You are here
Home > Finanças > 5 dicas para reformar a casa sem sair do orçamento

5 dicas para reformar a casa sem sair do orçamento

Reformar a casa é o desejo de muitos brasileiros, afinal fazer pequenas obras são fundamentais para a manutenção do ambiente e ajudam a transformar e a renovar qualquer espaço. No entanto, é preciso um pouco de disciplina e organização para cumprir o objetivo sem sair do orçamento. Segundo Luís Toscano, vice-presidente de negócios da Embracon , uma das principais administradoras independentes especializada em consórcios, um bom planejamento financeiro pode ajudar nesse processo “É preciso levar em consideração vários fatores como mão de obra, materiais de construção, itens de decoração, além disso é muito importante aprender a driblar os imprevistos, analisando todos os gastos de acordo com o valor que a família tem disponível para a reforma”, afirma Toscano.

O executivo listou 5 dicas fundamentais para realizar a reforma da casa sem estourar o orçamento da família. Confira abaixo:

1 – Defina suas metas

Criar metas é o primeiro passo para tirar o projeto do papel e alcançar os objetivos. Somente por meio delas é possível ter certeza que os propósitos estão sendo alcançados com sucesso e determinar quanto tempo a ação levará para ser concluída. Contudo, é necessário que essas metas sejam realistas, evitando impor objetivos impossíveis. Por isso, é importante analisar o quanto a família tem para investir neste sonho.

2 – Tenha uma reserva financeira

Antes de iniciar a reforma é importante fazer um levantamento do quanto será necessário na reforma e de quanto a família precisará poupar mensalmente para juntar o valor para a reforma. Mesmo que seja uma opção mais demorada, se for bem planejada, pode trazer muitos benefícios para todos da família, já que depois de reformada ela ficará desta forma por um bom tempo.

3 – Corte gastos

Esse é o momento para rever os gastos mensais da família e analisar onde é possível economizar e o que pode ser cortado das despesas da casa. Nesta hora, todos podem colaborar, pois esses cortes podem ser desde “bobeirinhas” compradas no supermercado até utensílios que não são essenciais para o bem-estar da família.

4 – Pesquise os preços dos materiais e invista em produtos de qualidade

Na hora de comprar os materiais de construção, vale a pena pesquisar bastante em diferentes lojas e checar se há a possibilidade de negociar um desconto no caso de uma compra grande. Afinal, esse valor será determinante no preço final da obra. Além disso, é importante investir em produtos de qualidade que são mais resistentes, portanto irão durar mais tempo. Por isso, é importante analisar o custo-benefício dos materiais para checar quais valem mais a pena na obra.

5 – Aproveite a carta de consórcio do imóvel para fazer uma reforma

Muita gente não sabe, mas é possível aproveitar o restante do valor do consórcio de um imóvel para realizar reformas na propriedade adquirida. A utilização do crédito remanescente é ideal para realizar algumas obras de melhorias para dar mais conforto para os novos moradores da casa. O consórcio garante planos em condições especiais para os investidores, sem o IOF (Imposto sobre Operações Financeiras), sem taxas de juros e com encargos de administração significativamente mais baixos, quando comparados à média do mercado.
Mirian Gasparin
Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 44 anos na área de jornalismo, sendo 42 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 11 anos de blog, mais de 20 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 18 prêmios, com destaque para Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.
https://www.miriangasparin.com.br

Deixe uma resposta

Top