Novidade em aplicativo de farmácias faz consumidores gastarem 32% a mais

A Federação Brasileira das Redes Associativistas e Independentes de Farmácias (Febrafar) e a Stefanini Inspiring implementaram a função “vale compras” no Programa de Estratégias Competitivas (PEC), aplicativo de engajamento da Febrafar. A nova funcionalidade foi lançada no início de setembro na Entrefarma, uma das redes participantes do projeto, e já apresenta excelentes resultados: aumento de 300% na adesão ao cartão fidelidade digital e incremento de 40% na taxa de retenção de consumidores na plataforma. Os clientes do cartão digital gastam, em média, 32% a mais por mês do que os clientes que possuem o cartão fidelidade tradicional.

Por meio do novo beneficio, o cliente participante do programa de engajamento recebe um vale compras, que pode ser utilizado em uma nova visita à loja. A nova funcionalidade já está disponível para 13 redes participantes do projeto. A iniciativa nasce como uma das mais relevantes do Brasil, contando com uma base de 1,5 milhões de clientes. Felipe Prada, da Stefanini Inspiring, explica que a nova função traz vantagens para o consumidor, uma vez que propõe uma abordagem muito mais simples, na qual o crédito pode ser usado imediatamente nas próximas compras. Além disso, toda a gestão dos créditos pode ser realizada por meio do aplicativo de forma muito fácil. “Para as redes da Febrafar, o vale compras representa uma ferramenta muito poderosa, capaz de atrair novos clientes, fidelizar os atuais e também ajudar a aumentar a frequência de ida à loja”, ressalta o executivo.

Continue lendo “Novidade em aplicativo de farmácias faz consumidores gastarem 32% a mais”

Empresas contribuintes de ICMS ganham causa histórica no STF

A recente publicação do acórdão do STF – Supremo Tribunal Federal relativo ao julgamento do Recurso Extraordinário 574.706 deixa cada vez mais próximo do final uma guerra jurídica travada há mais de 20 anos entre as empresas contribuintes de ICMS e a Fazenda Nacional, que resultou em milhares de processos nas diversas esferas da Justiça. A principal batalha já foi vencida. A maioria dos ministros seguiu o voto da relatora Cármen Lúcia, atual presidente do STF, que defendeu a tese de que o ICMS não compõe a base de cálculo para fins de incidência do PIS e da Cofins.

“A ministra Cármen Lúcia reconheceu que os valores de ICMS constantes nas faturas e que devem ser repassados aos fiscos estaduais pelas companhias não constituem receita bruta ou faturamento e, assim sendo, não podem incidir PIS e Cofins sobre os mesmos, como ocorria desde a criação dessas contribuições”, explica Flávio Prado*, sócio do Gaia Silva Gaede Advogados**, acrescentando que como é um Recurso Extraordinário com Repercussão Geral, a decisão beneficiará a todos os processos que envolvem a matéria.

Continue lendo “Empresas contribuintes de ICMS ganham causa histórica no STF”

Finep lança programa para aproximar setor privado e academia

Para melhorar a articulação entre empresas e instituições de pesquisa no Brasil, a Finep lança nesta quinta-feira (19), na sede da Federação das Indústrias de São Paulo (Fiesp), o Finep Conecta. Com a nova linha de crédito, a agência vai oferecer melhores condições de apoio a empresas que investirem em projetos de pesquisa em parceria com institutos de ciência e tecnologia (ICTs) ou universidades. O anúncio oficial será feito pelo presidente da Finep, Marcos Cintra, durante o Workshop de Inovação Tecnológica. O programa estará disponível no site da Finep no mesmo dia.

O Finep Conecta prevê mecanismos como taxas de juros menores e prazos e carências mais longos e terá disponível R$ 500 milhões para financiar projetos que se enquadrem nos requisitos citados acima. Dependendo do grau de inovação da proposta, a Finep vai financiar até 100% do projeto – que deve ter valor mínimo de R$ 5 milhões. O prazo de retorno do empréstimo chega a 16 anos.

Continue lendo “Finep lança programa para aproximar setor privado e academia”

TIM disponibiliza serviço de voz pela rede 4G em Curitiba

A partir desta semana, a TIM, líder em cobertura 4G no Brasil, passa a disponibilizar o VoLTE (Voice over LTE, na sigla em inglês) em Curitiba. A funcionalidade – que permite ligações de voz em alta definição pela rede de quarta geração – foi lançada pioneiramente pela operadora em junho, em Brasília, e já chegou a mais de 300 cidades. A previsão é de que mil municípios tenham a tecnologia até o final do ano. O anúncio da tecnologua VoLTE para Curitiba foi feito na manhã desta quarta-feira (18), pelo diretor de Engenharia da TIM Brasil, Marco Di Costanzo, durante entrevista coletiva à imprensa. “Sempre buscamos inovar e melhorar a experiência dos nossos clientes tanto na conexão da rede de dados, através da maior rede 4G do País, atualmente com 2.401 cidades, quanto no uso da voz em alta definição (VoLTE)”, destacou o diretor de Engenharia da TIM Brasil.

A capital paranaense, a exemplo de São Paulo e Rio de Janeiro, contará com a tecnologia na frequência de 1.800 MHz, graças ao investimento de rede feito com o projeto full dual layer, que ativou todos os sites da empresa nesta frequência. Os demais municípios operam o VoLTE em 700MHz. “Quando esta frequência for liberada, a cobertura será aprimorada, inclusive em ambientes indoor”, complementa Di Costanzo.

Continue lendo “TIM disponibiliza serviço de voz pela rede 4G em Curitiba”

Poucas empresas adotam a logística reversa, que é tema de seminário nesta quarta-feira em Curitiba

Rommel Barion, presidente do Instituto Paranaense de Reciclagem.

Desde que a Política Nacional de Resíduos Sólidos foi aprovada, as empresas brasileiras não têm outra opção a não ser lidar com seu lixo. E a logística reversa é o caminho para resolver o problema e um grande meio de amenizar a degradação ambiental. Vale destacar que a logística reversa nada mais é do que um conjunto de procedimentos e meios para recolher e dar encaminhamento no pós-venda ou pós-consumo ao setor empresarial, para reaproveitamento ou destinação correta de resíduos.

No Paraná, uma boa parte das empresas possui um plano de logística reversa, mas os números ainda são baixos. Em Curitiba, por exemplo, que é modelo no programa Lixo que não é Lixo, apenas 4% das embalagens são recicladas. Embora o percentual seja pequeno, representa o dobro das demais capitais.

Continue lendo “Poucas empresas adotam a logística reversa, que é tema de seminário nesta quarta-feira em Curitiba”