You are here
Home > Sem categoria > Internet ganha força como canal de comunicação e compras

Internet ganha força como canal de comunicação e compras

A internet se confirma como o grande canal de comunicação entre os brasileiros, tanto para entretenimento, quanto como canal de compras ou simplesmente para obter informação. Esse foi um dos resultados da pesquisa Media Democracy realizada pela Deloitte nos Estados Unidos, Japão, Alemanha, Reino Unido e Brasil. Foram ouvidas cerca de 9 mil pessoas que retrataram os hábitos de consumo de mídia e de tecnologia do século 21. No Brasil, foram ouvidas 1.346 pessoas na faixa etária de 14 a 75 anos.

O levantamento no País demonstra que os brasileiros continuam se destacando em relação aos outros países como um público consumidor de mídia em todos os seus formatos. São 36,8 milhões de internautas ativos e 13,7 milhões com internet em casa. Assim como no ano anterior, para a maioria dos consumidores, o computador superou a televisão em termos de entretenimento – tendência ainda mais expressiva entre os jovens.

A internet é um dos principais motivadores deste quadro. O internauta brasileiro gasta, em média, 17 horas assistindo televisão e cerca de 30 horas navegando na internet. As redes sociais, meios de comunicação instantá¢nea e mensagens de texto são utilizados por 86% dos entrevistados para falar com os amigos. Todos os dias, 38% dos brasileiros pesquisados utilizam essas mídias. Outra motivação para navegar na internet é o acesso a conteúdos de vídeo online. Entre a faixa de 14 a 26 anos o computador é quase tão utilizado quanto a TV para assistir a vídeos (56% assistem vídeos pela TV e 54% assistem pelo computador).

A banda larga continua sendo uma prerrogativa para ampliação da utilização da web no Brasil. A maioria dos brasileiros (87%), por exemplo, assistiria a mais vídeos na internet se a conexão fosse melhor. Vale dizer ainda que, da terceira para quarta edição da pesquisa, o número de entrevistados que afirmou possuir um serviço de banda larga em casa aumentou de 46% para 56%.

A TV via internet ganha espaço. A veiculação de conteúdos televisivos tende a se intensificar como alternativa para os consumidores que querem controlar quando e onde assistir seus programas de TV favoritos. Entretanto, a pesquisa mostra que a TV paga cresceu em relação ao ano passado. A TV via satélite merece destaque neste incremento. Foi de 14% para 33%.

O estudo concluiu que a internet tem sido utilizada, com freqá¼ência, para compras. 65% dos entrevistados disseram que comentários e indicações de consumidores online influenciam mais nas decisões da aquisição que qualquer outro tipo de publicidade na web. O uso da internet já é considerado um canal de compra, especialmente para eletrônicos (71%), seguidos das lojas de departamentos com 58%. Um site interativo, com informações e ferramentas de entretenimento é uma estratégia importante para as empresas varejistas.

Deixe uma resposta

Top