You are here
Home > Sem categoria > Aumenta o grau de confiança dos pequenos e médios empresários

Aumenta o grau de confiança dos pequenos e médios empresários

A recuperação gradual do crescimento e o cenário econômico mais favorável, com a expectativa de continuidade do processo de queda dos juros, contribuíram para aumentar a confiança dos empresários do segmento de pequenas e médias empresas para os próximos três meses. በo que revela a terceira medição do ándice de Confiança dos Empresários de Pequenos e Médios Negócios no Brasil (IC-PMN), divulgado nesta terça-feira (2) pelo Insper (ex-Ibmec São Paulo) e Grupo Santander Brasil. O indicador, cuja divulgação começou em novembro do ano passado, aponta as expectativas dos empresários em relação ao desempenho da economia do País, do seu ramo de atividade e de sua empresa.

Construído em uma escala de 0 a 100 pontos, sendo 100 o nível máximo de confiança, o 3º IC-PMN teve aumento significativo, passando de 57,2 (número apurado em março) para 64,3 pontos. O aumento registrado, na comparação com o resultado divulgado em março deste ano, foi de 7,1 pontos – ou 12,4%. O índice mostra que os empresários de pequenos e médios negócios estão bem mais otimistas quanto á s perspectivas para o próximo trimestre.

Para o diretor de Pequenas e Médias Empresas do Grupo Santander Brasil, Ede Viani, embora em patamar inferior ao do pré-agravamento da crise, a melhora do ándice indica que a fase mais cítica pode ter ficado para trás. O aumento da confiança no desenvolvimento de seus negócios vem ao encontro dos objetivos do Grupo, que é apoiar o crescimento deste segmento da economia. Todos os aspectos capturados pelo índice mostram aumento na confiança dos empresários. A perspectiva de aumento de pessoas que trabalham na empresa subiu de 52,6 para 58,1 pontos. Em relação ao desempenho geral da economia, o indicador subiu de 52,0 para 61,6 no peíodo. Porém, o indicador que aponta a confiança em relação ao desenvolvimento do seu próprio negócio alcançou 69,5 pontos, o mais elevado entre todas as questões investigadas.

O índice sinaliza uma recuperação generalizada na confiança do empresário de pequeno e médio negócio. Mesmo assim, ainda não superou o patamar de confiança de antes da crise no mercado financeiro, desencadeada no final do ano passado. Interessante observar que o empresário está mais confiante na economia em geral e no setor em que atua, mas não existe uma reação tão positiva quanto á  contratação de pessoas”, afirma o coordenador do Centro de Pesquisas em Estratégia do Insper, Danny Claro.

O levantamento do terceiro IC-PMN foi feito a partir das respostas de 1.200 empresários das cinco regiões do país e de três ramos de atividade (comércio, serviços e indústria). Fazem parte da mostra empresas que faturam até R$ 20 milhões/ano.

Deixe um comentário

Top