You are here
Home > comércio > Consumidor curitibano deve gastar menos com as compras de Páscoa

Consumidor curitibano deve gastar menos com as compras de Páscoa

Páscoa - ovosReceoso devido à recessão econômica, o consumidor curitibano deverá ser mais econômico com as compras para a Páscoa, de acordo com pesquisa ACP/ Datacenso, realizada entre os dias 7 e 8 de março com 200 comerciantes e 200 consumidores. De um lado, comerciantes se preparam para uma queda nominal de 6% nas vendas com relação ao mesmo período do ano passado, percentual que sobe para 16% se considerada a inflação do período, de 10,7%. Do outro, consumidores dividem a preferência pelo tradicional formato de ovo (55%), entre opções na versão caixa de bombons (32,4%) e barras de chocolate (9,9%), alternativas ao alto preço dos ovos, que tem custo mais alto mesmo contendo a mesma gramatura das versões em chocolate simples.

O curitibano pretende presentear quatro pessoas, gastando em média R$100. Os consumidores, que em 2015 gastaram R$104, serão exigentes quanto aos preços, conforme revelou a pesquisa. Para desembolsar a quantia, farão comparação de preços pessoalmente nas lojas (55,9%), propagandas na TV (34,2%), consultando tabloides (22,5%), pela internet (17,1%) e 25,2% não pesquisarão valores. Prevenidos, a maior parte deles deve sair às compras com sete dias de antecedência (31,8%), sendo que os mais precavidos devem garantir suas opções um mês antes (7,3%), 15 dias (28,2%), três dias 21,8% e 10,9% um dia.

Para o presidente da Associação Comercial do Paraná (ACP), Antonio Miguel Espolador Neto, “a queda já era esperada, mas a expectativa é de que a inflação se estabilize, pois contamos com isso para que haja aumento de vendas. Apesar da crise, acreditamos que os consumidores manterão a tradição presenteando seus familiares, embora optando por produtos com preços mais atrativos”.

Entre os consumidores que presentearão com chocolates no formato de ovo, 82,3% revelaram o desejo de comprar o de número 15 (de 200g a 240g), 18% o número 12 (de 135g a 150g) e 8,2% o número 20 (375g). Os sabores preferidos serão chocolate puro (86,9%), branco (27,9), recheado (19,7), amargo (14,8%), crocante (4,9%) e com amêndoas (1,6%).

De acordo com o CEO do Instituto Datacenso, Cláudio Shimoyama, o consumidor curitibano, assim como o brasileiro, está cada vez menos motivado a gastar, o que consequentemente gera maior queda de vendas em datas comemorativas.”

Com a redução do poder de compra, a forma preferida de pagamento revelada pela sondagem será cartão de crédito à vista (34%), parcelado no cartão (32%),  à vista em dinheiro (12%), à vista no débito (11%) e 10% ainda estão em dúvida.

A crise econômica e a alta dos preços fizeram com que quase metade dos comerciantes ouvidos (46%) se declarasse desanimada com o movimento do comércio para a Páscoa – 36,9% disseram estar preocupados, 10,2% aguardam melhoria das vendas e apenas 6,3% revelaram entusiasmo com o movimento do período. Para tentar atenuar o problema, 60% dos proprietários de estabelecimentos comerciais revelaram que prepararão algum tipo de promoção para atrair o público.

Avatar
Mirian Gasparin
Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 44 anos na área de jornalismo, sendo 42 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 11 anos de blog, mais de 20 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 18 prêmios, com destaque para Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.
https://www.miriangasparin.com.br

Deixe uma resposta

Top