You are here
Home > Sem categoria > Crédito á s empresas seguirá em desaceleração

Crédito á s empresas seguirá em desaceleração

O Indicador Serasa Experian de Perspectiva do Crédito ao Consumidor cresceu 0,1% em junho, atingindo o patamar de 100,2. Foi a quarta alta mensal consecutiva após uma sequência de dez quedas mensais ininterruptas, entre abril/10 e janeiro/11. Como pela sua metodologia de construção o indicador tem a propriedade de antever os movimentos cíclicos da concessão de crédito com seis meses de antecedência, as recentes oscilações deste indicador ao redor do nível 100, vindo de um patamar anteriormente mais elevado, sinalizam que o atual processo de desaceleração do crédito ao consumidor se encerrará neste ano.

O ciclo de aperto monetário (aumento da taxa Selic) em vigor, ainda que próximo do seu final, continuará impactando o ritmo de expansão do crédito ao consumidor nos próximos meses, completando o seu ciclo de desaceleração. A partir daí, o ritmo de concessões de crédito á s pessoas físicas entrará em rota de expansão mais equilibrada, produzindo impactos neutros do ponto de vista da aceleração do crescimento econômico e da taxa de inflação, salientam os economistas da Serasa Experian.

O Indicador Serasa Experian de Perspectiva do Crédito á s Empresas recuou 0,6% em junho de 2011, a oitava queda mensal consecutiva, atingindo o valor de 99,2. As sucessivas quedas mensais, colocando o indicador abaixo do nível 100, sinaliza que o crédito á s empresas deverá se desacelerar de forma mais acentuada ao longo do segundo semestre de 2011.

O atual momento de aperto das condições de crédito á s empresas e o cenário de crescimento mais moderado da economia brasileira, especialmente durante o segundo semestre deste ano, desestimula a demanda das empresas por capital de giro, a qual tende a crescer mais lentamente, observam os economistas da Serasa Experian.

Deixe uma resposta

Top