You are here
Home > Finanças > Para cada idade uma estratégia de planejamento financeiro

Para cada idade uma estratégia de planejamento financeiro

Seja qual for a idade, sempre há uma forma adequada para poupar e garantir um futuro tranquilo. Por isso o especialista Junior Grilli garante que, para cada faixa etária, existe a melhor estratégia de planejamento financeiro.

“No início da vida profissional, que geralmente ocorre entre os 15 e 20 anos, os salários são mais baixos e a possibilidade de investimento é menor, por isso minha dica é focar na educação, cursos profissionalizantes e especialização em uma segunda língua, preferencialmente na língua inglesa que é considerada universal”, ensina Grilli.

Entre os 20 e 30 anos, as pessoas tendem a focar no desenvolvimento profissional e com isso já é possível conquistar um cargo melhor e dar um upgrade no salário. “Ganhando mais, a tendência é gastar mais, portanto o foco nesta fase é importante. Manter as despesas fixas baixas e investir mais em renda variável é um caminho promissor”, afirma o especialista.

A chegada dos 30 até os 40 é um período marcado por decisões em termos financeiros, de carreira e da vida pessoal. “Quem está solteiro precisa evitar o consumo exagerado e desnecessário, principalmente em relação à vida social intensa que pode minguar o salário todo. E os casados tem o desafio de se adaptar a um orçamento mais alto. Portanto meu conselho é o de diversificar as aplicações entre renda variável e renda fixa”, alerta Grilli.

Outro destaque dado pelo especialista é optar em aplicar o dinheiro ao invés de financiar a casa própria. “Quando você financia um apartamento de 600 mil reais, por exemplo, ao final você terá pago quase três apartamentos, ao passo que se você tiver uma educação financeira e souber investir o mesmo valor da parcela mensalmente e cuidar do seu dinheiro como fazem os suíços, americanos e europeus, você terá um rendimento suficiente para morar em um imóvel melhor e ainda ter a reserva no banco”, aconselha Junior.

A fase dos 40 aos 50 anos é marcada pela experiência e maturidade, porém em geral também pelo aumento da responsabilidade com os filhos e família. “Neste período a tendência é um aumento de gastos com planos de saúde e com a educação dos filhos, portanto o ideal é cuidar da reserva de emergência, além dos investimentos em renda fixa e variável. Nessa fase a curva de distribuição dos investimentos começa a se inverter para dar mais segurança na aposentadoria”, diz Grilli.

A chegada dos 60 e os anos seguintes são marcados pela sabedoria, o propósito de vida muda e o menos é mais. “Se você manteve uma reserva de emergência desde a juventude e aprendeu a investir adequadamente seu dinheiro, certamente vai entender que a vida começa na melhor idade, pois é a fase de usufruir todo o planejamento financeiro feito ao longo da vida. A sugestão é usar parte do recurso para viagens e passeios, mas manter o dinheiro trabalhando por você. Nessa etapa, geralmente a preferência é para os fundos de renda fixa para manter a segurança”, finaliza Junior.

Avatar
Mirian Gasparin
Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 44 anos na área de jornalismo, sendo 42 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 11 anos de blog, mais de 20 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 18 prêmios, com destaque para Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.
https://www.miriangasparin.com.br

Deixe uma resposta

Top