You are here
Home > Negócios > Empresas da Nova Zelândia mostram como a inovação tecnológica pode aumentar as vendas no varejo

Empresas da Nova Zelândia mostram como a inovação tecnológica pode aumentar as vendas no varejo

Pela primeira vez na APAS Show – feira de alimentos, bebidas, higiene, limpeza, equipamento e tecnologia para supermercados –, as empresas da Nova Zelândia vão apresentar soluções tecnológicas que promovem ganhos de gestão e eficiência à operação supermercadista. As companhias neozelandesas estarão reunidas no estande da New Zealand Trade & Enterprise (NZTE), agência global de fomento de negócios do governo da Nova Zelândia.

O espaço dos neozelandeses na APAS Show 2019 será no Pavilhão Azul, estande 105, entre os dias 6 e 9 de maio, no Expo Center Norte, em São Paulo. As empresas da Nova Zelândia vão apresentar soluções tecnológicas para manuseio e armazenamento de produtos, insights para desenvolvimento de novas ações em planos de fidelidade, redução nos custos de manutenção de equipamentos frios, gestão de ativo em campo e marketing de proximidade.

As companhias neozelandesas que desenvolvem produtos e soluções tecnológicas e estarão na APAS Show são a 11Ants Analytics (solução de gestão de relacionamento com o cliente para varejistas), a FoodCap (sistemas sustentáveis de armazenamento de alimentos refrigerados) e a Wellington Drive Technologies (refrigeração comercial, IoT para gestão de ativos e marketing de proximidade).

Alinhadas com a temática do evento – “SuperHack: Hackeando os Supermercados” – as empresas demonstram que é preciso repensar a dinâmica física e virtual de um supermercado, colocando foco na experiência do cliente, incorporando tecnologias que não apenas melhoram o relacionamento, mas profissionalizam a operação, gestão e processos de varejistas.

Trata-se da melhor oportunidade de apresentar ao público especializado como a Nova Zelândia trabalha para construir um universo de negócios inovador, sustentável e preocupado com a interação entre o homem e a tecnologia. “Oferecemos produtos de excelência e também soluções inteligentes para varejistas de todos os tamanhos, com abordagem diferente para enfrentar desafios importantes e construir o futuro de negócios do setor”, afirma Silvia Roizenblatt, gerente de desenvolvimento de negócios da NZTE.

Conheça um pouco mais das empresas e suas soluções de tecnologia.

11Ants Analytics

O supermercado inteligente com foco no comportamento do cliente é uma prática que não pode mais ser ignorada no cenário contemporâneo. A 11Ants Analytics, empresa neozelandensa baseada em Auckland, chega ao mercado latino-americano para demonstrar como varejistas de médio e grande porte podem melhorar a gestão de relacionamento com o cliente em seus programas de fidelidade.

A ferramenta 11Ants Retail Insights Cloud possibilita que varejistas organizem seus clientes por meio de segmentações e direcionem ofertas baseadas nos hábitos de compra daqueles que participam dos programas de fidelidade. A tecnologia também permite o entendimento do potencial que esses clientes têm de aumentar suas compras, seja por meio de análise da sequência de visitas, geração de tráfego ou maior penetração de categorias que são pouco compradas por aquele público.

O grande diferencial da 11Ants é a entrega rápida de uma inteligência analítica, totalmente voltada para a tomada de decisão comercial, sem necessidade de interferências nos ambientes de TI dos varejistas. A plataforma pode ser usada por gerentes, compradores, profissionais de marketing, e-commerce e CRM. Dentre os benefícios que a ciência da informação pode trazer está a possibilidade de conhecer melhor os hábitos de compra, aferir promoções e avaliar o desempenho de lojas específicas. Desenvolvida sob medida para o trabalho no supermercado, a ferramenta muda o foco da discussão do varejo – em vez de buscar entender um fracasso de venda, o objetivo é a compreensão de como as campanhas e intervenções impactam a decisão de compra do cliente.

FoodCap

A FoodCap é uma empresa neozelandesa que oferece alternativas modernas e com redução de custos para processos que envolvem grandes volumes de alimentos perecíveis, promovendo práticas sustentáveis para o manuseio, armazenamento e empacotamento de carnes, assim como outros alimentos resfriados. O sistema é modular, escalonável, cientificamente certificado e comercialmente aprovado.

O processo de embalagem das peças com até 160 quilogramas é feito a vácuo e o transporte é feito em um único recipiente. As cápsulas podem comportar carnes com ou sem osso de diferentes espécies, como bovinos, suínos, aves e caprinos. No quesito segurança alimentar, a FoodCap assegura baixos níveis microbianos em virtude do ambiente de armazenamento ser anaeróbico, com baixas flutuações de temperatura e potencial reduzido de contravenções de higiene e contaminação cruzada, pois há limitado contato humano com o produto.

Wellington

Inicialmente fabricante de micromotores eletrônicos de alta eficiência, a Wellington expandiu sua atuação e tornou-se uma referência em IoT (Internet of Things) para refrigeração comercial, por meio do Wellington Connect: um ecossistema de IoT com hardwares, softwares e infraestrutura operacional que oferecem serviços de gestão de ativos em campo e soluções de marketing de proximidade.

Por meio de seus controladores com conectividade SCS, a Wellington foi pioneira no lançamento de soluções em IoT para refrigeradores de bebidas. Três anos após seu lançamento, possui hoje a plataforma de IoT mais disseminada no mundo para este mercado, com mais de 500 mil refrigeradores conectados implementados em mais de 20 organizações diferentes e espalhados em mais de 18 países, todos conectados à nuvem da Wellington. Entre os serviços que a plataforma oferece estão o rastreamento de ativos em campo (localização), alertas e previsibilidade para serviços de manutenção e informações sobre performance de vendas do equipamento em campo.

Além da gestão do ativo em si, o Wellington Connect também conta com soluções para marketing de proximidade. Os beacons da Wellington conectam-se com dispositivos móveis de potenciais clientes oferecendo ferramentas para engajamento do consumidor no momento da decisão de compra. A utilização de soluções da plataforma Wellington possibilita uma variedade de interações entre marca, varejo e cliente, como cupons interativos, ofertas instantâneas segmentadas por produto e região, simplificação de cartões fidelidades, etc. Os beacons Wellington estão presentes em 100% dos controladores conectados em campo e também podem ser vendidos separadamente.

Por fim, a Wellington segue inovando com sua linha de micromotores eletrônicos para refrigeração: usando a experiência de 30 anos no mercado na fabricação de motores EC (Electronically Commutated), a Wellington oferece ao mercado o micromotor eletrônico ECR2, a melhor solução para refrigeração comercial – menos consumo de energia e melhor preservação do alimento. O produto é usado em equipamentos de refrigeração de pequeno e médio porte (de refrigeradores de bebidas a ilhas de supermercados) e conta ainda com grau de proteção IP67 (significa que foi aprovado em testes de submersão à água a 1m de profundidade, característica essencial para equipamentos de refrigeração expostos a umidade). Adicionalmente, o micromotor ECR2 apresenta voltagem universal (funciona de 70-264V).

Avatar
Mirian Gasparin
Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 44 anos na área de jornalismo, sendo 42 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 11 anos de blog, mais de 20 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 18 prêmios, com destaque para Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.
https://www.miriangasparin.com.br

Deixe uma resposta

Top