You are here
Home > Sem categoria > Apesar da retração econômica, mercado de fraldas descartáveis continua crescendo

Apesar da retração econômica, mercado de fraldas descartáveis continua crescendo

Mesmo com a economia retraída, o mercado de fraldas descartáveis continua crescendo. Em termos de Brasil, o aumento médio ao ano é de 6% e as vendas anuais de fraldas estão batendo a casa de R$ 10 bilhões. Atualmente, são 8 milhões de bebês, em todo o País, que utilizam em média 150 fraldas por mês. Só para se ter uma ideia, o Brasil ocupa hoje a terceira posição no ranking mundial do consumo de fraldas descartáveis, sendo superado apenas pelos Estados Unidos e pela China.

E foi enxergando boas oportunidades de negócios, que a empresa paranaense Sepac, fabricante de papel higiênico, papel toalha e guardanapos está ingressando, este mês, no mercado de fraldas descartáveis. Segundo informações que eu obtive junto à indústria, que tem fábrica na cidade de Mallet, inicialmente a produção foi terceirizada, mas a empresa já está planejando a construção de uma nova planta no Paraná, só para a produção de fraldas. O primeiro lote de fraldas da Sepac com a marca Baby Boo atingiu um milhão de unidades e num curto espaço de tempo foi totalmente absorvido pelo mercado, o que fez com que a empresa terceirizasse mais um milhão de fraldas. O nome da empresa terceirizada não foi revelado pela Sepac.

De acordo com o Gerente Regional de Vendas da Região Sul da empresa, Oswaldo Ramos Junior, o mercado de fraldas é bastante concorrido, mas ao mesmo tempo é um segmento que oferece grandes oportunidades e a Sepac vai fazer toda a diferença. Já para a coordenadora de marketing, Cristiane Takayama, a entrada no setor de cuidados pessoais representa um passo importante nesses 40 anos de história da empresa, porque a marca Baby Boo chega ao mercado brasileiro para competir em um setor onde atuam grandes players mundiais, principalmente com os primeiros do ranking que concentram 50% das vendas nacionais de fraldas infantis.

No ano passado, a paranaense Sepac registrou faturamento de R$ 735 milhões, o que representou um crescimento de 22% em relação a 2015. Acreditando na retomada da força de consumo do brasileiro, na ampliação das vendas no segmento de papéis higiênicos de alto valor agregado e na entrada no segmento de fraldas descartáveis, empresa tem a expectativa de crescer, este ano, 10% no mercado nacional.

 

 

Avatar
Mirian Gasparin
Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 44 anos na área de jornalismo, sendo 42 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 11 anos de blog, mais de 20 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 18 prêmios, com destaque para Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.
https://www.miriangasparin.com.br

Deixe uma resposta

Top