You are here
Home > Energia > Projeto pioneiro e inovador mapeia o potencial de Energia Solar do Paraná

Projeto pioneiro e inovador mapeia o potencial de Energia Solar do Paraná

O Paraná é pioneiro e inovador, sendo referência em todo o Brasil, no mapeamento do potencial de Energia Solar. Através do projeto P&D 2866-0464/2017 Companhia Paranaense de Energia (Copel), desenvolvido pela Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) o Estado ganha uma Estação de Pesquisa em Energia Solar. Ela foi inaugurada na última segunda-feira (09), no Campus Neoville, da UTFPR, dando início ao mapeamento dos microclimas. O sistema de geração de energia foi fornecido pela empresa paranaense NHS Solar, que também doou dois Inversores Fotovoltaicos Híbridos para o estudo dos impactos do sistema elétrico de potência.

O projeto que teve o orçamento de R$ 6 milhões desenvolverá estudos em quatro linhas de pesquisas distintas e complementares, que são: Sistemas Eólicos, Sistemas de Distribuição Rurais, Sistemas de Gerenciamento e Sistemas Solares e Fotovoltaicos.

O mapeamento será feito através de estações solarimétricas distribuídas em 6 campi do Estado:  Ponta Grossa, Pato Branco, Medianeira, Campo Mourão, Cornélio Procópio e Curitiba e propõe levantar informações sobre a energia solar e o potencial fotovoltaico no território paranaense, nos microclimas destas cidades, permitindo maior assertividade no planejamento de ações futuras. Estão sendo empregados geradores fotovoltaicos de diferentes tecnologias para análise e comparação de desempenho.

Prof. Rubens Alexandre (UTFPR), Rafael Annunziato (NHS), Adilson Camana (NHS) e Rodrigo Braun (Copel).

 “Este trabalho permite realizar comparações quanto ao desempenho nas diferentes condições climáticas, onde fatores como temperatura ambiente, radiação solar, vento, entre outros, podem influenciar o seu comportamento, para mapear o potencial fotovoltaico de cada lugar”, esclarece Julio Cesar Moura Faé, P&D analista de projetos NHS Solar, empresa que forneceu suporte técnico, o sistema de geração, produziu e doou os inversores fotovoltaicos híbridos para o projeto.

A sociedade como um todo vai ganhar com este projeto, pois dessa forma saberemos o potencial energético de cada região para a utilização e instalação de equipamentos de energia solar. Atualmente, a procura por este tipo de tecnologia tem crescido muito, não só pelo custo, mas também pela busca de formas alternativas de energia sustentável, que é uma tendência mundial, comenta Julio Cesar.

Outro objeto de estudo neste projeto são os Inversores Fotovoltaicos Híbridos, desenvolvidos pela NHS Solar. O sistema é responsável por realizar o gerenciamento de múltiplas fontes de energia, através do fornecimento ou captação desta. Este é capaz de direcionar a energia proveniente da geração fotovoltaica e administrar de forma inteligente, fornecendo tanto para as baterias quanto para a rede elétrica. Além de captar energia dos painéis, também é possível armazenar energia da rede e utilizá-la no momento mais adequado.

“Este sistema possui muitas vantagens em relação aos inversores On-grid convencionais. Ele administra de forma mais eficiente a energia produzida, propiciando mais benefícios tanto para o usuário final, quanto para as concessionárias de energia elétrica”, completa.

O projeto inclui ainda a instalação de um sistema de geração fotovoltaica associado a um banco de baterias no Campus Curitiba, que estará conectada à rede elétrica, a usina servirá de base para pesquisa sobre o fornecimento de energia elétrica nos horários de maior consumo.

Sobre o projeto

Coordenado pelo Laboratório de Energia Solar (Labens) da UTFPR, o projeto foi contemplado em chamada pública pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) e intitulado como Projeto integrante do P&D ANEEL/COPEL Distribuição – PD 2866-0464/2017 – “Metodologia para Análise, Monitoramento e Gerenciamento da Geração Distribuída por Fontes Incentivadas”. 

NHS Solar

A empresa NHS criou uma divisão denominada NHS Solar para atender as demandas nesta área. E com a novidade, a organização, que já é líder no mercado de nobreaks na Região Sul do Brasil, agora se consolida também na produção de sistemas fotovoltaicos e inversores solares, projetando sua marca no setor de energia sustentável em todo o território nacional. 

Avatar
Mirian Gasparin
Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 44 anos na área de jornalismo, sendo 42 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 11 anos de blog, mais de 20 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 18 prêmios, com destaque para Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.
https://www.miriangasparin.com.br

Deixe uma resposta

Top