You are here
Home > Sem categoria > Carnaval além de festa também é um bom peíodo para negociar com estrangeiros

Carnaval além de festa também é um bom peíodo para negociar com estrangeiros

Carnaval é peíodo de muita festa é claro. Mas também pode servir para atrair empreendedores estrangeiros e, mais que isso, fechar bons negócios para as empresas brasileiras. A Aência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos, a Apex-Brasil, trouxe este ano para o carnaval carioca, 150 compradores de 29 países. No domingo e na segunda-feira, os empresários acompanharam o desfile das escolas de samba do Rio de Janeiro, em um camarote na  Marquês de Sapucaí. A partir de hoje, a comitiva começa a cumprir uma extensa agenda em fábricas, polos produtivos e lojas nos estados do Rio de Janeiro, Minas Gerais, São Paulo, Rio Grande do Sul. Bahia e, inclusive, no Paraná.

De acordo com o presidente da Apex-Brasil, Alessandro Teixeira, o carnaval brasileiro, além de ser considerada a maior festa do mundo, também está se transformando agora num fator gerador de contratos comerciais. Muitos empresários estrangeiros se dirigem ao Brasil atraídos pelo carnaval. Eles chegam uma semana antes dos desfiles, curtem a festa, e ficam mais uma semana. Nesses dias, já fecham negócios ou prospectam contratos para o futuro.

No carnaval do ano passado, por exemplo, vieram ao Brasil cerca de 100 compradores de 22 países. Os acordos fechados giraram em torno de US$ 10 milhões. Este ano, a expectativa da Apex Brasil é de resultados ainda melhores. E, entre outros objetivos, a medida ainda colabora com a tentativa de diversificação da pauta de exportação brasileira, ainda muito concentrada nas commodities, como o minério de ferro e café. A experiência na Sapucaí surpreende. Os empresários se divertem e acaba-se quebrando o gelo da relação comercial.

Deixe uma resposta

Top