rio Grande do Sul – a empresa veio ao Paraná exatamente para atender á s construtoras e incorporadoras vindas de outros estados. A empresa quer ser líder do mercado paranaense já em 2008.

De acordo com Luiz Augusto Brenner Rose, executivo da Lopes Dirani, isso aconteceu porque o mercado curitibano possui caracteísticas bastante peculiares no que diz respeito a imóveis, tanto no comportamento do público como na maneira de agir das imobiliárias e incorporadoras. Os parceiros da Lopes Dirani, segundo Brenner, estão acostumados com estratégias mais agressivas e pró-ativas de comercialização em outros grandes centros, como São Paulo e Rio de Janeiro. Então quando eles decidiram se estabelecer em Curitiba, a vinda da empresa foi uma conseqá¼ência.

Outro aspecto que deve ser bastante alterado em Curitiba é o papel das imobiliárias na concepção dos projetos de edifícios, com os corretores sendo consultados e, até mesmo, sugerindo alterações.
Em pouco mais de um ano, a empresa já contabiliza bons resultados, com a venda de mais de 150 imóveis em Curitiba. Para 2008, a expectativa da Lopes Dirani é duplicar esse número. A estimativa vem de parcerias já confirmadas com grandes incorporadoras, como a Rossi, Gafisa, Thá, entre outras.

Consumidor vai voraz á s compras e promoção dura só uma semana

A procura foi tão grande, que em apenas uma semana esgotaram os estoques dos MP3 players personalizados que estavam sendo trocados por notas fiscais para compras acima de R$ 400, no Shopping Curitiba. Para os clientes com cartões MasterCard, as notas fiscais valiam o dobro.

Foram 10.500 aparelhos distribuídos, o que comprova que o consumidor curitibano está indo voraz á s compras. A previsão inicial era de que as trocas das notas fiscais pelos MP3 players poderiam ser feitas até o dia 24 de dezembro.