You are here
Home > Sem categoria > Diminui idade média dos compradores de imóveis

Diminui idade média dos compradores de imóveis

imóvel- financiamentoDados da MRV Engenharia de 2013 e 2014 revelam que a idade média do comprador do primeiro imóvel em Curitiba mudou em comparação ao ano de 2011. O público jovem está conseguindo adquirir seu primeiro imóvel. Até 2011 eram apenas 4,45% dos clientes entre 21 a 25 anos, no último ano, esse número saltou para 26,59%.

De acordo com o Gestor Executivo de Vendas da MRV Engenharia, Marcelo Alisson Alves Mendes, mesmo com o valor nominal dos imóveis nos últimos anos tendo aumentado, a renda familiar na compra do primeiro imóvel tem sido menor. “Isso se deve principalmente à redução de taxas de juros, facilidade de crédito e das condições oferecidas pelo programa Minha Casa Minha Vida”, afirma.

As compras de imóveis são para moradia, somente 35% das pessoas compra para investir. Mendes destaca ainda a ascensão da Classe C como impulsionadora da compra do primeiro imóvel, e traz uma informação importante: a compra não se dá exclusivamente para sair do aluguel. “O avanço da classe C e de jovens é notória na aquisição do 1º imóvel. Anteriormente, as pessoas compravam essencialmente para sair do aluguel. Atualmente essa compra é para sair da moradia em que vivem, buscando serem independentes dos pais. Dessa forma, os espaços mais procurados são ambientes práticos, funcionais e aconchegantes e isso fica claro no grande aumento na comercialização de unidades de 2 quartos”, diz o gestor.

A mudança no perfil do comprador, segundo ele, foi notada nos últimos 3 a 4 anos. O imóvel buscado por quem deseja realizar o sonho da casa própria custa entre R$ 125 mil e R$ 200 mil, variando conforme a localização e tipo do imóvel, por se enquadrar no programa Minha Casa Minha Vida, possui dois dormitórios, área privativa entre 44 e 50 m², áreas de lazer comuns ao condomínio, além de boa localização, vias de fácil acesso e em bairros com boa estrutura.

As regiões mais procuradas, geralmente, são as que os pais, parentes e amigos residem. No entanto, e até por serem cada vez mais jovens e dispostos a aceitar mudanças, os compradores têm buscado novas opções em outras regiões, bairros e até cidades, como tem acontecido na migração de clientes de Curitiba para Araucária e São José dos Pinhais.

A modalidade de compra mais procurada é o sistema associativo, no qual os clientes que compram na planta conseguem financiar seu imóvel ainda durante a construção, já garantido a propriedade do imóvel. De acordo com Mendes essa modalidade traz muitas vantagens. “O cliente tem menor incidência do INCC (índice Nacional da Construção Civil) do que aguardar o imóvel ficar pronto. O valor percentual de entrada é menor, e isso permite a compra de clientes mais jovens que ainda não formaram poupança, além de ter crescido a compra de imóveis por pessoas com renda informal ou mista. Além de que, depois do financiamento assinado com o banco, o cliente tem seguro para entrega da obra, contra desemprego e até para caso de invalidez ou morte”, afirma. 98% dos imóveis da MRV Engenharia são vendidos na planta. “Quando um imóvel nosso fica pronto, praticamente não temos unidades à venda”, conclui.

Confira outros dados relevantes:

De 2013 a 2014 –
Solteiros: 73,33% (855 clientes), casado: 18,87%
ENSINO MÉDIO COMPLETO: 55,66%
SUPERIOR COMPLETO: 24,44%
SUPERIOR INCOMPLETO: 11,23%
ABAIXO DE 30 ANOS – 55,75%
21 A 25 ANOS – 26,59%
26 A 30 ANOS – 29,16%

ACIMA DE 30 ANOS – 44, 25%
31 A 35 ANOS- 15,52%
35 A 40 – 10,38%
ACIMA 40 ANOS -13,72%
RENDA:
DE 3 A 6 SALÁRIOS – 51,89%
6 A 9 SALÁRIOS : 19,04%

Avatar
Mirian Gasparin
Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 44 anos na área de jornalismo, sendo 42 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 11 anos de blog, mais de 20 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 18 prêmios, com destaque para Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.
https://www.miriangasparin.com.br

Deixe uma resposta

Top