You are here
Home > conjuntura > Otimismo dos industriais do Paraná é o mais baixo dos últimos cinco anos

Otimismo dos industriais do Paraná é o mais baixo dos últimos cinco anos

Fábio Ono (Sebrae), Vitor Tioqueta (Sebrae), Edson Campagnolo (Fiep), Maurilio Schmitt e Roberto Zurcher apresentam a Sondagem Industrial 2014. (foto: Mauro Frasson)
Fábio Ono (Sebrae), Vitor Tioqueta (Sebrae), Edson Campagnolo (Fiep), Maurilio Schmitt e Roberto Zurcher apresentam a Sondagem Industrial 2014. (foto: Mauro Frasson)

Apesar de 76,49% dos industriais paranaenses estarem otimistas com relação ao desempenho da economia para 2014, este é o porcentual mais baixo verificado nos últimos cinco anos, conforme dados da pesquisa Sondagem Industrial divulgada nesta quinta-feira (19) pela Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep). As vendas das indústrias paranaenses cresceram até outubro apenas 0,89% e na avaliação do coordenador do Departamento Econômico da Fiep, Maurílio Schmitt,  dificilmente um crescimento maior será verificado até o final de dezembro. Já o Produto Interno Bruto (PIB) do Paraná deverá encerrar 2013 com elevação de 5%, bem acima da média nacional. A explicação está na ótima safra colhida este ano.

levantamento da Fiep apresentado à imprensa pelo economista, Roberto Zürcher, aponta que a estratégia de maior importância para a indústria, em 2014, será a satisfação dos clientes, com 62,94%, seguida de desenvolvimento de novos negócios (50%) e satisfação dos funcionários com 32,35%.

Quanto a novos investimentos em 2014, 41% dos industriais otimistas do Paraná acreditam nessa possibilidade, 37,67% apostam no aumento das vendas e 21,36% na elevação do emprego. O levantamento da Fiep respondido por 354 empresas do estado e médio e grande portes revelou que os novos investimentos deverão ser feitos em melhoria de processo (48%), produtividade (47%), modernização tecnológica (46%) e desenvolvimento de produtos (41%). Neste item houve uma mudança em relação aos últimos três anos. Anteriormente, os industriais paranaenses apostam em primeiro lugar nos investimentos em produtividade.

A pesquisa revelou também os principais empecilhos para a produtividade percebidos pelos empresários. Entre os indicadores apontados estão a elevada carga tributária (74%), baixa qualificação de mão de obra (70%), encargos sociais elevados (63%) e falta de trabalhadores (51%).

Quanto aos métodos utilizados para a modernização tecnológica na área produtiva, 67,65% dos industriais consultados apontaram o uso de máquinas ou equipamentos automáticos, 18,24% através de projeto assistido por computador e 11,47% por manufatura assistida por computador.  Já para 79,7% dos industriais do Paraná, a melhor forma para absorver a modernização tecnológica na empresa é através do treinamento de funcionários.

No item infraestrutura, os industriais avaliaram positivamente apenas energia elétrica. Aeroportos, ferrovias, rodovias e infraestrutura urbana foram reprovados e os portos tiveram avaliação neutra.

Sobre a localização, 58% dos industriais estão satisfeitos com  o Paraná, sendo que 26% admitiram que farão os próximos investimentos no estado e apenas 8% investirão em outros estados.

O presidente da Fiep, Edson Campagnolo, prevê que 2014 será um ano melhor para as vendas industriais, considerando Copa do Mundo e eleições. Entretanto, na sua opinião, o empresário que quiser ver sua indústria crescer terá que inovar.  Analisando a conjuntura econômica para 2014, Campagnolo prevê um câmbio entre R$ 2,30 e R$ 2,35, o que considera um bom valor tanto para exportadores quanto importadores, e inflação na casa dos 6%.

Avatar
Mirian Gasparin
Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 44 anos na área de jornalismo, sendo 42 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 11 anos de blog, mais de 20 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 18 prêmios, com destaque para Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.
https://www.miriangasparin.com.br

Deixe uma resposta

Top