You are here
Home > Sem categoria > Balança comercial do Paraná fecha 2008 com superávit

Balança comercial do Paraná fecha 2008 com superávit

Após quatro meses de consecutivas quedas, as exportações paranaenses voltaram a crescer em dezembro, informou nesta quinta-feira (22) o Departamento Econômico da Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep). No último mês do ano, as vendas para o exterior aumentaram em 12,73% em relação a novembro. No acumulado de 2008, as exportações foram 23,43% superiores ao ano anterior, atingindo um saldo de US$ 15,247 bilhões. As importações, por sua vez, registraram um movimento de US$ 14,570 bilhões no ano, resultando em uma balança comercial superavitária de US$ 677 milhões em 2008.  Novembro foi um mês muito parado em todo o mundo, então muitas exportações que não se realizaram em novembro, acabaram acontecendo em dezembro”, diz o coordenador do Departamento Econômico da Fiep, Mauílio Schmitt.

Os três principais grupos de produtos exportados pelas indústrias paranaenses permaneceram como os responsáveis pelo desempenho de 2008: o Complexo Soja liderou o valor exportado no ano, com uma participação de 28,62% e crescimento de 60,40% em relação a 2007. Em seguida aparecem Material de Transportes, com 16,24% de participação e expansão de 6,29%, e Carnes, com 13,23% de participação e expansão de 44,30%. O quarto principal grupo exportado pelas empresas do Paraná, Madeira (participação de 5,69%), registrou a maior redução do ano na pauta de exportações: -16,51%. Dentro dos 15 principais grupos de produtos pesquisados, outros três apresentam redução nas exportações em relação a 2007: Cereais (-15,18%), Petróleo e Derivados (-4,15%) e Materiais Elétricos e Eletrônicos (-3,80%).

As exportações de dezembro apresentaram acréscimo em todas as categorias: produtos básicos (6,10%), manufaturados (16,30%) e semifaturados (21,29%).  Quando comparados 2008 com 2007, o maior incremento foi de produtos básicos’, com 36,70%, seguido de semimanufaturados (22,19%) e de manufaturados (6,59%).  Não é possível prever que as exportações se mantenham neste mesmo nível no início de 2009. O mercado ainda está muito instável”, afirma o economista.

As importações realizadas pelas empresas paranaenses também aumentaram em dezembro, registrando crescimento de 6,66% em comparação ao mês anterior, impulsionadas especialmente por compras estratégicas de petróleo – nas importações por Categoria de Uso, o grupo de Combustíveis e Lubrificantes registrou um aumento de 34.320,20% na comparação entre dezembro e novembro de 2008.

No acumulado de 2008, as compras do exterior foram 61,60% superiores á s do ano anterior. O grupo de produtos de maior participação relativa nas importações, Produtos Químicos (24,84%), registrou um crescimento nas compras de 94,13% no ano, seguido de Petróleo e Derivados (participação de 21,92% e aumento de 83,10% no ano) e Mecá¢nica (participação de 11,124% e crescimento de 47,22%). A venda de produtos importados no país deve cair, abrindo oportunidades para as indústrias locais ocuparem este espaço”, diz Schmitt.

Em 2008, a China se consolidou como o maior parceiro comercial do Paraná no exterior. O gigante asiático somou US$ 2,940 bilhões no intercá¢mbio comercial, somando exportações e importações.  O Paraná exportou em sua maioria (88,67%) grãos de soja e importou mais máquinas, aparelhos e instrumentos mecá¢nicos.

Deixe um comentário

Top