Fiep dá voto de confiança ao governo por aceitar reajuste de 6,9%

A Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep) classificou como positiva a definição em conjunto do índice de reajuste para o salário mínimo estadual em 2011. Em reunião realizada na terça-feira (22), na Secretaria de Estado do Trabalho e Emprego, em Curitiba, representantes de entidades empresariais, de centrais sindicais de trabalhadores e do governo do Paraná chegaram ao consenso de que o aumento este ano será de 6,9%, índice similar ao aplicado no mínimo nacional.

Durante a reunião, as federações empresariais reiteraram a posição de que o reajuste deveria ser de 4,5%, centro da meta de inflação para 2011. Defendemos esse índice por entender que o Paraná precisa de uma mudança de conceito na aplicação do reajuste do piso regional, deixando de considerar a inflação passada para mirar o futuro”, explicou o vice-presidente da Fiep, Sebastião Ferreira Martins Júnior. Mas para darmos um voto de confiança a este governo que se inicia, aceitamos o índice proposto de 6,9%, esperando que as negociações dos próximos anos possam trazer á  política do piso regional do Paraná uma posição de equilíbrio”, acrescentou.

Segundo Martins Júnior, atualmente o setor produtivo do estado não comporta um reajuste maior do piso salarial. O Paraná não é a maior economia do Brasil, mas possui o mais alto salário mínimo regional. Esse alto valor impacta nas negociações salariais das categorias que possuem convenção coletiva e interfere na vinda de novos investimentos para o Estado”, disse.

Soma

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *