Caixa faz novos cortes nas taxas de administração de fundos

A Caixa Econômica Federal anunciou novas reduções nos valores das taxas de administração e nas aplicações iniciais em seu portfólio de fundos de investimento Referenciado DI. O objetivo do banco com essas medidas é atrair o investidor pessoa física de classe média e as aplicações em fundos das pequenas e médias empresas, oferecendo alternativas atraentes em termos de retorno e liquidez. As novas redução dão continuidade ao programa Caixa Melhor Crédito.

Todos os fundos de investimento da categoria Referenciado DI passaram por alterações. O objetivo é torná-los mais acessíveis e com desempenho competitivo frente a outros investimentos de renda fixa, inclusive a poupança, que com a Selic no patamar de 8,5%, passou a ser remunerada por 70% da Selic + TR para os aportes efetuados a partir de 04 MAI 2012. A queda na taxa de administração chega a 30% e no valor da aplicação inicial alcança até 86%. Com as novas condições oferecidas, esses fundos poderão proporcionar uma expectativa de rentabilidade superior á s novas regras da poupança, inclusive considerando-se a alíquota de IR de 22,5% (para aplicações em fundos com permanência de até 180 dias).

Além da adequação de seu portfólio de fundos da categoria DI, a Caixa lançará, ainda este mês, outros dois fundos para o público de varejo, visando á  diversificação dos investimentos, são eles: O Caixa FIC Objetivo Pré Renda Fixa Longo Prazo, atrelado ao indicador ándice de Preços, com taxa de administração de 0,70% ao ano e aplicação inicial de R$ 30.000 e o Caixa FI Multimercado Juros e Moedas, com taxa de administração de 0,70% e aplicação inicial de R$ 20.000.

Com o lançamento de novos fundos, reduções das taxas de administração e dos valores das aplicações iniciais, a Caixa busca manter competitividade e adequar-se ao novo ambiente de taxas de juros no Brasil, facilitando o acesso das famílias e empresas a essas alternativas de investimentos”, afirma o vice-presidente de Gestão de Ativos de Terceiros da Caixa, Marcos Roberto Vasconcelos.

Soma

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *