Plano de crescimento do China in Box no Brasil marca os 30 anos da rede de franquias

Plano de crescimento do China in Box no Brasil marca os 30 anos da rede de franquias

O China In Box, marca pioneira em delivery de comida asiática no Brasil, completa 30 anos em 2022. A rede de franquias, recentemente adquirida pelo Grupo Trigo, olha para o passado com orgulho e projeta um futuro promissor.

“Acreditamos que o China in Box ainda pode crescer muito no Brasil. Por isso, estamos concentrando grande parte dos nossos esforços no plano de crescimento da rede”, afirma Tom Moreira Leite, CEO do Grupo Trigo.

Atualmente, existem 144 franquias do China In Box em 24 dos 27 estados brasileiros (apenas Acre, Amapá e Tocantins não têm unidades). Com o plano de expansão, a previsão é de 30 novos contratos ainda em 2022, o que equivale a um aumento de 20% da rede.

Olhando para trás, a marca se orgulha de ter superado adversidades em momentos difíceis. Mesmo com a pandemia, por exemplo, por conta de um sistema de delivery muito bem estabelecido no mercado, houve alta de 30% nas entregas durante o período.

“No caso específico do China in Box, continuamos com a operação delivery e conseguimos fechar 2020 com um crescimento total de 10% em relação a 2019. Entretanto, tivemos que enfrentar um rápido aumento da concorrência, uma vez que a inclusão do serviço de entrega de comida em domicílio foi a saída para muitos estabelecimentos não quebrarem”, afirma o diretor de marca do grupo Carlos Sadaki.

Hoje, com a aquisição pelo Grupo Trigo, o restaurante trabalha em diversos projetos, que vão desde a reformulação do cardápio – deixando a comida cada vez mais saudável e saborosa -até a revisão da marca como um todo.

O Grupo Trigo enxerga grandes oportunidades em cidades do interior do Brasil e, também, na região sul do país. “Existem oportunidades para novas franquias, assim como para restaurantes já existentes dentro da rede”, finaliza Isabel Medeiros, diretora de Gente, Gestão e Expansão do Grupo Trigo.

Quem é o Grupo Trigo

O Grupo Trigo, holding 100% brasileira dona do Spoleto, Koni, LeBonton, Gendai, China in Box e Gurumê, é o maior grupo de franquias que oferece comida de verdade no país e um dos maiores operadores de comida asiática do mundo, através dos seus restaurantes e delivery.

Hoje, são mais de 600 restaurantes espalhados de norte ao sul do país, além de suas marcas 100% digitais com vendas majoritariamente online para delivery. Com o objetivo de democratizar a boa culinária, as marcas Trigo oferecem uma comida saborosa, bem elaborada e com ótimos insumos por um preço justo e acessível.

Mirian Gasparin

Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 49 anos na área de jornalismo, sendo 47 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 16 anos de blog, mais de 35 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 20 prêmios, com destaque para o VII Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º e 3º lugar na categoria webjornalismo em 2023); Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *