You are here
Home > Sem categoria > Arrecadação de impostos cresce muito mais do que a economia

Arrecadação de impostos cresce muito mais do que a economia

A previsão de arrecadação do governo federal acaba de desbancar o argumento de que somente o crescimento da economia é o grande responsável. Estima-se que no ano de 2008 o total de impostos somará R$ 1,045 trilhão número este 12,75% maior do que o registrado em 2007 quando o total chegou a R$ 926,842 bilhões. No primeiro semestre deste ano o governo aumentou as sua receitas em R$ 56,8 bilhões desbancando assim a afirmação de que com o fim da CPMF a arrecadação seria menor que em 2007.

A Receita Federal justifica que estes recordes são em razão de uma maior lucratividade das empresas, porém se fizermos uma simples conta entre a estimativa de crescimento da economia 5% e o crescimento do que será arrecadado pelos cofres públicos, observaremos um lucro” de 7,75% por parte dos cofres públicos.

Para o advogado tributarista e economista Eduardo Fleury, a arrecadação tributária vem crescendo em porcentuais bem acima da elevação do PIB. Segundo os dados da Receita Federal houve um crescimento de 13,27% reais (INPC) bem acima da estimativa do crescimento do PIB no peíodo, de 6%.

Uma soma de diversos fatores influencia os resultados, mas o maior problema está no Imposto de Renda da Pessoa Juídica que teve um aumento real de 46% e corresponde á  maior fonte arrecadadora do Leão, alerta o especialista. Fleury explica que a carga tributária brasileira de 34% do PIB está próxima a de países desenvolvidos como Estados Unidos, cujo porcentual chega a 28% do PIB, porém as empresas ainda são obrigadas a arcar com os impostos indiretos como folha de pagamento e demais contribuições previdenciárias.

Deixe uma resposta

Top